Dictum et factum

Vera Lopes

Vera Lopes

GCIC Ciências

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências? O oitavo Dictum et factum é com Vera Lopes, técnica superior do Departamento de Geologia (DG) de Ciências.

Quando era criança já sabia que profissão gostaria de ter no futuro?

Vera Lopes (VP) – Não fazia a mínima ideia do que queria ser. Quis ser muita coisa como qualquer criança, mas não tinha nada definido. Apenas sabia que gostava de ciências.

Como surgiu a hipótese de trabalhar em Ciências?

VL – Concorri a uma bolsa de investigação e fui selecionada.

Qual foi o 1.º emprego?

VL – Depois da licenciatura foi numa bolsa de investigação no DG.

Há quantos anos trabalha em Ciências?

VL – Há oito anos, desde de abril de 2008.

O que começou por fazer quando aqui chegou?

VL – Trabalho de investigação, o qual consistia em tratamento laboratorial de amostras geológicas (sedimentos), tratamento dos respetivos resultados e realização de saídas de campo no âmbito do projeto de investigação no qual estava inserida.

E agora como é o seu dia-a-dia?

VL – Muito ocupado, distribuindo-me pela realização de análises laboratoriais, tratamento dos respetivos resultados, gestão (stocks, resíduos, manutenção de equipamentos) dos vários laboratórios aos quais estou afeta (Geotecnia, Sedimentologia e Micropaleontologia) no DG; dou apoio a estudantes de pós-graduação e de licenciatura nos referidos laboratórios; realizo algumas saídas de campo no âmbito do apoio a estudantes e a projetos de investigação e participo na divulgação da investigação realizada através da participação em artigos científicos.

O que é que mais gosta de fazer na unidade onde está inserida?

VL – A bem dizer tudo, gosto muito do que faço, mas o apoio a estudantes e as saídas de campo são as minhas atividades preferidas.

Há alguma coisa que não aprecia na sua rotina profissional?

VL – Não há nada particularmente que desgoste, existem sempre coisas que gosto mais de fazer do que outras mas posso dizer que sou uma privilegiada pois gosto muito do meu trabalho.

Na sua opinião o melhor da Faculdade é…?

VL – A possibilidade de troca de conhecimento e as pessoas.

E o melhor da Administração Pública, o que é?

VL – A funcionar bem, a possibilidade de podermos prestar o verdadeiro serviço público.

Se tivesse que escolher um adjetivo para a descrever, qual seria a palavra escolhida?

VL – Polivalente.

Porquê?

VL –Porque consigo responder às diferentes solicitações que me colocam e procuro sempre conhecer a problemática de cada assunto com que me deparo de forma a conseguir responder eficazmente aos desafios apresentados.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
logotipo nielsen

A Nielsen é líder em Estudos de Mercado a nível mundial e Portugal.

To the attention of reviewing panels: On the recent policy of FCT of using ORCIDSCOPUS to assess individual and research units’ bibliographic productivity and impact.

 

A M Galopim  de Carvalho

Para os que tiveram o privilégio de lidar com ele, o Catarino, na gíria dos alunos, ou o Mangas, para os amigos mais chegados, é uma mistura alegre e contagiante de sabedoria, humanidade e simpatia.

Os alunos Afonso M Cardoso, Noa Estes, João Jorge e António Relógio criaram sob a orientação do professor João Serra um protótipo de um sistema de seguimento solar passivo, com o objetivo de aumentar a exposição solar de painéis solares.

Rafael Soledade

Segundo o orientador da Accenture o aluno da FCUL contribuiu decisivamente para a abertura de um nicho de mercado, permitindo a exportação de tecnologia para um cliente estadual norte-americano, materializada num contrato de mais de 40 milhões de dólares.

A AdvanceCare pretende recrutar um Analista de Informação de Gestão.

Estátua de José Pinto Peixoto por Laranjeira Santos

O processo de audição pública aos candidatos ao cargo de diretor da FCUL deverá terminar a 24 de fevereiro. Dois dias depois, o Conselho de Escola deverá eleger o diretor para os próximos quatro anos.

Joana Casimiro - Coruna

“Tanto a coordenadora Erasmus, como o Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional e todos os alunos que já realizaram Erasmus são uma excelente fonte de informação e estão dispostos a esclarecer todas as dúvidas que tenham”, declara a aluna da FCUL, Joana Casimiro.


Paula Estrócio e Sousa

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil abriu um concurso para atribuir uma bolsa de Investigação (BI) para mestre, no âmbito do Projeto PAC:MAN – Sistema de Gestão do Risco de Acide

Cartaz da iniciativa

Estão de volta os Diálogos com Formas & Fórmulas.

"Portugal vive um momento mau mas que pode vir a ser o melhor que lhe aconteceu, compete-nos a nós gerações mais jovens virar as dificuldades a nosso favor. Como? Buscando em outras sociedades o que se faz de melhor e aplicando-o no nosso país. Não é fácil, mas Roma não se fez num dia", declarou o aluno da FCUL, Pedro Mendes Pereira.

Pedro Rosa

Os regulamentos publicados no âmbito desta temática são de aplicação transversal à FCUL, independentemente do serviço que os gerir e estão em vigor desde 1 de janeiro de 2014.

Ciências em Movimento - 10 a 14 de fevereiro

“Ordem e Caos”, “Matéria e Energia”, “Mar e Atmosfera”, “Riscos e Catástrofes” e “Tecnologia e Sustentabilidade” são as temáticas abordadas em cada dia desta semana onde “diferentes áreas científicas ‘conversam’ entre si e com os visitantes”, anunciam os promotores da atividade de entrada livre, mas sujeita a inscrição.

A Bial, grupo internacional da indústria farmacêutica, procura candidato com grau de Mestre em Bioestatística ou em área similar, com 3 a 5 anos de experiência.

Emiliania huxleyi

Iniciada há 16 anos, a Algoteca é uma coleção única, por incluir maioritariamente espécies de algas marinhas e estuarinas da costa portuguesa, sendo por isso um verdadeiro repositório de património genético nacional.

"Não tenham medo de concorrer a uma tese inserida num contexto empresarial. É uma experiência enriquecedora, irão ter contacto com tecnologias novas muito específicas a este meio e é ainda uma excelente oportunidade de enriquecerem o vosso currículo”, comenta Rafael Soledade, antigo aluno do DI-FCUL.

Liceu Camões

Helder Coelho, Luís Correia, João Pedro Neto e Hugo Miranda apresentam palestras num dos liceus mais antigos da capital, criado em 1902.

Pormenor de uma obra de arte

O primeiro número será divulgado na próxima segunda-feira, dia 3 de fevereiro. Inclui notícias, eventos, concursos, destaques e vídeos publicados no Portal da FCUL.

Kamil Feridun Turkman

O Conselho de Escola recomendou a todos os seus membros a organização de sessões de esclarecimento e auscultação pública dos seus pares, dentro dos departamentos, associações de estudantes e não docentes. Esse processo irá decorrer desde a publicação do edital até ao fim da audição pública prévia à eleição do diretor.

Lisete Sousa

Um pouco por todo o mundo há cada vez mais estatísticos a trabalharem exclusivamente em Bioinformática. Um dos pioneiros foi Terry Speed, que viu o seu vasto trabalho na área da Bioinformática reconhecido este ano com a atribuição do prémio australiano “Prime Minister's Prizes for Science”.

“Todas as oportunidades devem estar acessíveis a todas as crianças. Enquanto investigadores, apenas podemos mostrar-lhes o fascínio da ciência e provar-lhes que esta não é uma atividade 'para outros', que eles próprios podem sonhar com uma carreira na investigação ou noutras carreiras indispensáveis ao desenvolvimento do país”, declararam os cientistas da FCUL.

Páginas