Rnie

"Este resultado é certamente muito importante para os próximos anos de Ciências”

Última Revisão —

PRISC no Rnie
O consórcio PRISC - Portuguese Research Infrastructure of Scientific Collections - liderado pelo Munhac - Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa foi recomendado a integrar o Rnie. De acordo com o comunicado de imprensa emitido pelo Munhac, a candidatura “pretende tornar as coleções científicas portuguesas acessíveis à comunidade de investigação, de forma a serem utilizáveis na investigação e ensino pós-graduado e na difusão da cultura científica”.

A Rede Nacional de Espectrometria de Massa, o European Multidisciplinary Seafloor Observatory, a Rede Portuguesa de Monitorização Costeira e a Infraestrutura Comum para os Recursos e Tecnologias da Linguagem de Portugal foram recomendados a integrar o Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico.

Maria Helena Florêncio, Jorge Miguel Miranda, Henrique Cabral e António Branco, professores cientistas de Ciências, lideram estes projetos, contando para o efeito com a colaboração de parceiros de outras instituições congéneres.

A Infraestrutura Nacional de Investigação Ecossistémica de Longo Prazo, liderada pela professora e investigadora de Ciências, Margarida Santos-Reis, e o Laboratório de Baixas Temperaturas e Campos Magnéticos Intensos, cuja componente de Ciências é coordenada pela professora e investigadora Maria Margarida Godinho, foram recomendados a integrar o roteiro, no entanto, deverão articular-se ou fundir-se com uma das 38 infraestruturas avaliadas com a categoria de máximo potencial científico e relevância estratégica.

A Plataforma Portuguesa de BioImagem, a E-Infraestrutura Portuguesa de Informação e Investigação em Biodiversidade, o Colaboratório para a Geociências e o WindScanner Portugal também tiveram parecer positivo para integrar esta base de dados nacional de infraestruturas de investigação. Estas quatro candidaturas são lideradas por investigadores pertencentes a outros organismos e resultam de uma parceria com Ciências, entre outras instituições.

“Das oito candidaturas já aprovadas e em que Ciências participa, os nossos investigadores lideram quatro. Para duas candidaturas adicionais – uma das quais liderada por nós – há recomendações de integração/fusão. Muito embora não existam ainda decisões de financiamento, este resultado é certamente muito importante para os próximos anos de Ciências”, comenta José Manuel Rebordão, subdiretor da faculdade, na sequência da publicação, no dia 25 de fevereiro, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) dos resultados, após avaliação do concurso para criação de um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico (Rnie).

Da análise feita por Fernando Lopes, técnico superior da Unidade de I&D e Inovação de Ciências, é possível extrair alguns números gerais sobre a participação da faculdade e que podem ser considerados “bastante relevantes”.

“Ciências tem 83% das suas candidaturas com recomendação de integração no roteiro nacional (10/12). A média nacional é de 44,6%”, diz Fernando Lopes acrescentando que “a faculdade participa em 18,5% das infraestruturas com recomendação de inclusão no roteiro nacional (10/54) e em 21% das infraestruturas com recomendação de inclusão no roteiro nacional, após fusão/integração (8/38)”.

Campus da FCUL

Das 54 candidaturas recomendadas a integrar o Rnie, dez delas incluem a presença de Ciências
Fonte GCIC-FCUL

Das 121 candidaturas admitidas para avaliação no âmbito do concurso para a criação do Rnie, ocorrido entre julho e setembro do ano passado, 54 foram recomendadas a integrar o roteiro, dez delas incluem a presença de Ciências, sendo que cinco são lideradas por investigadores da faculdade. Dessas 54 candidaturas com parecer positivo, 16 deverão considerar a fusão ou a integração com uma das 38 infraestruturas avaliadas com a categoria de máximo potencial científico e relevância estratégica. Nestas condições estão duas candidaturas que compreendem a participação de Ciências.

A FCT pretende criar e apoiar o Rnie para 2014-2020 em três fases. A primeira já ocorreu e diz respeito ao concurso nacional, cujos resultados foram conhecidos na última semana de fevereiro. A segunda implicará o financiamento das infraestruturas que integram o Rnie, processo que deverá ocorrer entre 2014 e 2020. A terceira pressupõe a revisão e a atualização periódica do referido roteiro, estando a primeira revisão prevista para 2016.

Segundo a FCT, “os contributos de toda a comunidade científica são críticos para o processo de revisão do roteiro”, sendo que este instituto público, “assume o compromisso de apoiar as equipas na elaboração de novas candidaturas com o objetivo de se apresentarem a concurso por altura da revisão do Rnie”.

Outras informações sobre este tema podem ser consultadas na página de Internet ou esclarecidas através do seguinte email roteiro.infract@fct.pt.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Fangz, jogo criado por aluno da FCUL que conquistou a Apple

Alexandre Ribeiro, antigo aluno do Departamento de Informática da FCUL, é o primeiro português a conseguir destacar uma aplicação nacional na App Store dos EUA. Para além deste destaque, foi eleito jogo da semana no fórum da Touch Arcade, “o site de maior reputação no mundo dos jogos para plataformas móveis”.

Sessões de esclarecimento/apresentação

Secção Autonoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL

A Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências - SAHFC

 

DESAFIO SOCIETAIS 1, 2 E 5: HEALTH, BIO-ECONOMY, CLIMATE ACTION

IV Jobshop

“Os alunos e os responsáveis pelos recursos humanos das empresas participantes poderão dialogar e assim trocar informações úteis acerca dos métodos, oportunidades e critérios de recrutamento utilizados”, informa o presidente da AEFCL, Eduardo Matos.

Logotipo Cost

A próxima reunião do Comité COST, área de Chemistry and Molecular Sciences and Technologies realiza-se em  setembro, em Lisboa. Durante esse acontecimento a organização local prevê estudar, juntamente com os atuais e os antigos delegados a ações COST, novas formas de incrementar a participação portuguesa no Horizonte 2020.

“A parceria que temos [com a FCUL] contribuiu em larga escala para o desenvolvimento da Science4you”, comenta Miguel Pina Martins, a propósito do sucesso da empresa que soma novos galardões: o “Business Internationalization Award” e os Prémios Novos, na categoria Empreendedorismo.

Instituto Dom Luiz – University of Lisbon and the Center of Geophysics of the University of Coimbra invite applications for one Post-Doctoral research position. The post-doctoral researcher will be integrated in project QuakeLoc‐PT.

Sessão de esclarecimento sobre os mestrados no GeoFCUL 2013/14

Sessão de esclarecimento sobre os mestrados em Geologia 2013/2014 do GeoFCUL

 

17 Maio (sexta-feira), 10h00-11h30, sala 6.2.47

 

Terá a presença dos coordenadores:

Rosto de Luísa Canto e Castro Loura

Conciliar e anonimizar as mais extensas bases de dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência é uma tarefa com várias etapas, que se prevê estar finalizada no decorrer do quarto trimestre de 2013.

Aldeia mineira do Lousal

Até ao momento os Prémios GeoConservação já distinguiram a ação das autarquias de Idanha-a-Nova, Valongo, Cantanhede, Arouca, Porto, Alcanena, Rio Maior e das associações de municípios Natureza e Tejo e dos Açores.

Anfiteato 3.2.14

Durante a sessão comemorativa do 102.º aniversário da FCUL, alguns dos melhores alunos da FCUL sorriram e encantaram com os seus depoimentos, num trabalho multimédia apresentado durante o evento.

Cerca de 93 alunos, agrupados em equipas de três elementos, realizaram as provas teóricas e experimentais nas instalações da FCUL.

No âmbito da disciplina de Estatística Ciência e Sociedade, a Profª Dirce Monteiro do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Universidade Técnica de Lisboa, proferirá, no dia 23 de Abril (3ª feira) pelas 14:30, na sala 6.4.30,&n

Logotipo Dia da FCUl 2013

A FCUL foi criada no século XX, a 19 de abril de 1911, pouco mais de cem anos após o surgimento da primeira escola classificada como tal, a Universidade de Berlim, na Alemanha, em 1810. Em 2013 Ciências comemora 102 anos.

 

Manuel Nunes Marques

Manuel Nunes Marques, antigo diretor do Observatório Astronómico de Lisboa e professor aposentado do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia da FCUL, faleceu durante a madrugada de 18 de abril. A missa de corpo presente realiza-se esta quinta-feira, pelas 19h00, na Igreja Nossa Senhora Conceição dos Olivais Sul, em Lisboa. O funeral realiza-se a 19 de abril, pelas 15h00, na Igreja de Santo António das Areias, no concelho de Marvão. Aos familiares, amigos e colegas, a FCUL apresenta as sinceras condolências.

património + educação = identidade

A Geometria na Politécnica, no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

 

Carlos Rafael Borges Mendes

O interesse pelas ciências e tecnologias surgiu ainda no liceu, tendo optado por prosseguir os estudos na área da Biologia, em parte por influência de duas professoras dessa disciplina.

Visitas guiadas à  Exposição Formas & Fórmulas

13 de abril 11h30-13h00

11 de maio 11h30-13h00

Diálogos com Formas & Fórmulas

11 de abril 18h

Páginas