Descoberto novo ciclo de supermarés

Marés

Investigadores de Ciências identificaram um novo ciclo global de marés que ocorre ao longo de grandes escalas de tempo geológico

João Duarte

Os continentes separam-se e juntam- se em ciclos de cerca de 500 milhões de anos. O estudo “Is there a tectonically driven super-tidal cycle?”, publicado na revista científica Geophysical Research Letters da American Geophysical Union, propõe a existência de um ciclo de supermarés associado a este ciclo dos supercontinentes, anunciou recentemente a Faculdade em comunicado de imprensa.

O que são supermarés?

As supermarés são marés com grande amplitude, numa linguagem simples são marés muito altas. No presente, o Oceano Atlântico tem marés com grande amplitude quando comparadas com as de outros oceanos. Isto acontece porque atualmente as marés no Oceano Atlântico encontram-se em ressonância com as dimensões da bacia oceânica.

“A evolução da disposição dos continentes controla a forma e a largura dos oceanos e esta variação ao longo do tempo faz com que a marés passem por um ou mais períodos em que estas entram em ressonância com as dimensões de um determinado oceano: uma supermaré”, explica João Duarte, um dos autores do artigo e investigador do Departamento de Geologia e do Instituto Dom Luiz. A research letter é assinada ainda por Mattias Green, Joe Molloy e Hannah Davies.

Para chegarem a esta conclusão os investigadores modelaram, usando supercomputadores, a evolução dos continentes durante um ciclo completo dos supercontinentes - desde a dispersão da Pangeia, há 250 milhões de anos, até à formação do próximo supercontinente Aurica, daqui a 250 milhões de anos.

Os resultados agora publicados demonstram que o ciclo das supermarés tem implicações importantes para a compreensão do clima, da evolução da vida na Terra e para as teorias da formação da Lua. “É sabido que as marés afetam as correntes oceânicas, que por sua vez têm um papel essencial na regulação do clima da Terra”, conta João Duarte, acrescentando que também têm um papel fundamental no transporte de nutrientes (essenciais à vida) dos continentes para os oceanos e na sua dispersão; e a sua intensidade determina a velocidade de afastamento da Lua da Terra.

O grupo prossegue com o estudo dos diversos aspetos relacionados com este ciclo das supermarés. Atualmente estão a investigar a possibilidade do aparecimento da vida terrestre (os tetrápodes) no Devónico estar relacionado com um destes períodos de supermarés. Hannah Davies, aluna do programa doutoral Earthsystems, está a estudar este tipo de registo geológico e paleontológico e se terá sido deixado pela ocorrência destas supermarés no passado. Nesse trabalho é orientada por João Duarte e Mattias Green.

“A compreensão deste ciclo das supermarés é determinante no nosso entendimento da evolução do sistema Terra/Lua. Por exemplo, este estudo contribui para a resolução de um enigma antigo sobre a idade da Lua: a datação da idade das rochas da Lua não coincide com a idade prevista pelos modelos existentes, que preveem uma idade da Lua mais recente. O modelo agora apresentado aponta para valores de idade da Lua mais próximos dos das datações. A ideia de que a disposição dos continentes afeta o sistema Terra/Lua através das marés é fascinante!” João Duarte

 

Ana Subtil Simões e Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Professora Olga Pombo, autora do livro "O Círculo dos Saberes"

“Estou convencida que a imagem do círculo constitui um arquétipo, uma determinação conceptual prévia a toda a investigação”, defende Olga Pombo, docente na FCUL e autora do livro “O Círculo dos Saberes”.

Imagem ilustrativa do livro "O Círculo dos Saberes"

“A apresentação do livro seguirá um formato sério e discreto. O professor Shahid Rahman fará uma apresentação e apreciação do livro e eu agradecerei todas as suas palavras, sejam elas elogiosas, sejam críticas", afirma a autora Olga Pombo.

Trial para todos os Membros da b-on.

Pessoas a correr junto ao Marquês de Pombal

A primeira Corrida da Ciência aconteceu o ano passado por ocasião das celebrações dos 100 anos da FCUL. A edição deste ano integra-se na 2.ª Edição do AmbientALL – Universidade em Movimento.

O concurso de programação destina-se a alunos universitários e este ano junta 16 equipas, oriundas de oito instituições universitárias portuguesas. A equipa da FCUL chama-se BigO(1).

Imagem da professora Maria José Boavida

“Colega amiga”, “orientadora empenhada e humanista” e “investigadora solidária”, assim se recorda Maria José Boavida (1948 – 2012).

Desenho do campus da FCUL

As tabelas e notas científicas, assim como as regras elementares de segurança em laboratórios são algumas das mais-valias deste “livro”.

A fim de cumprir com o estabelecido no Regulamento Eleitoral, o Caderno Eleitoral para a eleição do Presidente do Departamento de Estatística e Investigação Operacional está disponível para consulta.

 O projecto CAMPUS UL realizado pelos alunos de mestrado em Engenharia Geográfica no âmbito das disciplinas de Fotogrametria Analítica e de Produção Cartográfica ganhou o segundo prémio no concurso internacional de projectos com fins educativos

lâmpada

"Criar, transferir e valorizar economicamente o conhecimento científico" é a causa primária do renovado centro de inovação, situado no campus da FCUL.

Hoje, quarta-feira, dia 10 de Outubro de 2012, registou-se uma quebra no acesso à Internet pelas 17h00 por cerca de 5 minutos.

A causa foi externa à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e ainda não fomos informados das suas causas.

Estão abertas três vagas para bolseiros para a Unidade de Informática

Imagem do professor J. Sebastião e Silva

O Departamento de Matemática da FCUL apresenta obras selecionadas de personalidades da nossa história, nomeadamente os Compêndios de Matemática e os respetivos Guias para professores de José Sebastião de Silva, cujos direitos patrimoniais foram cedidos à Faculdade por um período de 30 anos.

Devido a uma avaria no equipamento de Videoconferência, o serviço encontra-se interrompido por tempo indeterminado. Pedimos desculpa pelo incómodo causado.

Alunos aguardam a sua vez na fila para as inscrições

Este ano, durante a 1.ª fase de inscrições, foi realizado um inquérito a 845 estudantes. De acordo com os resultados obtidos, o reconhecimento da competência científica (25%), a localização (22%) e a nota de candidatura (22%), foram determinantes na escolha da FCUL.

Abertura de Concurso para uma posição de substituição de Doutor Ciência na CFNUL na área Física Nuclear – Reações Nucleares, ver anúncio em http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&job

A FCUL dá as boas-vindas aos novos alunos, após o arranque do novo ano letivo, a 17 de setembro.

Filipe Duarte Santos - Professor Catedrático e Jubilado do Departamento de Física e Director do SIM

Imagem de perfil de Maria Filomena Camões, professora do DQB-FCUL

Maria Filomena Camões, professora do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, assina um artigo sobre a criação do Instituto Nacional de Metrologia da Colômbia e a inauguração de um laboratório do qual é madrinha.

Guiomar Evans - Prof. Auxiliar do Departamento de Física e Investigadora do Centro de Física da Matéria Condensada

A missa do 30.º dia em memória de José Manuel Pires dos Santos, professor aposentado do Departamento de Informática da FCUL, realiza-se a 11 de setembro, pelas 19h00, na Igreja da Luz, em Carnide.

O professor José Manuel Pires dos Santos sentado em frente a uma secretária

Toda a morte, mesmo a anunciada, é uma surpresa. Um misto de espanto e de descrença como se não fosse possível acontecer.

As actividades da Semana Zero do DEGGE têm lugar nos dias 12, 13 e 14 de Setembro.

Bolsas Universidade de Lisboa / Fundação Amadeu Dias

Em cinco anos, a UL e a FAD apoiaram 134 projetos. A Faculdade de Ciências distingue-se com o maior número de alunos e respetivos trabalhos distinguidos, setenta.

Páginas