José Manuel Florêncio Nogueira premiado com a “Medalha Dr. Janusz Pawliszyn”

Química Analítica é a principal linha de investigação de José Manuel Florêncio Nogueira

Ciências

Fernando Mauro Lanças, José Manuel Florêncio Nogueira e Maria Eugênia C. Queiroz, durante a atribuição da “Medalha Dr. Janusz Pawliszyn”, no IX WARPA
Imagem cedida por JMFN

Em 2017 a “Medalha Dr. Janusz Pawliszyn” foi atribuída a José Manuel Florêncio Nogueira, professor do Departamento de Química e Bioquímica, coordenador do grupo de Ciência e Tecnologia de Separação do Centro de Química e Bioquímica de Ciências e representante português na European Society for Separation Science.

“Tem valido a pena todo o esforço e empenho no trabalho científico”, diz José Manuel Florêncio Nogueira que se sente “honrado e de consciência tranquila” com a atribuição desta distinção com o nome de Janusz Pawliszyn, um cientista que conhece pessoalmente e que considera “notável”.

De acordo com o comunicado de imprensa emitido esta terça-feira, o prémio foi entregue durante o IX Workshop em Avanços Recentes na Preparação de Amostras (WARPA), ocorrido no passado dia 25 de outubro, no Instituto de Química da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, no Brasil, pelos professores da Universidade de São Paulo, Maria Eugênia C. Queiroz e Fernando Mauro Lança, este último distinguido em 2016 com a mesma medalha, atribuída nesse ano pela primeira vez.

José Manuel Florêncio Nogueira chegou a Ciências como aluno de Química Tecnológica, na década de 80 do século XX. Aqui, concluiu a licenciatura e o doutoramento em Química, ramo Química Orgânica. Em 1999 fundou o grupo de Cromatografia da Sociedade Portuguesa de Química. Onze anos depois obteve o título académico de agregado em Química, especialidade em Química Analítica, a sua principal linha de investigação. Nesse mesmo ano, em 2010, introduziu as inovadoras técnicas de microextração adsortiva, com particular incidência para a microextração adsortiva em barra (BAμE). Como pode ser lido no seu breve perfil curricular, ultimamente tem vindo a introduzir conceitos inovadores no sentido de tornar as técnicas de microextração que desenvolve, prévias à análise cromatográfica, ainda mais amigas do ambiente, com custos negligenciáveis e possibilidade de serem usadas em rotina sem quaisquer investimentos adicionais à instrumentação analítica convencional.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas