Falecimento

Homenagem a João Corte-Real


João Corte-Real
Imagem cedida por CC

João Alexandre Medina Corte-Real, professor jubilado da Universidade de Évora, docente em Ciências ULisboa durante mais de 30 anos, faleceu a 31 de outubro. A missa de corpo presente decorreu na Igreja de Santiago, em Évora, seguindo-se o funeral, esta sexta-feira, 2 de novembro. A Faculdade lamenta o triste acontecimento, apresentando as condolências aos familiares, amigos e colegas.

Ciências ULisboa publica  “A brilliant teacher”, um texto em sua homenagem da autoria de Carlos da Camara, professor do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia e investigador do Instituto Dom Luiz, seu aluno, orientando, assistente e, durante muitos anos, colaborador mais próximo.

A brilliant teacher

"Sempre pensei que não seria tarefa fácil escrever o que quer que seja acerca do João Corte-Real no dia em que soubesse da notícia da sua morte. Tive, no entanto, a sorte de há uns anos me terem pedido que escrevesse algumas palavras aquando da jubilação do João. Ora, sem dúvida, a melhor forma de recordar os que partem é falando vivamente do muito bom que foi ter estado com eles na vida. Acresce que, tal como o João, sou cristão pelo que a morte, para nós, é apenas mais uma etapa da vida.

Transcrevo, assim, o texto intitulado 'A brilliant teacher' que tive oportunidade de escrever aquando da jubilação do João. Não é por preguiça que o faço, mas apenas porque o texto continua hoje vivo e válido, palavra por palavra. O texto é em inglês, mas, bem vistas as coisas, é a linguagem da ciência a que o João tanto ligou.

'"I’ve always enjoyed explaining physics. For me it’s much more than teaching: It’s a way of thinking. Even when I’m at my desk doing research, there’s a dialog going on my head. Figuring out the best way to explain something is almost always the best way to understand it yourself'. These words were written by Leonard Susskind, father of string theory, but they could also have been written by João Corte-Real because he is one of the very few I met that I consider a brilliant teacher in all its embracing sense.

My first contact with Professor Corte-Real goes back to 1978, a year that has stayed in the memory of all students of the Faculty of Sciences of the University of Lisbon because, on the night of the 17th to the 18th of March, the old building was almost completely destroyed by a terrible fire. Professor Corte-Real was teaching at the time the course of Statistical Physics. Despite the difficulty of the subject and the high level of the course, his lectures were crystal clear, and we were all submerged by the amount of knowledge Professor Corte-Real had been transmitting at a pace that I never had met before! Those of us that thought the fire might represent an opportunity to recover our breaths were deemed to be deceived; Professor Corte-Real soon informed that the lectures would resume in the premises of the Institute of Physics and Mathematics.

I am mentioning this first episode because it already contains the marks of Professor Corte-Real’s character: a full dedication to his duties and to his students and an uncommon willingness to share his knowledge that covers an amazing wealthiness of subjects including calculus and analysis, numerical methods and programming, statistical and quantum mechanics, thermodynamics, meteorology and climatology. Professor Corte-Real is always the first person that comes to my mind anytime I come up with that type of difficulties that are not explained in textbooks!

I met again Professor Corte-Real the next year, at the National Committee for the Environment, where we were part of the team of the first environmental study of the Tagus estuary. It was there that, for the first time and thanks to Professor Corte-Real, I understood the true meaning of a balance equation and of the theoretical and practical usefulness of the lagrangian and eulerian formulations. This was the beginning of a long collaboration and especially of a solid friendship of almost forty years.

Now it would certainly be appropriate to start enumerating the long list of achievements of Professor Corte-Real as a teacher and as a researcher. But this would distract from the issue I want to point out; that all I am, as a teacher and as a researcher, I mainly owe to Professor Corte-Real and that I would be very proud if he includes me as one of his achievements. My first research work, entitled 'Equations of movement of a continuum in non-inertial frames', is dedicated to 'My friend and scientific advisor, Professor João Corte-Real, who as an advisor has always been a friend and as a friend has always advised me'. If I had to repeat a thesis under Professor Corte-Real’s advisorship, I would have rewritten exactly the same words.

I am counting on Professor Corte-Real for the years to come, at least until I get retired. I have a course in Thermodynamics to prepare and others in Remote Sensing, Dynamical Meteorology and Global Circulation of the Atmosphere that need to be refreshed. So, João, please stay around and don’t change the number of your mobile phone.

Pelos vistos, o João não só mudou o número como mudou também de telemóvel. Agora chama-se oração, as chamadas são gratuitas, mas o resultado é o mesmo. Um abraço, João."

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Janela triangular

É o mecanismo mimético que nos permite interatuar uns com os outros, compreender os sentimentos dos amigos, e viver a compaixão e a empatia”, in Campus com Helder Coelho.

Livro aberto

Ao todo estão previstas sete sessões, com pelo menos um orador convidado. Em cada uma delas Dinis Pestana falará sobre livros que estejam relacionados com o tema em análise. O objetivo é conquistar leitores, sobretudo entre os estudantes universitários.

“Aceitar que por vezes se falha, que podemos não ter a aprovação dos outros e aceitar as consequências das tomadas de decisão, pode inicialmente ser mais desconfortável, mas acarreta consigo uma maior sensação de responsabilidade e liberdade na vida”, escreve na rubrica habitual a psicóloga do GAPsi, Andreia Santos.

Vista aérea da zona de cultivo no PermaLab, no campus de Ciências ULisboa

O primeiro estudo científico desenvolvido no PermaLab – um laboratório vivo de permacultura, situado no campus de Ciências ULisboa, será publicado no volume 212 da edição de março de 2019 do Journal of Cleaner Production, reforçando dessa forma a importância dos laboratórios vivos no contexto universitário.

“O desenvolvimento de uma missão astronómica espacial é uma aventura demorada, que, nos casos mais complexos, pode demorar mais de duas décadas. Com o Athena estamos envolvidos neste processo desde os primeiros passos, tendo ajudado a construir a proposta ‘vencedora’”, conta José Afonso, que lidera a participação portuguesa na missão Athena, prevista para 2031.

Projeto de Sismologia nas Escolas do Instituto Dom Luiz

Guilherme Weishar apresenta-nos o projeto de Sismologia nas Escolas do Instituto Dom Luiz e que tem uma componente de citizen science.

Wani na Indonésia

Objetivo da missão dos investigadores do IDL Ciências ULisboa e do IPMA?! Melhorar a caracterização do tsunami de 28 de setembro de 2018, de modo a desenvolver técnicas e programas de mitigação destes fenómenos naturais.

Ricardo Honório

Cernorium é o canal YouTube de Ricardo Honório, aluno do mestrado integrado em Engenharia Física de Ciências ULisboa. O projeto tem já disponível o primeiro episódio e é a “concretização de uma ideia antiga que procura aliar a paixão pela Física com algum humor.

Galeria da fauna marinha (maioria tropical), anos 1950/1960

Evocações sobre Entomologia no Museu Bocage e na Faculdade, pelo professor, cientista José Alberto Quartau. Versão abreviada da alocução proferida aquando do 35.º aniversário do Departamento de Biologia Animal de Ciências ULisboa, em 5 de junho de 2018.

Francisco Saldanha da Gama

Nesta fotolegenda destacamos uma passagem da entrevista com Francisco Saldanha da Gama, professor do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e investigador do Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional de Ciências ULisboa, e que pode ser ouvida no canal YouTube e na área multimédia do site da Faculdade.

Lisboa

Ciências é uma das cinco instituições da ULisboa que integra o projeto ALHTOUR. O principal resultado deste projeto é a criação do HEALx-LAB, um living lab para potenciar a inovação e a colaboração entre a academia, a indústria, a administração pública e a sociedade civil na área do turismo de saúde na região de Lisboa.

 Conselho Diretivo da ELRA

António Branco, professor do DI Ciências ULisboa, é o novo presidente da ELRA-European Language Resources Association, a principal associação científica europeia para o processamento da linguagem natural e uma das mais importantes associações a nível mundial nesta subárea da Inteligência Artificial.

Robô e criança

"Revendo as discussões nos últimos anos sobre a Inteligência Artificial (IA), a ideia da superinteligência (super-homem) e da frieza dos comportamentos dos agentes artificiais, quando comparados com os seres humanos, concluímos que o medo à IA só será ultrapassado com uma nova postura da IA, virada para a enfâse nos benefícios", escreve Helder Coelho, professor do DI Ciências ULisboa.

Raúl Ferreira

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências ULisboa? O Dictum et factum de dezembro é com Raúl Ferreira, assistente operacional da Oficina Gráfica da Área de Serviços Técnicos de Ciências ULisboa.

Às vezes é mesmo preciso “sair da cabeça e dar ouvidos ao corpo”

“Às vezes é mesmo preciso 'sair da cabeça e dar ouvidos ao corpo'. Dar atenção aos sinais físicos e às sensações”, escreve na rubrica habitual a psicóloga do GAPsi, Andreia Santos.

Soraia Pereira

Leia a entrevista com Soraia Pereira, vencedora do Prémio SPE2018 e que descobriu o interesse pela Estatística no último ano da licenciatura em Matemática.

Matemática

O novo livro de Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática de Ciências ULisboa é apresentado ao público em dezembro. Leia a entrevista com o matemático e escritor que através da Matemática "rasga horizontes e abre novos mundos a mentes sequiosas".

Logotipo

"Até agora, os cientistas cidadãos das comunidades GROW implementaram/instalaram 2.000 sensores com o intuito de avaliar a humidade, temperatura e radiação solar do solo nos diferentes GROW Places. No próximo ano deverão ser implementados cerca de 10.000 sensores. Este é considerado o maior levantamento de dados de diversas propriedades do solo na Europa, realizado por cidadãos", escreve em artigo de opinião Gil Penha-Lopes, investigador do DBV Ciências ULisboa e cE3c.

Livros

O projeto “NitroPortugal -Strengthening Portuguese research and innovation capacities in the field of excess reactive nitroge” promove livro infantil “A história do azoto, bom em pequenino e mau em grande”.

Adrià López Baucells

A British Ecological Society anunciou esta sexta-feira, dia 30 de novembro, os vencedores do concurso anual de fotografia Capturing Ecology. Entre as várias fotografias premiadas encontram-se as de Adrià López Baucells, estudante do programa doutoral Biodiversidade, Genética e Evolução e investigador do polo de Ciências ULisboa do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais.

Ilustração de um buraco negro ativo no centro de uma galáxia

Cientistas portugueses estiveram envolvidos na primeira medição espacial do redemoinho de massa que orbita um buraco negro de centenas de milhões de massas solares.

C6

Soraia Pereira, investigadora do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e antiga aluna de Ciências ULisboa, vence Prémio Sociedade Portuguesa de Estatística 2018.

Representação esquemática da bicamada fosfolipídica da membrana e da sua alteração, após ação do antibiótico (à esquerda) e visualização da membrana danificada por ação de uma dose inferior à concentração mínima letal (à direita)

Uma equipa liderada por Ciências ULisboa descobriu antibióticos derivados de açúcares, que matam células de espécies de Bacillus spp, incluindo Bacillus anthracis, um micróbio causador da doença antrax, que ataca animais e seres humanos e é um agente de bioterrorismo.

Mar

No Dia Nacional do Mar trazemos à memória os 20 anos da EXPO’98 e da Ponte Vasco da Gama e a reabilitação daquela área, na qual participaram vários professores de Ciências ULisboa e investigadores do extinto Instituto de Oceanografia, atual MARE.

Talhões SUSBEAUTY

Estudo coordenado por Ana Duarte Rodrigues, investigadora do DHFC e do CIUHCT, demonstra que plantas autóctones do Algarve são mais sustentáveis do que as espécies exóticas introduzidas na paisagem e que esgotam os recursos hídricos da região.

Páginas