Falecimento

Homenagem a João Corte-Real


João Corte-Real
Imagem cedida por CC

João Alexandre Medina Corte-Real, professor jubilado da Universidade de Évora, docente em Ciências ULisboa durante mais de 30 anos, faleceu a 31 de outubro. A missa de corpo presente decorreu na Igreja de Santiago, em Évora, seguindo-se o funeral, esta sexta-feira, 2 de novembro. A Faculdade lamenta o triste acontecimento, apresentando as condolências aos familiares, amigos e colegas.

Ciências ULisboa publica  “A brilliant teacher”, um texto em sua homenagem da autoria de Carlos da Camara, professor do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia e investigador do Instituto Dom Luiz, seu aluno, orientando, assistente e, durante muitos anos, colaborador mais próximo.

A brilliant teacher

"Sempre pensei que não seria tarefa fácil escrever o que quer que seja acerca do João Corte-Real no dia em que soubesse da notícia da sua morte. Tive, no entanto, a sorte de há uns anos me terem pedido que escrevesse algumas palavras aquando da jubilação do João. Ora, sem dúvida, a melhor forma de recordar os que partem é falando vivamente do muito bom que foi ter estado com eles na vida. Acresce que, tal como o João, sou cristão pelo que a morte, para nós, é apenas mais uma etapa da vida.

Transcrevo, assim, o texto intitulado 'A brilliant teacher' que tive oportunidade de escrever aquando da jubilação do João. Não é por preguiça que o faço, mas apenas porque o texto continua hoje vivo e válido, palavra por palavra. O texto é em inglês, mas, bem vistas as coisas, é a linguagem da ciência a que o João tanto ligou.

'"I’ve always enjoyed explaining physics. For me it’s much more than teaching: It’s a way of thinking. Even when I’m at my desk doing research, there’s a dialog going on my head. Figuring out the best way to explain something is almost always the best way to understand it yourself'. These words were written by Leonard Susskind, father of string theory, but they could also have been written by João Corte-Real because he is one of the very few I met that I consider a brilliant teacher in all its embracing sense.

My first contact with Professor Corte-Real goes back to 1978, a year that has stayed in the memory of all students of the Faculty of Sciences of the University of Lisbon because, on the night of the 17th to the 18th of March, the old building was almost completely destroyed by a terrible fire. Professor Corte-Real was teaching at the time the course of Statistical Physics. Despite the difficulty of the subject and the high level of the course, his lectures were crystal clear, and we were all submerged by the amount of knowledge Professor Corte-Real had been transmitting at a pace that I never had met before! Those of us that thought the fire might represent an opportunity to recover our breaths were deemed to be deceived; Professor Corte-Real soon informed that the lectures would resume in the premises of the Institute of Physics and Mathematics.

I am mentioning this first episode because it already contains the marks of Professor Corte-Real’s character: a full dedication to his duties and to his students and an uncommon willingness to share his knowledge that covers an amazing wealthiness of subjects including calculus and analysis, numerical methods and programming, statistical and quantum mechanics, thermodynamics, meteorology and climatology. Professor Corte-Real is always the first person that comes to my mind anytime I come up with that type of difficulties that are not explained in textbooks!

I met again Professor Corte-Real the next year, at the National Committee for the Environment, where we were part of the team of the first environmental study of the Tagus estuary. It was there that, for the first time and thanks to Professor Corte-Real, I understood the true meaning of a balance equation and of the theoretical and practical usefulness of the lagrangian and eulerian formulations. This was the beginning of a long collaboration and especially of a solid friendship of almost forty years.

Now it would certainly be appropriate to start enumerating the long list of achievements of Professor Corte-Real as a teacher and as a researcher. But this would distract from the issue I want to point out; that all I am, as a teacher and as a researcher, I mainly owe to Professor Corte-Real and that I would be very proud if he includes me as one of his achievements. My first research work, entitled 'Equations of movement of a continuum in non-inertial frames', is dedicated to 'My friend and scientific advisor, Professor João Corte-Real, who as an advisor has always been a friend and as a friend has always advised me'. If I had to repeat a thesis under Professor Corte-Real’s advisorship, I would have rewritten exactly the same words.

I am counting on Professor Corte-Real for the years to come, at least until I get retired. I have a course in Thermodynamics to prepare and others in Remote Sensing, Dynamical Meteorology and Global Circulation of the Atmosphere that need to be refreshed. So, João, please stay around and don’t change the number of your mobile phone.

Pelos vistos, o João não só mudou o número como mudou também de telemóvel. Agora chama-se oração, as chamadas são gratuitas, mas o resultado é o mesmo. Um abraço, João."

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
abutre

"Centenas de cadáveres destes abutres encontravam-se sem cabeça, empilhados e intencionalmente escondidos sob arbustos", escreve Mohamed Henriques, doutorando do programa doutoral Biologia e Ecologia das Alterações Globais no polo da Faculdade do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), juntamente com outros investigadores e conservacionistas numa carta publicada em outubro na Science.

O Dia da Investigação acontece a 28 de outubro de 2020

O Dia da Investigação acontece a 28 de outubro e será transmitido através do canal YouTube da Ciências ULisboa, anuncia a Faculdade em comunicado de imprensa. Consulte o programa e saiba quais são os temas em análise e os oradores das várias sessões, inscreva-se no evento e para ter uma ideia do que o espera assista à reportagem.

Flávio Gomes Oliveira a verificar se as armadilhas capturaram algum musaranho

Flávio Gomes Oliveira, doutorando do programa doutoral em Biologia e Ecologia das Alterações Globais, é um dos autores de um estudo publicado em outubro na Behavioral Ecology, cujos resultados integram a sua tese de doutoramento. Nesta entrevista o jovem investigador faz um balanço dos primeiros anos do doutoramento e deixa conselhos para quem quer seguir esta área.

Musaranho-de-dentes-brancos a ser devolvido à natureza

Um estudo realizado em Lisboa por um grupo de investigadores do CESAM, polo da Ciências ULisboa e da Universidade Adam Mickiewicz de Poznań, na Polónia, detetou diferenças substanciais no comportamento e metabolismo dos musaranhos-de-dentes-brancos que ocorrem na capital portuguesa, quando comparados com indivíduos provenientes de áreas naturais.

Emmanuelle Charpentier e a Jennifer Doudna

Este ano, o Prémio Nobel da Química foi atribuído às cientistas Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna pelo "desenvolvimento de um método de edição do genoma", denominado CRISPR/Cas9. Leia o artigo da autoria de Lúcia Santos e Madalena Pinto, estudantes de doutoramento no polo da Faculdade do BioISI e Federico Herrera, professor do Departamento de Química e Bioquímica e investigador do BioISI.

Chuva intensa

Um estudo publicado na Nature Communications revela um aumento significativo da quantidade de humidade proveniente das regiões fornecedoras de água precipitável, água transportada até aos continentes pelos chamados rios atmosféricos (ARs).

Logotipo dos Prémios Científicos ULisboa/Caixa Geral de Depósitos 2019

A cerimónia de entrega dos Prémios Científicos ULisboa/CGD 2019 estava prevista para 20 de outubro, na Reitoria da ULisboa, mas face à evolução da pandemia da COVID-19 e na sequência da resolução do Conselho de Ministros emitida recentemente, a cerimónia será adiada para data a anunciar quando as condições de segurança estejam novamente reunidas. Das 30 distinções desta última edição, cinco são para professores e investigadores da Ciências ULisboa.

Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez

O Prémio Nobel da Física 2020 distingue um dos teóricos mais distintos dos últimos 60 anos, o matemático e físico sir Roger Penrose e os astrónomos Reinhardt Genzel e Andrea Ghez, que revelaram a presença de um buraco negro extremamente massivo na região central da Via Láctea. Leia o artigo dos cientistas José Pedro Mimoso e Nelson Nunes, em colaboração com José Afonso e António Amorim.

Imagem abstrata

Ciências ULisboa integra a Rede de Inovação da Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM), cujo objetivo é promover a ponte entre a investigação produzida em ambiente académico e o contexto industrial e empresarial.

Logotipo Radar Tec Labs

Oitava rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a QPLab.

Campus da Ciências ULisboa

Ciências ULisboa volta a preencher a totalidade das vagas, no âmbito da 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior: 1001 candidatos conseguiram colocação nas 13 licenciaturas e nos três mestrados integrados desta faculdade, 449 como 1.ª opção. O número de vagas aumentou na maioria dos cursos, assim como as notas dos últimos alunos colocados nesta 1ª fase.

Cidade

Melhorar o funcionamento e a otimização energética de edifícios e equipamentos, resolvendo algumas das suas limitações, é um dos objetivos do projeto “Self Assessment Towards Optimization of Building Energy (SATO)”, liderado pela Ciências ULisboa e que tem início marcado para o próximo mês de outubro. O projeto integra 16 parceiros europeus da academia e dos sectores público e empresarial e representa a primeira grande colaboração científica entre o LASIGE e o IDL.

Papéis, canetas e braços

Vários alunos da Ciências ULisboa, da Universidade do Algarve (Ualg) e da Faculdade de Medicina Dentária (FMD) da ULisboa apresentaram este verão projetos de iniciação à investigação, desenvolvidos no âmbito da iniciativa “Sê Investigador por Três Semanas!”, promovida pelo Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL), com o objetivo de cativar os jovens para esta atividade.

cabra-montês

Dezenas de cientistas, técnicos e vigilantes da natureza do ICNF - Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, bem como cidadãos uniram-se em prol do novo Livro Vermelho dos Mamíferos de Portugal continental. O objetivo é melhorar até 2021 o conhecimento destas espécies e dessa forma contribuir para o estabelecimento de medidas e ações de conservação.

Imagens de perfil de 19 cientistas

Entre março e julho deste ano, as redes sociais da Faculdade deram a conhecer 19 pessoas e histórias de investigação, no âmbito da iniciativa “O que faço aqui?”, disponível no site da Faculdade.

Pessoa com livros

"Neste momento tão dinâmico em que vivemos será importante pensar sobre aquilo que se pode ou não controlar e ir aprendendo a navegar perante a realidade que se apresenta a cada momento", escreve a psicólogia Andreia Santos.

Alunos e professoras no campus da Faculdade

O novo ano letivo começou esta semana e a Faculdade deu as boas-vindas aos alunos do Advanced Quantitative Methods on Health Care Innovation, cujas aulas online começaram esta terça-feira e se prolongam em Portugal até ao próximo dia 15 de outubro.

Estação de Extração de RNA

“Foi incrível perceber que numa adversidade, o ser humano tem a capacidade de se reinventar e criar novos projetos", diz Daniel Salvador, voluntário no CT Ciências ULisboa, entre maio e julho, licenciado e mestre pela Ciências ULisboa, atualmente estudante do 4.º ano do doutoramento em Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina da ULisboa.

Criança em casa acompanhada pela presença de um adulto

Uma equipa de nove estudantes da ULisboa - LxUs -, supervisionados por Hugo Ferreira, professor do Departamento de Física e investigador do Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica da  Ciências ULisboa, ganhou o Translation Potential Runner-Up Award na 5.ª edição do SensUs Student Competition, 2.º lugar na categoria de potencial de translação, um prémio que valoriza a capacidade de criação de um modelo de negócio, viável e com qualidade.

Pormenor da visão artística da observação da "estrela bebé"

Pela primeira vez foi possível observar como é que uma “estrela bebé” adquire massa até chegar à sua massa final. Arcos de campo magnético ligam a “estrela bebé” ao disco circundante e a massa flui. Os resultados desta observação encontram-se publicados na revista Nature. O artigo resulta de uma colaboração no âmbito do GRAVITY, um instrumento desenvolvido por um consórcio internacional e do qual fazem parte cientistas do CENTRA, polo da Ciências ULisboa.

Marta Palma no CT Ciências ULisboa

“A maior aprendizagem é perceber que de facto existem pessoas maravilhosas, com uma enorme generosidade e grande sentido de voluntarismo e muito dinâmicas. E que trabalhando juntos, podemos de facto fazer a diferença”, diz Marta Palma, funcionária do Departamento de Biologia Animal e voluntária no Centro de Testes Ciências ULisboa.

Homem em banco de jardim, observando o rio

Andreia Santos, psicóloga do GApsi Ciências ULisboa, deixa um alerta: "o nível de cansaço sentido pelas pessoas a assistir a conferências, palestras através de um ecrã é superior ao de assistir ao mesmo de forma presencial".

Vanessa Mendonça

“Este prémio simboliza não só o reconhecimento do meu trabalho, mas também de toda a equipa que nele participou”, conta Vanessa Mendonça, segunda classificada pelo Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias 2020. Vanessa Mendonça concluiu o mestrado e o doutoramento na Faculdade e atualmente é investigadora do MARE.

A SPECO anunciou recentemente os vencedores do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias 2020. José Ricardo Paula é o grande vencedor desta edição e irá apresentar o seu trabalho no 19.º Encontro Nacional de Ecologia, este ano associado às cerimónias dos 25 anos da SPECO, e que se realiza em dezembro, em Ponte de Lima.

Centro de Testes

Rita Loewenstein Simões, de 23 anos, é voluntária no Centro de Testes Ciências ULisboa, na estação Mix e Real-Time PCR, desde maio passado. Para esta jovem bióloga, formada na Faculdade, este trabalho tem um significado muito simples: ajudar. E foi exatamente isso que a motivou - saber que todas as horas que disponibilizasse fariam a diferença.

Páginas