O livro branco "A Língua Portuguesa na Era Digital"

Capa
Cedida pelos autores

O lançamento do livro branco "A Língua Portuguesa na era Digital" realizou-se a 16 de novembro, na Fundação Calouste Gulbenkian. Este lançamento sucedeu num workshop internacional enquadrado no ciclo de eventos sobre a Tecnologia da Linguagem, organizados no âmbito do projecto METANET4U que é coordenado por António Branco, do DI-FCUL. A sua participação foi aberta a todos os interessados, contando com a presença de cerca de 80 participantes e com transmissão ao vivo online.

No livro branco destaca-se a "necessidade de medidas imediatas para que se possam obter progressos importantes para o português assegurar a sua posição como língua internacional de comunicação".

Este livro branco, sobre a língua portuguesa na era digital, faz parte de uma coleção que promove o conhecimento sobre a tecnologia da linguagem e o seu potencial. É dirigido a um público o mais vasto possível, não especializado nestas matérias, incluindo comunidades linguísticas, jornalistas, políticos ou docentes, entre muitos outros. Este livro procura disponibilizar uma análise do estado de desenvolvimento da tecnologia da linguagem para a língua portuguesa, assim como das perspectivas que se oferecem, e das ações necessárias, para a consolidação do português como língua de comunicação internacional com projeção global, no quadro desta tecnologia emergente.

Esta coleção de Livros Brancos foi organizada pela META-NET, uma rede de excelência parcialmente financiada pela Comissão Europeia, que levou a cabo uma análise dos recursos e tecnologias da linguagem atualmente disponíveis. A análise abordou as 23 línguas oficiais europeias assim como outras línguas importantes na Europa a nível nacional e regional. Em novembro de 2011, a rede META-NET integrava 54 centros de investigação de 33 países europeus. Esta rede está a colaborar com atores do setor da economia, agências governamentais, instituições de investigação, organizações não governamentais, comunidades linguísticas e universidades. Em conjunto com todos estes atores, a META-NET procura estimular uma agenda de investigação estratégica partilhada para uma Europa e para um mundo multilingue.

O livro branco “A Língua Portuguesa na Era Digital” é um volume da coleção de Livros Brancos sobre "As Línguas na União Europeia da Sociedade da Informação". Esta coleção apresenta um estudo circunstanciado sobre o estado atual de 30 línguas europeias em termos de tecnologia da linguagem e como estão a ser tecnologicamente equipadas para fazer face ao choque digital, salientando os riscos e as oportunidades mais urgentes que cada uma destas línguas enfrenta. No total, mais de 200 autores e colaboradores ajudaram a preparar esta coleção, que se encontra publicada na editora internacional Springer Verlag.
 

Esta coleção abrange todas as línguas oficiais da União Europeia e dos Estados-Membros e diversas outras línguas faladas na Europa: basco, búlgaro, catalão, croata, checo, dinamarquês, holandês, inglês, estónio, finlandês, francês, galego, alemão, grego, húngaro, islandês, irlandês, italiano, letão, lituano, maltês, norueguês, polaco, português, romeno, sérvio, eslovaco, esloveno, castelhano e sueco.

 

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas