Conferência

Dealing with the Plague in Oporto

A Matter of Global Epidemic Diplomacy at the turn of 19th and 20th century

Transmissão através de Videoconferência

Por Céline Paillette (Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne).

This is a work in progress and this is part of the H2020 project, InsSciDe.
From June 1899 to February 1900, the plague raged in the Atlantic city of Oporto. For several years, the plague appeared in several parts of the world. By the early 1890s, the plague spread to the Chinese province of Yunnan, getting Hong Kong in 1894 and then Mumbai in 1896, bringing a strong and international emotion. Oporto was the first European port to be hit by the disease in an epidemic shape.

The management of this disaster was part of a normative framework defined by the International Health Convention, held at Venice in 1897. Adrien Proust, hygienist, physician, and general inspector of public health, and Camille Barrère, French Ambassador, were part of the French delegation. During the 1890s, they had already come to defend on the international stage "the good wedding of medicine and diplomacy" - wording of the French Ambassador.

In 1899, Portugal was strongly criticized: the sanitary and the politic authorities were blamed to have failed the international information system and to have taken measures which were considered fully outdated by the Venice Convention. Nevertheless, Oporto was also the scene of international cooperation to fight epidemics on the ground. Several foreign missions were there and formed and international commission ad hoc headed by some bacteriologists of the famous Pasteur Institute.

The presentation will certainly highlight the importance of the French diplomacy in international health relations. But, by doing so, it will attend to grasp the architecture of an International Epidemic Diplomacy at the turn of the 19th and 20th century. This plague outbreak and its management was emblematic of the first contemporary globalization which was then under the influence of the European and imperialist great powers. But was there a European Health Diplomacy? Beyond a top-down from international and diplomatic stage or a bottom-up from the cooperation on the ground and trying to go further than the compartmentalization approach between "scientific" and "diplomatic" actors, we will try to underline all the assets of an investigation founded on the different space and time scales of the management of epidemic risk to seize the process of a single - or maybe be plural - European Health Diplomacy at the down of the 19th century.


Transmissão em direto via Zoom.

17h00
CIUHCT - Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia

Seminário do Departamento de Física de Ciências ULisboa, por Bruno Barros (Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, FCUL).

Seminário do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e do Centro de Matemática Computacional e Estocástica, por Taban Baghfalaki (Bordeaux University, Bordeaux, France).

BioISI Research Seminar, por Miguel Machuqueiro (BioISI - Ciências ULisboa).

Seminário Helena Avelar de Astronomia e Astrologia Antiga, por Levente László (Eötvös University).

Fotografia de três pessoas a apontarem para o teclado/ecrã de computador portátil

Workshop de participação gratuita, mediante inscrição até 16 de abril.

Hi-Phi Seminar, por Ignacio García-Pereda (CIUHCT), Silvia Di Marco (CFCUL), Hugo Soares (CIUHCT) e João L. Cordovil (CFCUL).

Título/data do evento, logótipo do projeto Ciências em Harmonia e título "Ninguém te vai amar como eu."

Uma sessão dinamizada e conduzida pelo GAPsi, a decorrer pelas 13h do dia 18 de abril.

Seminário do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, por Henrique Carvalho (LIP Minho).

Título/data/local do evento e imagem de arquivo do MUHNAC

Os estudantes de Ciências contra o regime ditatorial e colonialista - 1968-1974.

O MUHNAC associa-se, uma vez mais, a estas comemorações, com um programa de atividades gratuitas subordinadas ao tema da edição de 2024 "Catástrofes e conflitos à Luz da Carta de Veneza".

Nuno Gonçalves, estudante de doutoramento de Ciências e do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, é um dos oradores da 73.ª edição do PubhD de Lisboa.

Título/data/local do evento e pormenor de pintura representando uma mulher

Reasoning Seminar, por José Manuel Mestre (University of St. Andrews/Stirling).

Mathematical Logic Seminar, por Jaime Ramos (IST - Universidade de Lisboa).

Logótipos da Sociedade Portuguesa de Física e da comemoração do respetivo Jubileu

Nesta sessão, organizada em parceria com o NFEF-FCUL, será lançado um postal dos CTT evocativo dos 50 anos da SPF e será feito o lançamento do volume 47, n.º 1 da Gazeta de Física.

Seminário Doutoral I (Doutoramento em História e Filosofia das Ciências), por Joana Lima de Oliveira.

O programa inclui a atribuição de cartas de reconhecimento de mérito aos melhores alunos que concluíram a licenciatura em Geologia ano letivo 2023, seguida da apresentação do vídeo da excursão final integradora do Mestrado em Geologia da FCUL.

Seminário de Formação Avançada em Jardins, Paisagens e Ambiente, por Elodie Gomes Marques (DINÂMIA'CET-Iscte - Centro de Estudos sobre a Mudança Socieconomica e o Território).

Logótipo de Ciências ULisboa, título "Dia de Ciências 2024" e frase apelando à participação

23 de abril. Virgínia Dignum, especialista Nações Unidas para IA, é oradora convidada.

Título/data/local do evento e logótipos das entidades organizadoras

An event specifically focused on technicalities & Data Science.

Talk @LASIGE, por Fernando Gallego Donoso (University of Malaga, Computational Intelligence in Biomedicine - ICB).
 

This 7th edition will once again gather specialists in the field of Combinatorial Optimization from several countries to present and discuss recent research work.

Comemorações do 30.º aniversário da VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Título "Bolsas de Doutoramento Unite! ULisboa", logótipos das entidades promotoras e fotografia de jovem investigadora a utilizar um laptop na esplanada de um café

O 3.º concurso decorre até 30 de abril.

O encontro reúne cientistas, profissionais e estudantes de diferentes áreas e regiões do país focados em desenvolver a investigação marinha, em linha com a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, proclamada pelas Nações Unidas (2021-2030).

Formação modular de 13 de abril a 11 de maio - produção em permacultura.

Páginas