[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

I have a dream

[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação
Tec Labs - Centro de Inovação da FCUL

“I have a dream”… Em português: “Eu tenho um sonho”. Esta poderia ser a frase utilizada para definir os grupos de trabalho da disciplina da FCUL em parceria com o ISCTE-IUL, projeto empresarial, que defenderam os seus “sonhos” no evento [Tec Labs]i – Potenciar a Inovação, no passado dia 4 de junho. Poderia ser… Mas apenas se no campo da imaginação tivessem ficado as ideias defendidas pelos jovens empreendedores. Assim sendo, ao adicionar-se “Man should be brave” (“O homem deve ser corajoso”) e “The best way to predict the future is to create it” (“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”), é possível alcançar uma definição mais fiel à realidade.

Todas estas mensagens entusiastas e de incentivo à ação foram utilizadas por alguns dos oradores do evento [Tec Labs]i – Potenciar a Inovação, com o intuito de fazer chegar os seus ensinamentos sobre empreendedorismo, inovação, acesso ao mercado de trabalho e  ciência do negócio ao público presente.

Para Rui Ferreira, administrador do Tec Labs – Centro de Inovação da FCUL, este tipo de estímulo para os jovens cientistas é “essencial num contexto de escassez de bolsas para investigação e de emprego. A opção de criação e lançamento do próprio negócio em torno das suas áreas de investigação, aplicada a uma escala global, será, sem dúvida, uma hipótese viável para a sua carreira futura e cada vez mais facilitada pela existência de entidades de suporte como o Tec Labs e de fundos para financiar projetos de base tecnológica, como nunca houve em Portugal”.


Fonte: Tec Labs - Centro de Inovação da FCUL
Legenda: Num ambiente descontraído, a interação entre oradores e ouvintes foi estimulada

Ao longo da manhã, foram apresentadas e debatidas formas eficazes de comunicar ideias pela autora do programa televisivo “The Next Big Idea”, Rute Vasco; foi dado a conhecer o plano de criação de modelos de negócio “Business Model Canvas”  pelo gestor de projetos do Tec Labs, Bruno Santos Amaro; e houve ainda espaço para, em contexto de mesa redonda, abordar a atitude empreendedora adequada aos tempos que correm, com a participação da Associação de Estudantes da FCUL e do Gabinete de Apoio Psicopedagógico (GAPsi) da FCUL.

Num ambiente descontraído, a interação entre oradores e ouvintes foi estimulada. Bruno Santos Amaro, desafiou o público a criar um negócio em apenas três minutos, tendo como ponto de partida a imagem de uma vaca. Entre a troca de ideias que se seguiu, houve tempo para expor a sua visão sobre “o que é ser empreendedor?”. Na sala, as palavras e/ou definições que se destacaram foram, “dinâmico”, “visão de negócio”, “inovador”, “resolver problemas com inovação” e “alguém que faz acontecer”.

Entre os muitos conselhos que ecoaram nas sessões, Cláudio Pina Fernandes, responsável pelo GAPSi - FCUL, reforçou: “Antes de procurar trabalho é importante parar um pouco e fazer uma auto-avaliação das nossas competências, necessidades e constrangimentos. Deve-se pensar no “o que é que eu sou?” e “o que é que eu quero?”. (…) A atitude cultiva-se, precede a questão do empreendedorismo. O importante é, seguramente, ir cultivando uma postura de mobilidade e de interesse pelas coisas”. 


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: "O importante é, seguramente, ir cultivando uma postura de mobilidade e de interesse pelas coisas”, reforçou Cláudio Pina Fernandes, responsável pelo GAPSi - FCUL

Precisamente com o objetivo de cultivar a atitude empreendedora dos seus munícipes, Ilda Pires, funcionária da área de apoio ao investimento e, Nuno Almeida, da área de apoio à criação de emprego, ambos da Câmara Municipal de Loures, marcaram presença nas sessões. “Achámos o tema fundamental para os dias que correm. Como técnicos, é sempre importante recolher estes conhecimentos e tentar, de alguma forma, transferi-los localmente. Tudo o que aqui aprendemos vamos tentar transpor para o nosso público”, esclareceram os colegas de trabalho daquele município.

Ricardo Marques, antigo aluno da FCUL, voltou ao campus, desta vez no papel de jovem empreendedor e futuro empresário. O objetivo da visita foi claro: ouvir e reter conselhos para o desenvolvimento do seu próprio negócio. “Estou prestes a assinar um contrato de incubação [virtual] aqui no Tec Labs por isso, vim aprender mais sobre o assunto, vim conhecer pessoas novas e, claro, fazer contactos. O apoio que aqui nos é transmitido a nível de financiamento, logística e gestão é fundamental para mim e para todos os que como eu têm uma formação científica”, explicou.

No período da tarde, o tempo foi concedido à apresentação e avaliação dos projetos desenvolvidos pelos grupos de trabalho da disciplina da FCUL em parceria com o ISCTE-IUL –Projeto Empresarial. Os trabalhos foram sujeitos à avaliação de um júri composto por personalidades com experiência empresarial relevante no apoio ao desenvolvimento de negócios, representantes das entidades FCUL; Tec Labs; Gelpeixe; Económico TV; ES Ventures; SGS; Vieira de Almeida & Associados; AUDAX, que basearam a sua avaliação em critérios, tais como, a eficácia da comunicação feita, o grau de inovação do projeto, a viabilidade técnica e financeira e o potencial de implementação.

Entre os projetos “SmartTech”, “Pic-a-Plant”, “H2T”, “Hyp-Tec”, “Fly Ideas” e “Think Solar”, o júri consagrou este último, centrado na criação de um dispositivo de carregamento de aparelhos eletrónicos integrando cacifos, spot publicitários e wi-fi para colocar em festivais de verão e/ou eventos públicos, vencedor.


Fonte: Tec Labs - Centro de Inovação da FCUL
Legenda:  “Think Solar”, distinguiu-se dos restantes projetos desenvolvidos pelos grupos de trabalho da disciplina da FCUL em parceria com o ISCTE-IUL –Projeto Empresarial

Quando questionados sobre a importância do desenvolvimento deste projeto e da frequência nesta disciplina Projeto Empresarial, as alunas do 5.º ano do mestrado integrado de Engenharia da Energia e do Ambiente, Catarina Balbino, Joana Jacinto, Inês Laurentino e Sara Gomes, foram perentórias: “Expandimos os nossos conhecimentos, numa vertente completamente diferente do que aprendemos aqui na FCUL [área da gestão]. Foi uma experiência completamente distinta com métodos de trabalho complementares. (…) Aconselhamos os nossos colegas a irem à luta e a frequentarem a cadeira de Projeto Empresarial pois é ótimo experimentar coisas diferentes e sair da nossa zona habitual por forma a adquirir conhecimentos de diferentes áreas”.

Para Rui Ferreira, em suma, “os alunos da FCUL tiveram uma experiência única que não vão esquecer ao longo da sua vida académica e profissional”.
 

+ [Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

“Levo comigo experiências diversas, outros pontos de vista, novas formas de analisar. Sinto-me todos os dias, e cada vez mais, motivado para estas questões”, Pedro Pina, estudante brasileiro na FCUL através do programa Ciências Sem Fronteiras

“Qualquer que seja a situação, não desistam. Se não for este projeto, será outro. O importante é não parar, não desistir!”, Ana Pina, SGS

“O empreendedorismo é muito complicado. É preciso todos os dias acreditar e levar com portas na cara. Sempre que ouvirem criticas mais duras, não se deixem ir a baixo e procurem arranjar soluções”, Rui Pedro Batista, Económico TV

“Não é só a formação técnica que nos define. As iniciativas/projetos paralelos em que nos envolvemos acabam por ter um grande impacto no contexto de inserção profissional”, Eduardo Matos, presidente da AEFCL

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Pages