Dictum et factum

Teresa Rodrigues

Teresa Rodrigues

Teresa Rodrigues

ACI Ciências ULisboa

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências? O Dictum et factum de setembro é com Teresa Rodrigues, técnica superior da Biblioteca de Ciências ULisboa.

Quando era criança já sabia que profissão gostaria de ter no futuro?

Teresa Rodrigues (TR) - A minha mãe durante a sua vida profissional foi professora do 1.º ciclo do ensino básico. É uma pessoa que eu admiro muito e, portanto, tenho a certeza que quando era criança sonhava em ser uma professora como ela.

Qual foi o 1.º emprego?

TR - Após uma breve passagem como estagiária pela biblioteca do Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, o meu primeiro emprego foi como técnica superior na Biblioteca da Escola Superior de Enfermagem, em Viseu.

Como surgiu a hipótese de trabalhar em Ciências?

TR - Através de um concurso interno para técnico superior de biblioteca e documentação em 2002. Na altura estava a trabalhar na Biblioteca da Universidade do Algarve, no campus de Gambelas.

Há quantos anos trabalha na Faculdade?

TR - Há 16 anos.

O que começou por fazer quando aqui chegou?

TR - A primeira tarefa consistiu no tratamento técnico e documental (catalogação, classificação e inventariação das existências) do fundo das publicações periódicas da Biblioteca e, dada a quantidade de títulos existentes, foi uma tarefa que demorou bastante tempo a ser concluída.

E agora como é o seu dia-a-dia?

TR - O trabalho nunca é monótono, mas destaco algumas tarefas, como o tratamento técnico e documental dos livros que são adquiridos por compra ou oferta. Destaco também neste âmbito a reorganização por assuntos dos livros na sala de leitura. O atendimento ao público, que procura dar resposta às necessidades específicas dos nossos utilizadores internos e externos (alunos, professores/investigadores, [outros] funcionários, pessoas externas à Faculdade). O serviço de empréstimo interbibliotecas que permite o acesso e partilha de fundos documentais entre bibliotecas. E a catalogação e depósito de teses de mestrado no Repositório.UL.

O que é que mais gosta de fazer na unidade onde está inserida?

TR - Aquilo que mais gosto é conseguir dar resposta às necessidades de informação dos nossos utilizadores.

Há alguma coisa que não aprecia na sua rotina profissional?

TR - Posso referir os problemas que as limitações do espaço físico da Biblioteca colocam ao exercício da minha atividade profissional.

Na sua opinião o melhor da Faculdade é…?

TR - O conhecimento, a criação e a inovação.

E o melhor da Administração Pública, o que é?

TR - O melhor da Administração Pública são as pessoas, são os funcionários que procuram todos os dias melhorar a comunicação do cidadão com o Estado e as suas instituições.

Se tivesse que escolher um adjetivo para se descrever, qual seria a palavra escolhida?

TR - Cordial.

Porquê?

TR - É fundamental conseguimos relacionarmo-nos sempre da melhor maneira possível com todos.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt