RESISTIR

“Todo o consórcio está expectante com o impacto do projeto”

Pormenor de análise de agrupamento multidimensional de infeções microbianas

Ricardo Dias

A Maxdata Software tem várias parcerias com o sistema científico e tecnológico português e em especial com a Universidade de Lisboa. Para Paulo Sousa, managing director e CEO da Maxdata Software, este consórcio é muito importante porque se foca num produto recente CLINIdATA® Vigilant, lançado em 2013 para a área da vigilância epidemiológica. O produto em questão deteta de forma automática infeções hospitalares, comunitárias, portanto, infeções transversais a vários hospitais.

“Com este projeto vamos conseguir dar um salto gigante, vamos conseguir detetar infeções desconhecidas, vamos ter um motor de inteligência artificial e vamos conseguir prever, detetar infeções por microrganismos ainda desconhecidos na altura de configuração do sistema, no fundo vamos permitir oferecer melhores cuidados de saúde aos cidadãos”, explica Paulo Sousa, que tem como objetivo tornar este produto uma referência a nível mundial.

“O projeto RESISTIR terá um impacto muito significativo no controlo de infeção e diminuição dos custos associados a determinadas patologias, criando condições tecnológicas para a prática de medicina de precisão na área das doenças infeciosas”. Quem o diz é Ricardo Dias, investigador do BioISI - Instituto de Biossistemas Ciências Integrativas e Cátia Pesquita, professora do Departamento de Informática e investigadora do LaSIGE - Laboratório de Sistemas Informáticos de Grande Escala.

O projeto RESISTIR, cofinanciado pelo Portugal 2020, insere-se num consórcio que reúne membros do BioISI e do LaSIGE, entidades empresariais na área de eHealth, sob coordenação da Maxdata Software e diversas instituições de saúde, como é o caso do Centro Hospitalar Lisboa Norte, cujo acordo estratégico de cooperação soi assinado em setembro deste ano. Carlos Martins, presidente do Conselho de Administração deste estabelecimento hospitalar público, realça a importância da criação deste tipo de sinergias. “Sozinhos seria mais difícil, iria demorar mais tempo, teria um custo maior e se calhar o resultado não seria com o sucesso que se antevê neste acordo (…) este tipo de sinergias deixa-nos satisfeitos”.

O projeto RESISTIR iniciou-se em abril deste ano e visa criar até abril de 2019 um sistema de informação - inovador, modular, inteligente e adaptável - para apoiar a tomada de decisão clínica no domínio da vigilância epidemiológica, resistência aos antimicrobianos, controlo de infeção e gestão hospitalar.

“Todo o consórcio está expectante com o impacto do projeto, inclusive existe um hospital norte-americano de referência que está como parceiro observador de modo avaliar o potencial de replicação do modelo para a realidade norte-americana”, referem Ricardo Dias e Cátia Pesquita.


O acordo estratégico de cooperação com o Centro Hospitalar Lisboa Norte foi assinado em setembro de 2016
Fonte ACI Ciências

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Páginas