German Cancer Research Center

Técnica pioneira no tratamento do cancro da próstata

6 investigadores

A equipa de investigação no HIT: Benjamin Ackermann, Thomas Tessonnier, Hugo Freitas, Stephan Brons, Paulo Magalhães Martins e João Seco

PMM

Uma equipa de investigadores do German Cancer Research Center (DKFZ), na Alemanha, desenvolveu uma técnica inovadora para o tratamento do cancro da próstata, através da verificação do alcance dos protões, em tempo real e no corpo humano, durante a terapia de protões utilizada no tratamento desta doença.

Paulo Magalhães Martins, investigador do Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica (IBEB) da Ciências ULisboa é um dos investigadores desta equipa, assinando como primeiro autor dois artigos publicados sobre o tema: na Scientific Reports e na Scientific Data, partilhando a primeira autoria deste último artigo com Hugo Freitas, estudante de doutoramento no DKFZ.

A equipa é liderada por João Seco, professor da Universidade de Heidelberg, na Alemanha, e integra também Stephan Brons, Benjamin Ackermann e Thomas Tessonnier, físicos médicos do Heidelberg Ion-Beam Therapy Center (HIT) do Heidelberg University Hospital, na Alemanha.

A investigação mereceu destaque na revista científica Physics World.

equipamento utilizado
Na imagem pode ver-se o nozzle de onde são irradiados os protões. Ao centro, o fantoma da próstata com o balão endoretal inserido e enchido com a mistura de água e dióxido de silício. Os detetores CeBr3 laterais são usados para fazer espectroscopia da radiação prompt gamma detetada. As fibras cintiladoras são usadas para fazer medidas do tempo de voo dos protões de modo a reduzir o ruído nos espectros prompt gamma

A terapia de protões é usada nos tumores mais difíceis de atingir e de tratar. No entanto, a elevada energia dos feixes de protões pode danificar células saudáveis em redor do tumor, o que reveste de enorme importância a verificação da distribuição da dose dada ao tumor. No caso do cancro da próstata, uma elevada dose aplicada à região retal está associada a um aumento da toxicidade gastrointestinal. A espectroscopia com radiação prompt gamma (PGS) permite medir desvios absolutos do alcance dos protões durante a terapia de protões. O objetivo é ter uma resposta, em tempo real, de forma a que eventuais movimentos dos órgãos sejam identificados e a sua irradiação seja evitada. Esta técnica assume uma particular importância no tratamento com protões do cancro da próstata.

Os investigadores têm vindo a trabalhar sobre o uso da técnica PGS para monitorizar a exposição da região retal à irradiação dos protões durante o tratamento deste cancro, tendo investigado o uso de um balão endoretal, usado normalmente para estabilizar o movimento da próstata, mas neste caso enchido com uma solução de dióxido de silício e inserido num fantoma da próstata (objeto inorgânico comumente utilizado para avaliar a performance de sistemas de radioterapia e medicina nuclear).

Os resultados demonstraram que o balão com a solução de dióxido de silício poderia ser usado como sonda para verificação do alcance dos protões durante uma sessão convencional de tratamento. Os investigadores validaram o método para vários ângulos de irradiação. Esta avaliação em tempo real da resposta poderá permitir aos médicos decidir se devem continuar ou corrigir o tratamento no sentido de evitar efeitos secundários gastrointestinais.

Os dados da investigação estão agora disponibilizados de modo a que outros investigadores reproduzam os seus resultados e avaliem geometrias, iões e fantomas alternativos. A próxima fase do processo será a construção de um protótipo clínico para ser utilizado na monitorização do tratamento com protões em pacientes.

IBEB com ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

As actividades da Semana Zero do DEGGE têm lugar nos dias 12, 13 e 14 de Setembro.

Bolsas Universidade de Lisboa / Fundação Amadeu Dias

Em cinco anos, a UL e a FAD apoiaram 134 projetos. A Faculdade de Ciências distingue-se com o maior número de alunos e respetivos trabalhos distinguidos, setenta.

Apresentações públicas do Programa de Doutoramento em Biologia

Apesar do próximo ano letivo começar já dia 17 de setembro, a FCUL ainda está a receber candidaturas de alunos interessados nos seus cursos pós-graduados.

Centro de Dados da FCUL

Tal como anunciado em julho, a modernização do Centro de Dados da FCUL foi realizada durante os meses de verão e está prestes a terminar.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Fluxo de energia bancária

“O princípio de que aumentar o capital dos bancos favorece a estabilidade bancária, para além de estar errado, penaliza países como o nosso de forma ainda mais gravosa”, refere em entrevista Pedro Gonçalves Lind, um dos autores do regular article “The Dynamics of Financial Stability in Complex Networks”.

Os cidadãos estrangeiros abrangidos pelos programas “Erasmus Mundus” e “Ciência sem Fronteiras” podem ter autorização de residência em menos de 15 dias e direito à mobilidade no espaço da União Europeia.

Jardim

Através do sistema Concursos pode aceder a mais informações sobre o convite publicado no Jornal Oficial da União Europeia.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Adultos e criança em atividade da Ciência Viva no Verão

Até 15 de setembro, a iniciativa Ciência Viva no Verão percorre o País organizando mais de 1700 atividades científicas gratuitas para toda a população. As inscrições permanecem abertas até 15 de setembro, de acordo com o calendário de atividades. Nesta altura, já são mais de 20 mil os inscritos.

Nos dias 9 e 10 de Agosto a plataforma Moodle da FCUL vai estar inacessivel devido a uma manutenção de rotina.

As nossas desculpas pelos possiveis incómodos causados.

Liliana Caldeira junto aos posters

A investigação sempre foi um objetivo, que ganhou força após o prémio para melhor poster ser-lhe atribuído numa importante conferência internacional. Até ao final do ano, Liliana Caldeira, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, deverá defender a tese.

Pontos de interrogação

"Aquando da candidatura, o projeto estava numa fase embrionária e foi o Programa de Estímulo à Investigação da FCG que deu força e motivação para avançar”, diz Jocelyn Lochon, um dos vencedores da edição 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

Aluna entrevistada, sentada numa rocha

“O mais importante é saber gerir o tempo, ter alguma disciplina, definir os objetivos a alcançar e não dispersar”. A declaração pertence a Ana Bastos, jovem investigadora da FCUL e uma das vencedoras em 2011 do Programa de Estímulo à Investigação da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG).

Cara do aluno entrevistado

“Acredito que o meu projeto vá ter efeitos na área da Saúde Pública. Ainda que não seja já nesta fase, espero poder contribuir para evoluções, por exemplo, ao nível da vacinação”, refere Tomás Aquino, um dos vencedores da edição de 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

A Bial, procura um Bioestatista para a oportunidade de emprego que pode ser visualisada em maior detalhe na página através do link:

Information dissemination in unknown radio networks with large labels

Professor Shailesh Vaya,
Xerox Research Centre, India,

July 20 at 10h00 on room 6.3.38

Estudantes sentados, junto a uma mesa

O pedido de apoio à formação pós-graduada na área da Geologia do Petróleo deve ser apresentado até 15 dias úteis, após o último dia do prazo de inscrição no respetivo curso.

Já é possível solicitar a criação de Unidades Curriculares na plataforma Moodle para o ano letivo 2012/2013.

Os pedidos podem ser realizados no Portal da FCUL, após inicio de sessão.

O Centro de Informática terminou, no passado dia 12 de Julho, a migração de um equipamento central na rede da FCUL.

A excelência de sempre na construção do futuro. Escolhe um dos nossos cursos de Física, Astronomia e Astrofísica, Engenharia Física, ou Engenharia Biomédica e Biofísica. [ + ]

Alunos da FCUL no pátio do C6

O “6th SPJ-OCS” realiza-se pela primeira vez em Portugal. Os organizadores do evento acreditam que “este congresso contribui para dar uma imagem do potencial científico de Portugal” nesta área.

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Páginas