Conferência no GeoFCUL

Dynamics of calcite cementation: evidence from giant carbonate reservoirs

por Rachel Woods (School of GeoSciences, The Univ. Edinburgh),

Dynamics of calcite cementation
Rachel Woods

Dynamics of calcite cementation: evidence from giant carbonate reservoirs
por
Rachel Woods
School of GeoSciences, The University of Edinburgh, UK, and International Centre for Carbonate Reservoirs.

14 de Novembro, 16h00, sala 6.1.36, no edifício C6 da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Campo Grande, Lisboa.

Resumo:

Oil charge is thought to inhibit the growth of cements within subsurface pore systems, and so equivalent non-hydrocarbon reservoir rocks at similar burial depths often show a greater volume of cement. 

This has been inferred to be due to a longer history of cementation.  We explore this phenomenon in eight vertically stacked reservoirs from two giant Cretaceous carbonate oil fields. Here, the oil-filled crest porosity ranges from 10-50% and permeability up to 830 mD, but the aquifer (flank) porosity is reduced to 10-23% and permeability to 0.1-4 mD.

Although the paragenetic sequence of the major pore-occluding calcite macrocements in the oil-leg and aquifer follows the same cement succession, the volumetrics and timing of cement formation as revealed by in-situ ion microprobe δ18O data notably differ. Oil leg cements show 11 CL zones,  where pore-filling cements  (>30 µm diameter)  are represented by 1-1.5% fringing cement, 3.5-6.7% inter-granular equant cements that increase with reservoir depth,  and 1.3-7% blocky calcite cement that also increases with reservoir depth. This contrasts with aquifer cements which show 9 zones, with values of 0-1.5% for fringing cement, 5-11 % inter-granular equant cement and 2-7 % blocky calcite cement: no stratigraphic trends are observed. We conclude that in the aquifers most of the effective porosity was occluded by a large volume of early burial inter-granular equant cement: blocky cements show similar volumes.

In-situ δ18O data allows the timing of these phases to be quantified. 

Both legs reveal progressively more negative δ18O compositions in younger cements, interpreted to be due to an increase in pore-fluid temperature, but the more positive values of the youngest zone in the aquifer demonstrates that pore occlusion occurred earlier, and at a more shallow burial depth.

These data contradict previous conclusions that have suggested continued precipitation of cements within the aquifers (flanks) after oil charge into the crest in carbonate reservoirs. This has notable consequences for reservoir model formulations.

*    *    *

Promotores: A. C. Azerêdo e R. Baptista.

Como chegar ao C6 da FCUL?  Contactos do GeoFCUL? Cilique: AQUI

ACA / CMS
acazeredo@fc.ul.pt

A exposição “O Cálculo de ontem e de hoje”, elaborada pelo Departamento de Matemática em colabora&

Lâmpada

Estudantes de Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL promovem reunião especializada. O Ne2b2 existe desde outubro de 2008.

Luzes

Pela primeira vez a Reitoria da UL abre as suas portas aos estudantes da cidade, organizando um evento noturno para alunos dos ensinos universitário e secundário.

A exposição está a partir de 26 de Abril no Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

As provas de doutoramento em Biologia, especialidade de Microbiologia, da Mestre Egídia Maria Valente de Azevedo realizam-se no próximo dia 26 de Abril, pelas 10h:30 na Sala de Actos da

O grande momento do dia é a sessão solene, que inclui este ano o lançamento do segundo volume dos Professores Cientistas e a inauguração do Quadro de Honra.

Sobre Namoros e Casamentos

Jorge Buescu

Quinta-feira, dia 12 de Abril de 2012, às 18h30, na sala 6.1.36

Vela

Ricardo Leandro é o vencedor da Competição Europeia. O estudante da FCUL apresentou a melhor ideia: um coletor solar térmico de baixo custo, acoplável a um módulo fotovoltaico.

A palestra "O Princípio do Tempo" proferida por Pedro Gil Ferreira é uma das iniciativas do “VII Encontro Ibérico de Cosmologia”, que decorre em abril nas instalações da FCUL.

Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

Páginas