"Introduction to Statistical Physics"

No Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais folheámos o livro “Introduction to Statistical Physics”, de Paulo Teixeira - formado em Ciências da ULisboa e agora investigador do Centro de Física Teórica e Computacional desta faculdade -, em coautoria com João Casquilho, também licenciado em Física nesta instituição , agora professor associado do Departamento de Física da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

A obra pode ser encontrada online na edição portuguesa, inglesa e brasileira, e ainda em livrarias como a FNAC e a Escolar Editora. Boas leituras!

Que elementos considera serem diferenciadores desta obra ?

Paulo Teixeira (PT) e João Casquilho (JC) - Este livro difere de outros livros de Física Estatística existentes no mercado em quatro aspetos fundamentais.

Em primeiro lugar, discutimos uns quantos tópicos que não são normalmente cobertos em compêndios introdutórios de Física Estatística, como por exemplo a termodinâmica de sistemas elétricos e a física dos cristais líquidos.

Em segundo lugar, o livro fornece uma introdução elementar aos métodos de simulação computacional de Monte Carlo. Estes métodos permitem-nos tratar problemas que não são suscetíveis de resolução analítica, designadamente no que diz respeito aos chamados sistemas não ideais (que são mais interessantes que os sistemas ideais quase exclusivamente considerados em abordagens mais tradicionais).

Em terceiro lugar, utilizámos um formalismo quase elementar, não se pressupondo conhecimentos avançados de, por exemplo, mecânica quântica. Esperamos que, deste modo, o livro seja acessível não só a estudantes de Física, mas também de outras áreas como a Química, a Ciência e Engenharia dos Materiais e as Engenharias Química ou Biomédica.

Finalmente, tentámos tornar o texto mais atraente através da inclusão de alguns tópicos na vanguarda da investigação atual, como sejam a radiação de fundo de microondas ou o arrefecimento magnético, com referências à literatura primária sempre que apropriado. Destinam-se a despertar e conservar o entusiasmo dos estudantes ao longo de um processo de aprendizagem que, como o de qualquer outra disciplina científica, é necessariamente longo e, por vezes, doloroso.

O que destaca do trabalho desenvolvido?

PT e JC - O trabalho desenvolvido em conjunto foi muito enriquecedor. Especialmente para mim [Paulo Teixeira], que não tenho oportunidade de lecionar a disciplina de Física Estatística. Foi muito bom voltar a ter contacto com estas matérias de um modo sistemático, e recordar e compreender melhor [algumas] coisas que já tinha esquecido ou me tinham escapado quando as aprendi enquanto aluno. Além disso, ficámos a conhecer melhor todo o processo de edição de livros académicos, especialmente internacionais. Tivemos oportunidade de nos encontrarmos pessoalmente com o redator-chefe da Cambridge University Press, responsável pelas edições na área da Física, que nos disse algo muito interessante: grande parte da sua vida profissional é passada a viajar pelo mundo à procura de novos autores. Achamos que é importante fazer passar esta ideia: as editoras académicas internacionais estão abertas a propostas de livros.

Receberam comentários ao livro? Podem partilhar alguns connosco?

PT e JC - Da edição portuguesa sabemos que tem sido utilizada na lecionação de Física Estatística, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Da edição inglesa ainda é cedo, uma vez que só saiu em finais de 2014, mas tivemos já um contacto de um professor do Departamento de Química da Universidade de Chicago, que estava a avaliar o livro para adoção. O que o agradou foi precisamente o nosso tratamento de aplicações da Física Estatística, como por exemplo aos cristais líquidos.

De que forma os ensinamentos adquiridos na FCUL foram importantes na conceção deste livro?

PT - A FCUL - onde concluí a licenciatura e o mestrado em Física (pré-Bolonha!) -, forneceu-me uma formação de base sólida que me tem servido bem, primeiro no doutoramento, e depois na minha vida profissional de investigação e ensino. Destacaria, em particular, a importância de abordar uma matéria de modo sistemático e em profundidade.

JC - Foi um período de descobertas e de aquisição de conhecimentos sólidos, em que as disciplinas de Física Estatística tiveram um lugar central.

O livro está presente em que países?

PT e JC - A edição em português está disponível em Portugal e no Brasil. A edição em inglês está disponível em todo o mundo.

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura de Ciências da ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas