Fibrose quística

Alegrias

“A maior alegria reside em vermos, que através do nosso trabalho podemos ter impacto direto na vida dos pacientes (…) comunicarmos aos pacientes e familiares as boas notícias, de que já há uma abordagem terapêutica da qual eles podem beneficiar muito em breve.”
Margarida Amaral

Dificuldades

“A principal dificuldade, prende-se com alguma falta de espaço laboratorial com condições adequadas ao melhor desenvolvimento destes estudos.”
Margarida Amaral

Margarida Amaral, professora do Departamento de Química e Bioquímica da Faculdade de Ciências da ULisboa e coordenadora do BioISI- Biosystems & Integrative Sciences Institute, tem dedicado a vida ao estudo da fibrose quística. O balanço tem sido muito positivo.

Recentemente publicou no EBioMedicine, juntamente com outros investigadores do BioISI e clínicos do Hospital La Fe de Valencia, em Espanha, um estudo sobre uma nova abordagem terapêutica para os doentes portugueses, com a segunda mutação da fibrose quística (A561E) mais frequente em Portugal.

O artigo “Measurements of Functional Responses in Human Primary Lung Cells as a Basis for Personalised Therapy for Cystic Fibrosis” e que tem Margarida Amaral como investigadora principal, também é assinado por Nikhil Awatade, Inna Uliyakina, Carlos Farinha, Luka Clarke, Karina Mendes e Maria Margarida Ramos, investigadores do BioISI, e por Amparo Solé e Juan Pastor, do Hospital La Fe de Valencia.


Nikhil Awatade, Inna Uliyakina, Carlos Farinha, Luka Clarke, Karina Mendes, Maria Margarida Ramos e Margarida Amaral
Fonte Ciências da ULisboa | BioISI

De acordo com o comunicado de imprensa (versão em Inglês), emitido pela Faculdade de Ciências da ULisboa, “os resultados mostram que, à semelhança do que acontece com os pacientes que têm a mutação mais frequente (F508del), os pacientes com a mutação A561E também podem vir a ter benefício terapêutico deste novo fármaco”. Os cientistas testaram pré-clinicamente o novo fármaco, e neste momento, aguardam a sua aprovação pelas agências reguladoras.

Paralelamente, em janeiro de 2015, Margarida Amaral deve ficar a conhecer os resultados da candidatura submetida ao HORIZON 2020, no âmbito do projeto “NewTreatCF - New Treatments for Cystic Fibrosis”.

“Apesar destes resultados bastante positivos, este novo fármaco ainda tem um benefício relativamente limitado. Assim, temos um projeto submetido ao programa HORIZON 2020 da União Europeia para fazer o screen de um milhão de compostos, no sentido de encontrar fármacos mais eficazes para a fibrose quística. Em janeiro devemos ter notícias se passámos à fase [seguinte] da candidatura”, diz Margarida Amaral.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas