Projeto NEWSERA junta Portugal, Espanha e Itália

As qualidades da ciência cidadã

post it

A aprovação deste projeto ocorreu no verão do ano passado e foi a primeira vez que a FCiências.ID, a associação de direito privado, sem fins lucrativos, da qual faz parte, entre outras instituições, a Faculdade, teve esta tipologia de projeto aprovada

NEWSERA

O curso avançado “Strategies for citizen engagement in science communication” dinamizado pelo Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais, e cujas candidaturas terminam em fevereiro de 2021, também conta com o apoio do NEWSERA, através do desenvolvimento de uma atividade de comunicação científica. Este curso avançado resulta de uma parceria com o CIUHCT e irá decorrer em março de 2021 de forma presencial ou à distância.Inspirado nos objetivos do NEWSERA, este novo curso avançado visa explorar formas de comunicar ciência a públicos não especializados, tais como decisores políticos, empresários, público em geral (incluindo alunos e professores) e jornalistas, através do envolvimento e participação dos cidadãos em atividades científicas.

Cristina Luís, investigadora do Departamento de História e Filosofia das Ciências e do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT), é a responsável em Portugal pelo projeto “Citizen Science as the new paradigm for Science Communication (NEWSERA)”, coordenado por Rosa Arias, fundadora da Science for Change e que visa estudar como a ciência cidadã pode mudar o paradigma da comunicação da ciência na Europa.

“O NEWSERA analisa e avalia estratégias de comunicação de ciência complexas e multidirecionais, incluindo as digitais e não digitais, direcionadas aos vários atores da ‘quadrupla hélice’ (cientistas de carreira; sector público; indústria e empresas; ONG e sociedade em geral) que participam em vários projetos de ciência cidadã por toda a Europa, estudando de que forma a ciência cidadã pode mudar o paradigma da comunicação na ciência”, refere a cientista portuguesa.

O projeto iniciado em janeiro deste ano é financiado no âmbito do Horizonte 2020. A aprovação deste projeto ocorreu no verão do ano passado e foi a primeira vez que a FCiências.ID, a associação de direito privado, sem fins lucrativos, da qual faz parte, entre outras instituições, a Faculdade, teve esta tipologia de projeto aprovada. O orçamento atribuído à FCiências.ID é de 121.625,00€. O projeto junta outros parceiros de Itália e Espanha: nomeadamente a Universidade de Pádua, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia Espanhola, a fundação IBERCIVIS e a agência de comunicação de ciência Formicablu.

Equipa NEWSERA
Cristina Luís é a responsável em Portugal pelo projeto iniciado este ano e que é coordenado por Rosa Arias, fundadora da Science for Change
Fonte NEWSERA

Cristina Luís espera que este projeto ajude a demonstrar as qualidades da ciência cidadã, como um mecanismo de comunicação de ciência abrangente, amplo e poderoso e que pode permitir o aumento da confiança na comunicação científica e, consequentemente, na ciência em geral. O NEWSERA pretende abrir a ciência e a inovação à sociedade, consciencializando-a para as questões científicas. “Promover o pensamento crítico e reduzir a probabilidade de ocorrência de notícias falsas”, conclui Cristina Luís.

logotipo newsera
Logotipo

No passado mês de junho a equipa lançou um questionário, destinado a todos aqueles que desenvolvem projetos de ciência cidadã. O seu preenchimento ainda é válido, tanto mais que aqueles que o fizerem têm a possibilidade de participar nos workshops que irão ser desenvolvidos no âmbito desta investigação, que deverá terminar em outubro de 2022. Alguns desses workshops inclusivamente serão realizados na Ciências ULisboa.

“Numa altura em que cada vez mais se procura estreitar a relação entre a ciência e a sociedade a participação da sociedade na ciência, denominada ciência cidadã, é cada vez mais reconhecida como um elemento chave para o progresso científico. Neste sentido o projeto NEWSERA permitirá aumentar a qualidade da comunicação científica e o impacto da ciência na sociedade, contribuindo, não só para uma maior democratização da ciência, como para a total integração das práticas de ciência cidadã não só em Portugal como em toda a Europa.”
Cristina Luís

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Arthur Vieira, estudante do mestrado integrado em Engenharia Física e Emiliano Pinto, aluno de mestrado em Física Nuclear e Partículas, são os diretores da revista trimestral do Departamento de Física da FCUL e  que integra uma equipa editorial constituída por outros 16 discentes.

Challenge4you desafiou estudantes dos cinco aos vinte anos

“Aquilo que aqui aprendemos faz parte da cultura geral e todos nós devemos ter algumas ideias sobre o local onde estamos inseridos e sobre esta união de que todos fazemos parte e que tanto nos ajuda”. A declaração é da estudante e participante Adriana Pereira de 17 anos.

Para uma crítica das perspectivas recentes da União Europeia sobre o Ensino Superior

Recomendações para melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem.

Implicações no Quebramento do Gondwana e sua Correlação com as bacias da Margem Atlântico Sul e Atlântico Central

É crucial que estatísticos e investigadores em Ciências do Ambiente mantenham uma colaboração estreita, para que continuem a ser desenvolvidos métodos estatísticos e computacionais adequados que permitam dar resposta continuada aos desafios presentes e futuros.

Está disponível a edição de 2012 do JCR (Journal Citation Reports).

O trabalho de cinco investigadoras portuguesas foi distinguido no início de junho em Boston, nos EUA. O congresso mundial contou com mais de 800 cientistas de 50 países.

[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

“Os alunos da FCUL tiveram uma experiência única que não vão esquecer ao longo da sua vida académica e profissional”, denota Rui Ferreira, administrador do Tec Labs – Centro de Inovação da FCUL.

Visita de Estudo à nova Universidade de Lisboa

“[Viveu-se um ambiente] muito propício ao debate onde o intercâmbio de ideias e de boas práticas foram muito gratificantes e uma mais-valia para os participantes e oradores do evento”, declarou Luísa Cerdeira, pró-reitora da Universidade de Lisboa e presidente do FORGES.

Álvaro de Campos

TABACARIA

O Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (DI-FCUL) vai organizar a 3 de julho deste ano a primeira edição do 

“Eu sempre gostei de fazer desenho geométrico e sempre me interessei pelos azulejos e seus painéis e pela calçada portuguesa pela sua beleza, pela arte, e porque têm potencialidades científicas, estéticas e didáticas praticamente ilimitadas”, conta o investigador do Grupo de Física-Matemática, distinguido recentemente com o Prémio Abordagem Inovadora “SOS Azulejo 2012”.

As bibliotecas do C4 e C8 têm horários alargados durante a época de exames de 1 a 29 de Junho.

Mestrados DBA 2013-2014

Investigadores do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour”

A equipa do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour” esteve reunida na FCUL, nos dias 21 e 22 de maio. Os investigadores avaliaram as ações em curso e discutiram alguns assuntos com a comunidade de end-users.

Jorge Manuel Ribeiro Rezende galardoado com o prémio “Abordagem Inovadora”

Intervenção na cerimónia de entrega dos Prémios 'SOS Azulejo' 2012:

Sessões dias 24 e 25 de junho 2013

"Gás de Xisto"?! Sim? Não? Porquê? Como? Onde?

Cerimónia de escritura do Instituto do Petróleo e do Gás

A transferência de conhecimento e tecnologia para a sociedade faz-se mediante o reforço das relações entre as comunidades científica e empresarial. Para J. M. Pinto Paixão, diretor da FCUL, esta é a oportunidade ideal para constituir parcerias suportadas no conhecimento e no exercício de uma cidadania plena.

Acções de Formação em Geologia na FCUL / 2013

Departamento de Geologia da FCUL

Informações sobre o procedimentos de escolha de ramo na Licenciatura em Geologia, 2013-14, do Departamento de Geologia da FCUL.

Alunos de Estatística Aplicada da FCUL

Atualmente, o uso e a aplicação da estatística têm a sua razão de ser não apenas na legitimação da indução, mas também na possibilidade de incorporar a incerteza nas suas conclusões: outro testemunho da sua proximidade ao real.

 

O Departamento de Informática (DI), da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), convida as empresas e instituições para o estabelecimento de Parcerias e a submeter propostas de trabalhos na área de Engenharia Informática e da Seguranç

Páginas