Rnie

"Este resultado é certamente muito importante para os próximos anos de Ciências”

Última Revisão —

PRISC no Rnie
O consórcio PRISC - Portuguese Research Infrastructure of Scientific Collections - liderado pelo Munhac - Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa foi recomendado a integrar o Rnie. De acordo com o comunicado de imprensa emitido pelo Munhac, a candidatura “pretende tornar as coleções científicas portuguesas acessíveis à comunidade de investigação, de forma a serem utilizáveis na investigação e ensino pós-graduado e na difusão da cultura científica”.

A Rede Nacional de Espectrometria de Massa, o European Multidisciplinary Seafloor Observatory, a Rede Portuguesa de Monitorização Costeira e a Infraestrutura Comum para os Recursos e Tecnologias da Linguagem de Portugal foram recomendados a integrar o Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico.

Maria Helena Florêncio, Jorge Miguel Miranda, Henrique Cabral e António Branco, professores cientistas de Ciências, lideram estes projetos, contando para o efeito com a colaboração de parceiros de outras instituições congéneres.

A Infraestrutura Nacional de Investigação Ecossistémica de Longo Prazo, liderada pela professora e investigadora de Ciências, Margarida Santos-Reis, e o Laboratório de Baixas Temperaturas e Campos Magnéticos Intensos, cuja componente de Ciências é coordenada pela professora e investigadora Maria Margarida Godinho, foram recomendados a integrar o roteiro, no entanto, deverão articular-se ou fundir-se com uma das 38 infraestruturas avaliadas com a categoria de máximo potencial científico e relevância estratégica.

A Plataforma Portuguesa de BioImagem, a E-Infraestrutura Portuguesa de Informação e Investigação em Biodiversidade, o Colaboratório para a Geociências e o WindScanner Portugal também tiveram parecer positivo para integrar esta base de dados nacional de infraestruturas de investigação. Estas quatro candidaturas são lideradas por investigadores pertencentes a outros organismos e resultam de uma parceria com Ciências, entre outras instituições.

“Das oito candidaturas já aprovadas e em que Ciências participa, os nossos investigadores lideram quatro. Para duas candidaturas adicionais – uma das quais liderada por nós – há recomendações de integração/fusão. Muito embora não existam ainda decisões de financiamento, este resultado é certamente muito importante para os próximos anos de Ciências”, comenta José Manuel Rebordão, subdiretor da faculdade, na sequência da publicação, no dia 25 de fevereiro, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) dos resultados, após avaliação do concurso para criação de um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico (Rnie).

Da análise feita por Fernando Lopes, técnico superior da Unidade de I&D e Inovação de Ciências, é possível extrair alguns números gerais sobre a participação da faculdade e que podem ser considerados “bastante relevantes”.

“Ciências tem 83% das suas candidaturas com recomendação de integração no roteiro nacional (10/12). A média nacional é de 44,6%”, diz Fernando Lopes acrescentando que “a faculdade participa em 18,5% das infraestruturas com recomendação de inclusão no roteiro nacional (10/54) e em 21% das infraestruturas com recomendação de inclusão no roteiro nacional, após fusão/integração (8/38)”.

Campus da FCUL

Das 54 candidaturas recomendadas a integrar o Rnie, dez delas incluem a presença de Ciências
Fonte GCIC-FCUL

Das 121 candidaturas admitidas para avaliação no âmbito do concurso para a criação do Rnie, ocorrido entre julho e setembro do ano passado, 54 foram recomendadas a integrar o roteiro, dez delas incluem a presença de Ciências, sendo que cinco são lideradas por investigadores da faculdade. Dessas 54 candidaturas com parecer positivo, 16 deverão considerar a fusão ou a integração com uma das 38 infraestruturas avaliadas com a categoria de máximo potencial científico e relevância estratégica. Nestas condições estão duas candidaturas que compreendem a participação de Ciências.

A FCT pretende criar e apoiar o Rnie para 2014-2020 em três fases. A primeira já ocorreu e diz respeito ao concurso nacional, cujos resultados foram conhecidos na última semana de fevereiro. A segunda implicará o financiamento das infraestruturas que integram o Rnie, processo que deverá ocorrer entre 2014 e 2020. A terceira pressupõe a revisão e a atualização periódica do referido roteiro, estando a primeira revisão prevista para 2016.

Segundo a FCT, “os contributos de toda a comunidade científica são críticos para o processo de revisão do roteiro”, sendo que este instituto público, “assume o compromisso de apoiar as equipas na elaboração de novas candidaturas com o objetivo de se apresentarem a concurso por altura da revisão do Rnie”.

Outras informações sobre este tema podem ser consultadas na página de Internet ou esclarecidas através do seguinte email roteiro.infract@fct.pt.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

O desafio está lançado: experimentar, na primeira pessoa, a realidade da investigação científica na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e conhecer por dentro o campus universitário e os seus laboratórios, de 21 a 24 de julho.

Denís Graña e José Sebio desenvolveram este projeto no âmbito da disciplina de Aplicações na Web do mestrado em Engenharia Informática de Ciências.

O Centro de Investigação Operacional realizará no dia 19 de junho, quinta-feira, às 14H30, na sala 6.4.31, um Seminário intitulado The Recoverable Robust Facility Location Prob

Mapa

A FCT e a FAPESP pretendem lançar em 2014 um concurso para projetos de investigação, com equipas conjuntas, em todos os domínios científicos.

Observatório Astronómico

O Edifício das Matemáticas, que faz parte do complexo arquitetónico do Observatório Astronómico, foi também recentemente modelado em 3D por um grupo de alunos da Faculdade de Ciências da ULisboa.

Mais uma visita a uma escola, na região oeste, para uma sessão com duas palestras...

Aberta aos sábados, até às 17h00, entre 7 e 28 de junho.

Ambiente subaquático

O passeio a bordo do galeão ocorre durante a manhã. Os participantes além de recolherem o lixo subaquático também poderão fotografar a biodiversidade. Da parte da tarde estão previstas outras ações como a identificação de sons de animais marinhos, a observação de plâncton à lupa e a recolha de amostras para análises genéticas.

HoliBraille

Diogo Marques e Tiago Guerreiro, investigadores de Ciências, assinam juntamente com outros cinco investigadores o artigo "Augmenting Braille Input through Multitouch Feedback".

2ª fase de candidaturas para o Mestrado em Matemática para Professores: de 18 de Agosto a 3 de Setembro. Este ano iniciar-se-á o ensino em regime de b-learning neste mestrado.

Prémio Jovem Investigador da Sociedade Europeia de Aterosclerose

Ana Catarina Alves, doutoranda do centro BioFIG, distingue-se com o trabalho "Novel functional APOB mutations outside LDL-binding region causing familial hypercholesterolaemia".

Durante o terceiro debate foram apresentados os resultados de um estudo de opinião com incidência em temáticas como a educação para o mar, a Economia verde, a eficiência energética ou a reindustrialização.

Parabéns à Alexandra Symeonides, Fábio Silva, Filipe Gomes, João Dias, João Enes, Pedro Pinto e Sílvia Reis, alunos ou ex-alunos do mestrado em Matemática do Departamento de Matemática de Ciências, pela obtenção duma bolsa de doutoramento LisMath.

A sessão de abertura do Fórum do Mar ocorre no dia 28 de maio, pelas 9h30, com a presença do Senhor Secretário de Estado do Mar.

Logo do evento

O Departamento de Informática da FCUL (DI-FCUL) organiza este ano a segunda edição do&nb

Luís Correia, atual presidente do Departamento de Informática e diretor do LabMAg, foi entrevistado no contexto do projeto europeu ASSISIbf&nbs

No âmbito da unidade curricular Estatística Ciência e Sociedade, realiza-se no dia 29 de maio, pelas 12h, na sala 6.2.50 um Seminário da autoria dos alunos Carlos Botelho, Soraia Graça e Vasco Guerra, intitulado 

O Centro de Investigação Operacional realizará no dia 5 de Junho, pelas 15 horas, na sala 6.4.31, um Seminário intitulado : "Column Generation in Routing: Classical CVRP and Transport

António Amorim

As emissões das florestas podem ter um papel fundamental nos momentos iniciais da formação das nuvens.

Abstract: Routing problems are naturally formulated by enumerating possible routes and combining them to derive an improved solution. This combination is done by solving a set partitioning problem that assures the set of chosen routes to visit all routing customers exactly once.

Conferência no dia 30 de Maio, pelas 11h30, sala 6.2.53, Edifício C6, FCUL, Campo Grande, Lisboa, no âmbito do “Dia do Geológo”

 

O Professor Pedro Ferraz de Abreu, Professor Catedrático Convidado da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Investigador do Massachusetts Institute of Technology (MIT) está a visitar vários estados do Brasil como Brasília,

Rita e Mariana, alunas do pré-escolar daquele colégio, deram conta de alguns pormenores do que aprenderam nos telhados do edifício C4: “vimos muitos painéis solares. Nunca tínhamos visto! O senhor disse que o Sol batia neles, depois aqueciam e produziam eletricidade”.

SESSÕES DE APRESENTAÇÃO & ESCLARECIMENTO

 

- 23 Maio 2014 (6ªF), 17:00-18:30h, sala 2.2.14

o    Biologia da Conservação (BC)

“Houve muitos [episódios] interessantes e inesperados. Os mais marcantes foram o encontro, o conhecimento e o convívio com alunos excecionais”, declara Filipe Duarte Santos, professor do Departamento de Física de Ciências, sobre a sua experiência ao longo dos anos na Faculdade.

Páginas