"Arte celeste" por Koraljka Muzic

Investigadora do Departamento de Física e do polo de Ciências do Centra estuda anãs castanhas

Última Revisão —
Enxame estelar RCW 38

Enxame estelar RCW 38

ESO/K. Muzic
Koraljka Muzic
Koraljka Muzic
Imagem cedida por KM

Koraljka Muzic, de 38 anos, natural da Croácia, chegou a Ciências em janeiro de 2017 para estudar as anãs castanhas, um dos grandes mistérios da Astronomia. Sempre gostou de Matemática e de Biologia, por isso estudou Física na Universidade de Zagreb, na Croácia, concluindo mais tarde o doutoramento em Astronomia, na Universidade de Colónia, na Alemanha. Os próximos passos passam por analisar estas novas observações. Koraljka Muzic quer compreender o processo de formação destes objetos celestes e que fazem a ponte entre os planetas e as estrelas.

O Observatório Europeu do Sul (ESO) define-a como "arte celeste". Koraljka Muzic, cientista do Departamento de Física e do polo de Ciências ULisboa do Centro de Astrofísica e Gravitação (Centra), é a investigadora principal da proposta de observação, que levou à captura do enxame estelar RCW 38.

Segundo o ESO, as novas observações obtidas com o Very Large Telescope (VLT) do ESO, no Chile, durante os testes da câmara HAWK-I, a trabalhar com o sistema de ótica adaptativa GRAAL, mostram o enxame e as nuvens circundantes de gás resplandecente, assim como os tentáculos negros de poeira a passar através do núcleo brilhante deste jovem conjunto de estrelas.

O HAWK-I - instalado no Telescópio Principal 4 do VLT - consegue examinar enxames estelares envoltos em poeira, tais como o RCW 38, proporcionando uma vista sem paralelo das estrelas que se estão a formar no seu interior. Este enxame contém centenas de estrelas massivas, quentes e jovens, e situa-se a cerca de 5500 anos-luz de distância na direção da constelação da Vela. Um dos seus objetivos é obter imagens de galáxias e grandes nebulosas próximas, assim como de estrelas individuais e exoplanetas.

O GRAAL é um módulo de ótica adaptativa, que ajuda o HAWK-I a produzir estas imagens. O GRAAL utiliza quatro raios laser, projetados no céu, criando estrelas artificiais de referência que são utilizadas para corrigir os efeitos da turbulência atmosférica, o que torna as imagens muito mais nítidas.

Neste trabalho, Koraljka Muzic contou com a colaboração de outros investigadores, nomeadamente Joana Ascenso, Amelia Bayo, Arjan Bik, Hervé Bouy, Lucas Cieza, Vincent Geers, Ray Jayawardhana, Karla Peña Ramírez, Rainer Schoedel e Aleks Scholz.

ESO com Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas