Opinião

Sem distâncias…


Paula Estrócio e Sousa

Falar de um projeto que nasceu em 2007, que se foi desenvolvendo e ganhando corpo, que caminha com metas desejáveis e além-fronteiras, e que em finais de 2013 abre portas ao interesse da sociedade, a partir de um convite do Programa Nós – RTP 2, será o mote do presente artigo que desenho, na sequência do recente pedido por parte do Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL.

Como nasce o projeto…

Trabalhar diretamente com o acolhimento de alunos de mobilidade, nomeadamente oriundos do Brasil fez-me pensar, em 2007, num outro universo de estudantes cujo destino era igualmente a Faculdade de Ciências.

Alargar o acolhimento já prestado pela FCUL na vertente de mobilidade, a todos os outros alunos estrangeiros a estudar na instituição, direcionando um foco para os estudantes oriundos dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e de Timor, foi um dos objetivos do projeto.

Saber quem eram estes alunos, de onde vinham, quais as suas dificuldades, quais as suas áreas preferenciais de estudo, expetativas, vivências e culturas, etc..

Provavelmente haveria muito para partilhar e para nos inteirarmos. E assim aconteceu…!

Este universo de estudantes passou a usufruir do mesmo modelo de acolhimento direcionado aos alunos estrangeiros de mobilidade. Mas com algumas particularidades que importava serem exploradas: chegavam de países com sistemas de ensino substancialmente diferentes do nosso; pretendiam realizar períodos completos de estudos em Portugal (licenciatura ou mestrado); apenas alguns vinham com bolsa de estudo; e embora para a grande maioria a língua não representava um entrave, era importante saber interpretar e conhecer diferenças e semelhanças culturais e algumas dificuldades que se iam revelando.

Do acolhimento à integração…

Se as reuniões institucionais de acolhimento não previam ser tarefa fácil, atendendo às datas diferenciadas de chegada dos estudantes à FCUL, a integração e respetivo acompanhamento assumiam-se como passos imperativos deste processo: desde o convite lançado à participação e conhecimento do projeto às Direções da FCUL, aos serviços internos como o Gabinete de Apoio Psicopedagógico, Serviços Académicos e Gabinete de Estudos Pós-Graduados e Associação dos Estudantes; desde o convite aos interlocutores das respetivas Embaixadas; das reuniões institucionais de acolhimento e acompanhamento com os alunos; do reporte à FCUL e UL sobre temáticas relevantes; da pertinência de indicadores internos na vertente local e internacional, do apoio diariamente prestado pelos professores da FCUL e cimentado com a vertente das tutoriais, desenvolvido pelo GAPSI; da criação de um site dedicado à vertente dos estudantes da CPLP; e dos serviços que se encontram ao seu dispor, a eventos recentemente organizados pelos estudantes, tudo traduz um conjunto de passos conjuntamente percorridos que levaram a que o projeto crescesse, ganhando corpo e alma.

Falar do futuro

Chegado aqui, a meta é a de que o projeto possa correr por si e se expanda. Se alimente das necessidades e soluções que forem surgindo, mas também de boas iniciativas a desencadear pelos próprios alunos, tendo em vista a melhor integração.

Que os estudantes utilizem os recursos à disposição na instituição e criem sinergias com os professores, colegas e Associação dos Estudantes: conheçam os seus colegas conterrâneos, nacionais, e estrangeiros a estudar na FCUL, (e com o nosso contributo) a estudar na Universidade de Lisboa.

Que partam sempre à conquista da melhor vivência e de bons resultados académicos na FCUL, partilhando experiências, dificuldades e sucessos.

Sobretudo que as suas experiências académicas e de aprendizagem na Faculdade, em Lisboa e em Portugal possam cumprir objetivos iniciais, e que tragam igualmente frutos e mais-valias no seu futuro profissional, seja ainda na ajuda ao desenvolvimento nos seus países de origem. É essa a sua e a nossa ambição também.

Falar ainda sobre cooperação e ajuda ao desenvolvimento no decurso deste projeto. Outros caminhos...

Creio que este projeto é apenas uma pequena parcela da imensa vertente da Cooperação e, atendendo particularmente aos vários níveis de dificuldade que muitos estudantes referem na sua deslocação para a Europa, acredito que projetos relacionados com a transferência de conhecimentos e formação de quadros para e naqueles países, irão também ajudar a reforçar os respetivos ensino secundário e 1.º ciclo universitário - fases cruciais de aprendizagem, tendo em vista a especialização necessária que este universo de estudantes poderá vir a realizar mais tarde, quer nos seus países, quer na Europa e no Mundo, encontrando-se mais habilitados e com maiores competências em termos do conhecimento.

Que o sucesso académico e profissional possa estar sempre presente na vida de todos quanto apostam na formação, trabalhando para isso. É missão das instituições e da sociedade, mas também dos formandos, caminharem lado a lado nesse sentido.

Votos de muito sucesso para todos os estudantes da FCUL!

Paula Estrócio e Sousa, técnica superior do Gabinete de Cooperação e Relações Externas da FCUL
Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

robot e criança

Ecossistema de grandes modelos de linguagem de IA Generativa para a língua portuguesa foi expandido com novas versões dos modelos Albertina e Gervásio.

Participantes da 1.ª edição do JAB

A 1ª edição do JAB, um evento inovador destinado a jovens empreendedores, organizado pela JUST - Júnior Iniciativa de Ciências ocorreu nos dias 22 e 23 de março passado e teve como foco a Educação de Qualidade, quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Pessoas

Uma comitiva da Shanghai Ocean University (SHOU), cuja origem remonta à Escola de Pesca da Província de Jiangsu, fundada em 1912, visitou Ciências ULisboa no passado dia 25 de março. Wang Hongzhou, presidente do Conselho da universidade chinesa, elogiou o avanço da investigação realizada na Ciências ULisboa, destacando as boas práticas de gestão, interdisciplinaridade e foco na missão. Durante a ocasião, Luís Carriço, diretor da Ciências ULisboa, reconheceu a importância das relações bilaterais com a China.

Alunos dinarmarqueses junto à tabela periódica

Um grupo de 25 estudantes do ensino secundário do Egedal Gymnasium & HF, da Dinamarca, visitou a Ciências ULisboa no passado dia 21 de março.

Sala com pessoas

A “Sessão de demonstração do serviço CONNECT – Caso de uso #1, Estuário do Tejo” ocorreu no passado dia 13 de março.

Várias pessoas no stand da Fcauldade Futurália

Como já vem sendo tradição, a Ciências ULisboa esteve presente na 15.ª edição da Futurália, a maior feira de educação, formação e empregabilidade do país, que se realizou entre 20 e 23 de março, na FIL - Feira Internacional de Lisboa e que juntou muitos visitantes, especialmente candidatos ao ensino superior. A Direção da Ciências ULisboa agradece aos mais de 200 estudantes voluntários e aos cerca de 70 professores, investigadores, entre outros profissionais que se vestiram de azul para esclarecerem as dúvidas dos candidatos ao ensino superior, lançando ainda o convite para visitarem a Faculdade no próximo Dia Aberto, que se realiza no próximo dia 8 de maio e cujas inscrições podem ser feitas aqui. Até lá!

Imagem do Miguel Pires durante a competição ocorrida em videoconferência

Miguel Pires, estudante da licenciatura de Engenharia Geoespacial da Ciências ULisboa, venceu a edição portuguesa do Esri Young Scholars Award e que lhe dá a oportunidade de apresentar o seu projeto Dashboard CicLisboa no maior evento de Sistemas de Informação Geográfica a nível mundial - o Esri User Conference e a Education Summit -, ambos a decorrer no próximo mês de julho, em San Diego, na Califórnia (EUA).

Pessoa numa praia com neve

A missão da Ciências ULisboa é criar, transmitir e difundir conhecimento científico e tecnológico, promovendo uma cultura de aprendizagem permanente, valorizando o pensamento crítico e a autonomia intelectual. Nesta “casa“ todos os dias alunos, professores, investigadores, entre outros profissionais encontram motivos para cuidar do nosso planeta. Bem hajam!

Dia Internacional das Florestas 2024

Leia o testemunho de António Vaz Pato, estudante do mestrado de Biologia da Conservação e guardião da HortaFCUL, a propósito desta efeméride e assista ao vídeo que preparamos para celebrar esta data especial nas nossas redes sociais: YouTube, Facebook, LinkedIn e Instagram.

céu

João Pires Ribeiro, professor aposentado do Departamento de Física da Ciências ULisboa, faleceu dia 18 de março, em Lisboa, aos 83 anos. A Ciências ULisboa lamenta o triste acontecimento e apresenta as condolências aos seus familiares, amigos, colegas e antigos estudantes.

Tiago Oliveira, Ricardo Mendes e Alysson Bessani

A Vawlt, uma spin-off da Ciências ULisboa, conseguiu angariar 2,15 milhões de euros e três novos investidores - a Lince Capital, a Basinghall e a Beta Capital - para impulsionar ainda mais a inovação do seu produto, elevando o investimento total acumulado para os três milhões euros.

Páginas