Galaxy Zoo em português

NASA, ESA, Hubble Heritage (STScI/AURA)-ESA/Hubble Collaboration, e A. Evans (University of Virginia, Charlottesville/NRAO/Stony Brook University)
NASA, ESA, Hubble Heritage (STScI/AURA)-ESA/Hubble Collaboration, e A. Evans (University of Virginia, Charlottesville/NRAO/Stony Brook University)

“O Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa foi a única instituição a realizar a tradução e adaptação para português do Galaxy Zoo”, diz João Retrê, diretor do gabinete de mediação científica do CAAUL, sediado no Observatório Astronómico de Lisboa.

O projeto internacional de “ciência cidadã” consiste numa plataforma online pioneira, que procura o envolvimento do público na classificação visual de milhões de galáxias. Qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, pode descrever objetos astronómicos que ainda não foram classificados, auxiliando dessa forma a investigação dos astrónomos sobre a evolução do Universo e contribuindo igualmente para a promoção da literacia científica.

O Galaxy Zoo existe desde julho de 2007 e está disponível em português desde o início deste mês. De acordo com o comunicado de imprensa emitido pelo CAAUL, “agora, mais de 250 milhões de pessoas, em países como Angola e o Brasil, podem participar ativamente em descobertas científicas internacionais sem barreiras linguísticas ou de formação científica”.
 

Curiosidades do Galaxy Zoo
Mais de um milhão de membros.
Cerca de 1.5 milhões de galáxias, cada uma delas contendo milhares de milhões de estrelas, já foram classificadas.
Integrado no Zooniverse, uma plataforma de “ciência cidadã” com projetos que vão da Astronomia à Zoologia.

João Retrê diz que “frequentemente são usados computadores para auxiliar neste processo, mas o cérebro humano continua a ser mais eficiente a identificar e distinguir padrões”. O coordenador da tradução e da adaptação do Galaxy Zoo para português refere ainda que o CAAUL “está envolvido na tradução de mais projetos da plataforma de ‘ciência cidadã’ Zooniverse”.

De acordo com o site do Galaxy Zoo “mais de 50 milhões de classificações foram recebidas pelo projeto durante o seu primeiro ano de existência”.

Para José Afonso, diretor do CAAUL, esta unidade de investigação tem uma “forte atividade de promoção científica que é suportada pela qualidade da sua investigação”, pelo que não podiam perder a oportunidade de participar ativamente num projeto com estas características. “A barreira linguística continua a ser um sério obstáculo para a promoção da ciência”, conclui José Afonso.

Curiosidades sobre o CAAUL
O centro de investigação da Faculdade de Ciências, classificado como muito bom pela FCT, em 2007, tem vindo a crescer e conta hoje com 41 investigadores, dos quais 31 são doutorados. A sua investigação centra-se no estudo da formação estelar, das atmosferas dos planetas do sistema solar, da formação e evolução de galáxias, e da estrutura do próprio universo, e conta ainda com uma atividade forte no desenvolvimento de instrumentação para telescópios terrestres e espaciais, em colaboração com o ESO e com a ESA.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

O Departamento de Matemática da FCUL e o CMAF organizam dois mini-cursos de Sistemas Dinâmicos de 17 a 24 de Abril 2013. Os oradores serão Rafael Ortega da Universidade de Granada e Pedro Miguel Duarte do DM da FCUL.

Gulf Labor Markets and Migration Program (GLMMP), a joint program of the European University Institute (EUI - Florence) and the Gulf Research Center (GRC - Jeddah, Geneva, Cambridge), seeks two Research Assistants (Demographer/Statistician and Lawyer).

Rosto de Vanda Brotas

Estudar a clorofila, único parâmetro biológico visível do espaço, constitui uma ferramenta essencial para se perceber se o clima está a mudar. Este artigo foi publicado no jornal "Público" no passado dia 16 de fevereiro.

Servidor da FCUL

As ações de modernização e de alargamento do Centro de Dados da FCUL ocorreram no verão de 2012. A Unidade de Informática continua a apostar na renovação das condições tecnológicas do campus.

Ilustração de animais

A Âncora Editora define-se como uma editora generalista, que tem vindo a dedicar-se, sobretudo, à publicação de autores portugueses. Até agora A. M. Galopim de Carvalho é o autor com o maior número de livros editados.

O projecto de investigação NAADIR que envolve a Faculade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa e a Faculdade de Ciências da Universidade de L

Átrio do C6

Para os SASUL ainda é prematuro avaliar o Programa Alimentação UL, cujo orçamento se estima ser na ordem dos 192.000,00 €.

Iain Mattaj, diretor-geral do EMBL

“Estou impressionado com a energia que existe na Faculdade e o número de pessoas que aqui trabalham. Acho que estão bem organizados para trabalhar em equipa!”, declara Iain Mattaj, diretor-geral do European Molecular Biology Laboratory, depois de visitar alguns dos laboratórios da FCUL.

Logotipo da inicativa Programa Alimentação UL

O Menu Estudante custa 2,40€ e inclui sopa, prato principal, sobremesa, pão e bebida. A partir de fevereiro o Espaço Estudante, localizado no edifício C6, também vai dispor de micro-ondas permitindo dessa forma o aquecimento de refeições.

Ester Luísa Rodrigues Dias, professora jubilada do extinto Departamento de Educação da FCUL, faleceu no dia 11 de fevereiro de 2013.

As ações de formação e de sensibilização em segurança e saúde do trabalho procuram divulgar conhecimentos teóricos e práticos de maneira a prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais, permitindo também  intervenções eficazes e eficientes em casos de emergência.

Sala de aula com alunos sentados e tomando notas

"Os estudantes da FCUL, incluindo os estudantes de licenciatura, dispõem do background e conhecimentos certos para participar nestes módulos", esclarece Nathalie Gontier, coordenadora do laboratório AppEEL e das respetivas Escolas de Inverno e de Verão.

Rosto de Vera Carvalho

As inscrições para o programa Erasmus terminam a 10 de fevereiro. Se tens interesse neste programa de mobilidade conhece a história de Vera Carvalho, aluna Erasmus na Dinamarca.

Pormenor de obra de arte

Para os fundadores do AppEEL, este laboratório pode ser considerado o primeiro centro no mundo a reunir investigadores que estudam a evolução sociocultural a partir das teorias que formam parte da Síntese Expandida.

 

O Departamento de Matemática recebeu ontem, dia  4 de Fevereiro, cerca de 70 alunos (9º ano) do  Agrupamento de Escolas D. Miguel de Almeida - Abrantes.

Entre os empregos mais bem pagos contam-se os que estão ligados às engenharias.

Capa

Esta coleção de Livros Brancos foi organizada pela META-NET, uma rede de excelência parcialmente financiada pela Comissão Europeia, que levou a cabo uma análise dos recursos e tecnologias da linguagem atualmente disponíveis. A análise abordou as 23 línguas oficiais europeias assim como outras línguas importantes na Europa a nível nacional e regional. 

O Prémio João Branco é uma iniciativa conjunta da Universidade de Aveiro e da família do designer Jo

Dia 4 Fevereiro 2013 – 14:00h às 19:30h (Sala 2.2.15)

Primeiro plenário do IPBES

Grupo liderado por Henrique Miguel Pereira, investigador do Centro de Biologia Ambiental da FCUL, submete à apreciação da comunidade científica o desenvolvimento de um sistema de monitorização da biodiversidade baseado num conjunto de variáveis essenciais.

Rosto de Maria Antónia Amaral Turkman

“Ao longo dos últimos dois séculos a Estatística foi indispensável em confirmar muitas das maiores descobertas científicas e inovações da humanidade, tais como a partícula bosão de Higgs e a Revolução Verde na agricultura”, declaram Daniel Paulino, presidente da Sociedade Portuguesa de Estatística e Maria Antónia Amaral Turkman, coordenadora do CEAUL.

Dois artigos -- contando com docentes e investigadores do GeoFCUL no seu elenco de autores -- assinalados no “TOP 25 Hottest Papers” de Abril-Junho de 2011 da revista Journal of South American Earth Studies (Sciencedirect / Elsevier).

Páginas