Investigação

Bolsas UL/FAD apoiam jovens investigadores

Bolsas Universidade de Lisboa / Fundação Amadeu Dias
Reitoria da Universidade de Lisboa

Reforçar a integração científica e a inclusão dos diplomados no meio empresarial e encaminhar os alunos de graduação para a descoberta científica são os principais objetivos do concurso para atribuição de bolsas UL/FAD.

Implementado em 2007, o programa destina-se aos estudantes do 1.º ciclo da Universidade de todas as áreas do saber aqui lecionadas, entre elas, Ciências, Letras, Medicina, Direito, Belas-Artes, Psicologia, Medicina Dentária, Ciências Sociais, Educação e Geografia e Ordenamento do Território.

Em quatro edições a iniciativa já apoiou 134 projetos, sendo a FCUL a instituição que contabiliza o maior número de bolseiros UL/FAD, setenta. Do total de bolseiros distinguidos registam-se ainda 18 projetos oriundos de alunos da Faculdade de Farmácia, 15 da Faculdade de Letras, 11 da Faculdade de Psicologia (anteriormente designada Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação), 12 da Faculdade de Medicina, três da Faculdade de Direito, dois da Faculdade de Medicina Dentária, dois do Instituto de Educação e um da Faculdade de Belas-Artes.

Na última edição, respeitante ao ano letivo 2011/2012, houve 27 trabalhos galardoados, 12 deles pertencentes a alunos da FCUL.

Bruno Carapinha, coordenador do Núcleo de Relações Externas da UL, reforçou a importância da iniciativa: “É fundamental promover uma cultura de participação ativa no mundo da investigação tão cedo quanto possível no percurso académico do estudante, incentivando-o a pensar de forma criativa e a conceber modos de concretizar uma ideia que lhe pareça ter interesse e merecer o apoio de avaliadores dessa mesma ideia”, acrescentando que o balanço da participação dos alunos da FCUL tem sido “muito positivo, visto que tem havido um número elevado de candidaturas, muitas delas bem sucedidas, o que prova que os projetos apresentados têm merecido a aprovação dos avaliadores ao longo dos anos”.

A bolseira Fátima Cardoso, apoiada para a conceção do projeto “Mecanismos da Ação Antitumoral de Complexos Organometálicos de Ouro (I)”, deu conta da sua experiência no ano letivo 2011/2012.“Quando vi que iria receber a bolsa fiquei mais que feliz, tinha uma oportunidade única de começar a trabalhar naquilo que quero fazer durante toda a minha carreira profissional: investigação!”, refere com entusiasmo a jovem estudante do 2.º ano de Biologia.

O aluno do 2.º ano de Bioquímica, João Coelho, distinguido no mesmo ano, reforçou a importância da participação nesta iniciativa e deixou conselhos aos colegas: “Este tipo de bolsas permite o desenvolvimento de capacidade e mentalidade prática acerca da Ciência, assim como permite a inserção e interação num ambiente diferente do habitual laboratório que se experiencia durante a licenciatura”. O jovem cujo trabalho incide sobre a doença genética da Fibrose Quística aconselhou ainda os colegas, que concorreram e não foram apoiados, a não desistir.

O número de bolsas a atribuir a cada umas das áreas do saber da UL, assim como o valor, varia de ano para ano. Os critérios de seleção baseiam-se no interesse e originalidade do projeto, média de curso do estudante e curriculum vitae do tutor.

Cada aluno é acompanhado por um tutor, por si escolhido, que irá orientar e avaliar o projeto de investigação. Na fase da conceção, o tutor terá de ser um docente ou investigador da UL (ou convidado) com grau de doutor. No que concerne à segunda fase do trabalho, o tutor terá de ser também docente da UL e deverá “responsabilizar-se pela realização de um pequeno projeto em ligação com o tecido empresarial”.

Para o professor Carlos Farinha, docente do Departamento de Química e Bioquímica e orientador do João Coelho, este tipo de iniciativas é “muito útil para implementar uma maior dinâmica às nossas atividades de investigação e permitir uma crescente ligação dos estudantes de 1.º ciclo a esse tipo de atividades”.

No final de cada edição todos os projetos são apresentados num fórum público onde são atribuídos dois prémios extra: um destina-se ao melhor poster, outro à melhor apresentação oral.

No ano letivo 2012/2013, serão 25 os projetos apoiados com uma bolsa no valor de 1.900 euros destinada exclusivamente aos estudantes. Até ao momento a Reitoria da UL recebeu 97 candidaturas. Este ano o prazo do programa foi prorrogado até 6 de setembro, sendo que os resultados deverão ser anunciados a 28 de setembro. A FCUL deseja boa sorte a todos os concorrentes!

Alunos da FCUL premiados em 2011/2012 com as Bolsas UL/FAD

Engenharia Biomédica e Biofísica
Andreia Sofia Oliveira Gaspar – “Implementação de um Software para Análise de Realce Tardio em Ressonância Magnética Cardiovascular”
Biologia
Evelina Daniela Teixeira Rodrigues – “Cuidados Parentais em Chimpanzés: Estudo de Interações Parentais numa População em Cativeiro do ZOO de Lisboa, Baseado no Grau de Parentesco e Idade”
Fátima Sofia dos Santos Cardoso – “Mecanismos da Ação Anti-tumoral de Complexos Organometálicos de Ouro (I)”
Maria José Minhoto Diniz da Costa – “Mecanismo de Resistência ao Arsénio numa Levedura Extremófila”
Mário Artur Santos Mira - “Evolução do Comportamento de Acasalamento da Natureza para o Laboratório: Será que as Fêmeas sabem a Diferença?”
Telma Soraia Guedes Laurentino – “Influência do fungo Batrachochytrium Dendrobatidis na Longevidade e Estrutura Etária de Urudelos”
Bioquímica
Ana Catarina Alcarva Pontes - “Otimização do Método de Quantificação de TTR em Extrato de Fígado Humano”
Ana Iolanda d’Armada Moreira - “Caracterização Molecular e Estrutural do Sintase do Óxido Nítrico de Leishmania Infantum
João Pedro Lourenço Coelho – “Desenvolvimento de Nova Metodologia para Estudo da Biogénese e Processamento da Proteína CFTR responsável pela Doença Genética Fibrose Quística”
Geologia
Marco Cantídio Azevedo – “Avaliação do Potencial e Natureza Metalogenética do Acidente de Juromenha (Zona de Ossa-Morena), através de Metodologias Analítica e Cartográficas Estruturais de Pormenor”
Susana Margarida da Graça Santos – “Química-mineral das Lavas da Ilha de Santa Maria (Açores): Implicações Petrogenéticas”
Matemática Aplicada
Diogo Afonso Carocho de Sousa Costa – “Visualização de Estruturas com Diferentes Níveis de Detalhe no Âmbito da Biologia Vegetal”

Espólio info-Ciências digital
Entrevista com Rafael Galupa
Entrevista com Patrícia Santos
Bolsas UL/FAD - 3.ª edição
Bolsas UL/FAD

 

Raquel Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Pessoa lendo um jornal

A agenda temática avalia a importância que os meios de comunicação de massas têm quando distribuem determinados temas, dando atenção a certos assuntos e esquecendo outros.

lagoas de filtração

As águas residuais podem ser usadas para identificar precocemente novos surtos da COVID-19 e investigar a diversidade dos genomas do vírus SARS-CoV-2 que circulam numa comunidade, segundo comunicado de imprensa emitido pela Águas de Portugal. Os resultados do projeto de investigação COVIDETECT foram apresentados a 26 de maio.

Combinação de imagens de técnicas e aplicações da Geodesia

"Um dos marcos interessantes da contribuição da Geodesia para a sociedade foi a definição do metro formulada em 1791 , que teve como base a medição do arco de meridiano entre Dunkerque e Barcelona, efetuada ao longo de sete penosos anos (em plena revolução francesa)", escreve Virgilio de Brito Mendes, professor do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião do centenário do curso.

Fluviário de Mora

A exposição permanente do Fluviário de Mora inclui “Sons dos Peixes” produzida no âmbito do projeto de investigação “Deteção de Peixes Invasores em Ecossistemas Dulciaquícolas através de Acústica Passiva - Sonicinvaders”, liderado pelo polo da Faculdade do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

Modelo do espectrógrafo MOONS no VLT

Portugal colidera o projeto do Espectrógrafo Multiobjetos no Ótico e Infravermelho próximo, ou MOONS, assim como alguns dos seus grupos de trabalho. Um dos componentes principais do MOONS é o corretor de campo e foi desenhado por uma equipa do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.

Planta

A fenotipagem (medição sistemática de caracteres fenotípicos, i.e., do corpo das plantas) foi eleita, depois dos grandes avanços verificados na fenotipagem nas últimas décadas, como um grande desígnio atual da comunidade da ciência das plantas. Leia a crónica da autoria de Jorge Marques da Silva, professor do DBV Ciências ULisboa e presidente da SPBP.

Vista aérea de florestas de mangal no arquipélago dos Bijagós

O estudo da autoria de Mohamed Henriques, José Pedro Granadeiro, Theunis Piersma, Seco Leão, Samuel Pontes e Teresa Catry realizado no ecossistema influenciado por mangal será publicado em julho deste ano no Marine Environmental Research, volume 169.

Cartas com Ciência

O conhecimento e a empatia não têm fronteiras, prova disso é o projeto Cartas com Ciência, que parte das palavras dos cientistas para criar laços e encurtar distâncias no que à educação diz respeito.

Satélite

"Com a Engenharia Geográfica/Geoespacial sabemos de onde vimos, para onde vamos, qual o melhor caminho e ainda o que vamos encontrar", escreve Paula Redweik, professora do DEGGE por acasião do centenário do curso.

Exposição “Empty space of the Unknown/ Nothing Is Right Now”

Catarina Pombo Nabais coordena o SAP Lab - Laboratório Ciência-Arte-Filosofia do Centro de Filosofia das Ciências da ULisboa e em entrevista dá conta da importância da relação interdisciplinar entre ciência e arte e dos projetos futuros.

Pepino do mar

Os pepinos do mar - espécies de equinodermes ainda muito desconhecidas - cumprem uma importante função ecológica: reciclam a matéria orgânica dos sedimentos e redistribuem nutrientes. O grupo de Pedro Félix, investigador do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e da Ciências ULisboa, é o único atualmente a trabalhar na ecologia e aquacultura de pepinos do mar em Portugal.

Anfiteatro com várias cadeiras e uma pessoa sentada a ler

O Grupo de Fala e Linguagem Natural dedica-se à Inteligência Artificial com enfoque especial no Processamento de Linguagem Natural e é o coordenador da PORTULAN CLARIN Infraestrutura de Investigação para a Ciência e Tecnologia da Linguagem.

cientista ao microscópio

Maria Helena Garcia, professora do DQB Ciências ULisboa e Andreia Valente, investigadora do DQB Ciências ULisboa, lideram A Something in Hands – Investigação Científica, Lda, uma spin-off desta Faculdade, que recebeu 100 mil euros da Portugal Ventures e que visa desenvolver novos medicamentos para o tratamento dos cancros metastáticos.

Centro de Testes Ciências ULisboa

O Centro de Testes Ciências ULisboa recebeu o primeiro lote de 110 zaragatoas a 1 de maio de 2020, provenientes de um conjunto de cinco lares de terceira idade do concelho de Mafra, no que viriam a ser os primeiros de várias dezenas de milhar de testes de diagnóstico molecular da COVID-19.

Logotipo Radar

Décima quinta rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque volta a ser a Nevaro.

Há um conjunto de normas e princípios legais que regulam as relações dos indivíduos em sociedade. O direito de autor é um deles. Todo o conteúdo produzido e publicado em órgãos de comunicação social é considerado conteúdo editorial. Estas obras coletivas estão protegidas pelos direitos de autor.

Iris Silva

Iris Silva, investigadora do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI) na Ciências ULisboa, venceu pela segunda vez o Best Young Investigator Award da Sociedade Europeia de Fibrose Quística (ECFS), segundo comunicado de imprensa emitido esta sexta-feira pela Faculdade. O galardão será atribuído durante o 44th European Cystic Fibrosis Conference, que se realiza online entre 9 e 12 de junho de 2021.

Margarida Ribeiro e Hugo Anjos, alunos de Ciências ULisboa do mestrado em Bioestatística

Em reunião do Infarmed, os alunos Margarida Ribeiro e Hugo Anjos, do mestrado em Bioestatística, receberam palavras de agradecimento da DGS pelo trabalho desenvolvido em contexto COVID-19.

Pessoas a trabalhar numa mesa

O projeto SKIES (SKilled, Innovative and Entrepreneurial Scientists), iniciado em março passado e com a duração de 18 meses, pretende fornecer a estudantes de doutoramento e jovens investigadores doutorados na área da Astronomia um conjunto de competências ao nível da ciência aberta, inovação e empreendedorismo.

Tachydromia stenoptera

Ana Rita Gonçalves concluiu o mestrado em Biologia da Conservação na Ciências ULisboa e no âmbito da sua tese estudou a morfologia de todas as moscas-formiga conhecidas da Península Ibérica e de Itália - dez espécies no total. Quatro delas são novas para a Ciência e uma apenas existe em Portugal.

Imagem gráfica das comemorações do aniversário da Faculdade

Esta segunda-feira, dia 19 de abril, a Faculdade celebra 110 anos. Para acompanhar a cerimónia comemorativa que será realizada uma vez mais online no próximo dia 21 de abril, a partir das 14h00, deverá ligar-se ao canal YouTube.

Exposição Variações Naturais – uma viagem pelas paisagens de Portugal

Após 18 meses de desenvolvimento de projeto e montagem, Variações Naturais – uma viagem pelas paisagens de Portugal abriu portas ao público em novembro passado e vai estar em exibição até 25 de novembro de 2022.

ferramenta de saída de campo

Ícaro Dias da Silva recebeu uma menção honrosa na última edição (2019) dos Prémios Científicos ULisboa / Caixa Geral de Depósitos. O investigador do IDL Ciências ULisboa estuda a geodinâmica das margens continentais relacionadas com a abertura e fecho de oceanos no Paleozoico.

Barcos de pesca em Almograve, Portugal

No âmbito do projeto MarCODE já foram recolhidas mais de 1000 amostras de pescado e marisco - robalo, dourada, raia-lenga, pescada, carapau, polvo, cavala, ouriço e percebes. A amostragem decorreu nas lotas nacionais da DOCAPESCA. As amostras encontram-se a ser processadas analiticamente nos laboratórios do MARE e do BioISI, nos polos da Faculdade.

Imagem de mãos dadas

Até ao próximo mês de julho, cerca de 70 famílias de cuidadores informais no território continental português participam no programa “Famílias Seguras – Cuidar de quem Cuida” lançado pela Ciências ULisboa, através do seu Centro de Testes, em parceria com a Associação Nacional de Cuidados Informais.

Páginas