Challenge4you

Jovens com “respostas na ponta da língua"

Challenge4you desafiou estudantes dos cinco aos vinte anos
GCIC-FCUL

Jovens entre os cinco e os 20 anos de idade foram desafiados a aprender com divertimento à mistura, o resultado: respostas na ponta da língua no que à temática da União Europeia diz respeito. A sabedoria dos 114 candidatos foi avaliada durante a final nacional do Challenge4you, no Tec Labs - Centro de Inovação, sediado no campus da FCUL.

A iniciativa, ocorrida a 17 de maio e levada a cabo pela Science4you, insere-se no plano estratégico de comunicação da União Europeia e tem como principal objetivo a divulgação de conhecimento relativo à União junto de escolas de todo o país e também de instituições sénior. Desta forma, durante um ano, a Science4you fez chegar de forma gratuita a turmas do 1.º, 2.º, 3.º ciclos, ensino secundário e instituições sénior, materiais didáticos assentes num formato de pergunta resposta (quizzes) centrados no lema “União Europeia Cultura e Cidadania”.

O desafio seguiu um esquema de atividades piramidal, inicialmente com a participação dos alunos por turma, após a apuração dos vencedores, a nível concelhio e, por fim, a final nacional.

Para Fernando Alves, coordenador do desafio, este tipo de iniciativas é importante porque “permite ensinar a temática de uma forma apelativa a crianças e jovens. Os conteúdos são apreendidos enquanto os alunos se divertem, não há melhor forma de o fazer. Isto é especialmente importante neste caso, pois a União Europeia não é propriamente o tema mais apelativo para o público jovem. Julgo que no final podemos afirmar que a União Europeia se tornou num tema menos árido”.

O projeto alcançou diretamente 127000 participantes, entre eles 4281 turmas de todo o país, bem como 21 entidades seniores.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: Para além dos conteúdos estruturais, os quizzes tiveram um grande enfoque nas dimensões cultural e de cidadania

“Não só é um estímulo à participação dos alunos em atividades que os obrigam a desenvolver diferentes destrezas, entre elas a participação oral, como os obriga a raciocinar rapidamente. E, para mim em particular, tem especial importância já que vejo que os conteúdos aqui abordados fazem parte do currículo da disciplina de Geografia e, por conseguinte, do exame nacional”, declarou na ocasião Margarida Silva, professora de Geografia do Centro de Estudos de Fátima.

A atividade, onde estiveram representadas 32 escolas e agrupamentos escolares de todo o país, foi assinalada num dia envolvido em interesse e entusiasmo por parte dos alunos e professores pertencentes ao projeto.

Adriana Pereira de 17 anos, a frequentar o 11.º ano no Centro de Estudos de Fátima, deu conta da sua envolvência no projeto: “Toda a experiência foi divertida, gostei de passar pelas várias etapas com os meus colegas e serviu para aprendermos bastantes coisas novas. Aquilo que aqui aprendemos faz parte da cultura geral e todos nós devemos ter algumas ideias sobre o local onde estamos inseridos e sobre esta União de que todos fazemos parte e que tanto nos ajuda”.

O evento contou ainda com a presença do secretário de estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho.

Quanto aos vencedores, destacaram-se os alunos das escolas Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão, Vila Real e Agrupamento de Escolas de Sátão e EsproMinho, Braga/Viana do Castelo.

Maria Pereira, uma das vencedoras de 11 anos, da Escola Ferreira Lapa, pertencente ao Agrupamento de Escolas de Sátão, revelou, no final do desafio, a preparação do grupo para o alcance da vitória: “A estratégia foi ter calma e não nos precipitarmos na resposta. Ficámos muito felizes! E, para além de aprendermos mais sobre a União Europeia, aprendemos também mais sobre o nosso País”.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: José Ferreira, Tomás Vieira e Maria Pereira com 12 anos e pertencentes ao Agrupamento de Escolas de Sátão, foram um dos grupos vencedores

Para além dos conteúdos estruturais, os quizzes tiveram um grande enfoque nas dimensões cultural e de cidadania o que permitiu “[abrir] novos horizontes aos alunos promovendo o papel cívico mais ativo de cada um”, explicou Fernando Alves.

No culminar da ação, os alunos de “resposta na ponta da língua” confessaram levar consigo na viagem de regresso “conhecimentos importantes” e, sobretudo, um “fortalecimento do sentido de cooperação entre colegas”, fomentado pela constante interação e convívio que a atividade exigiu.
 

Listagem de vencedores do Challenge4you

1.º ciclo

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão

Inês João Guimarães Pires- 6 anos
Rafael Rego Costa- 6 anos

2.º ciclo

Agrupamento de Escolas de Sátão

José Miguel Figueiredo Ferreira, 12 anos
Maria Leonor Monteiro Pereira, 12 anos
Tomás Diogo da Silva Vieira, 12 anos

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão

Carlos Miguel Costa Rebelo Silva-12 anos
Rui Pedro Pinto Alves-13 anos
José Carlos Ribeiro Teixeira- 12 anos

3.º ciclo

EsproMinho – Escola Profissional do Minho

Ana Sofia Gomes - 20 anos
Ana Catarina Silva - 17 anos
Kimberly Soraia Rodrigues

+ Challenge4you

“Acho que na situação atual em que vivemos, é bom sabermos mais sobre a realidade dos outros países”, Pedro Faísca, 11.º ano, Escola Secundária José Belchior Viegas - São Brás de Alportel

“Este projeto que envolve cidadania, cultura e União Europeia é muito relevante para os jovens destas idades. Todos eles aderiram muito bem à iniciativa!”, Maria Salomé Rocha, professora de Economia do Colégio Maria Amália Vaz de Carvalho – Lisboa

“Foi interessante, eles ficam desde cedo com um noção do que é a União Europeia, o que será importante para o seu futuro”, Maria José Ferreira, professora do 3.º ano da Escola EB1 de Miramar - Vila Nova de Gaia

“Foi bastante produtivo, ficámos preparados para todas as questões. Conseguimos criar laços entre nós e com os adversários”, Vânia Reis, 11.º ano, Centro de Estudos de Fátima

“Gostei de tudo, aprendemos, interagimos com outras pessoas e conhecemos aquilo que nos rodeia. A União Europeia é algo que está sempre em transformação e devemos conhecer bem”, Damião Frazão, 11.º ano, Centro de Estudos de Fátima

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

"Portugal vive um momento mau mas que pode vir a ser o melhor que lhe aconteceu, compete-nos a nós gerações mais jovens virar as dificuldades a nosso favor. Como? Buscando em outras sociedades o que se faz de melhor e aplicando-o no nosso país. Não é fácil, mas Roma não se fez num dia", declarou o aluno da FCUL, Pedro Mendes Pereira.

Pedro Rosa

Os regulamentos publicados no âmbito desta temática são de aplicação transversal à FCUL, independentemente do serviço que os gerir e estão em vigor desde 1 de janeiro de 2014.

Ciências em Movimento - 10 a 14 de fevereiro

“Ordem e Caos”, “Matéria e Energia”, “Mar e Atmosfera”, “Riscos e Catástrofes” e “Tecnologia e Sustentabilidade” são as temáticas abordadas em cada dia desta semana onde “diferentes áreas científicas ‘conversam’ entre si e com os visitantes”, anunciam os promotores da atividade de entrada livre, mas sujeita a inscrição.

A Bial, grupo internacional da indústria farmacêutica, procura candidato com grau de Mestre em Bioestatística ou em área similar, com 3 a 5 anos de experiência.

Emiliania huxleyi

Iniciada há 16 anos, a Algoteca é uma coleção única, por incluir maioritariamente espécies de algas marinhas e estuarinas da costa portuguesa, sendo por isso um verdadeiro repositório de património genético nacional.

"Não tenham medo de concorrer a uma tese inserida num contexto empresarial. É uma experiência enriquecedora, irão ter contacto com tecnologias novas muito específicas a este meio e é ainda uma excelente oportunidade de enriquecerem o vosso currículo”, comenta Rafael Soledade, antigo aluno do DI-FCUL.

Liceu Camões

Helder Coelho, Luís Correia, João Pedro Neto e Hugo Miranda apresentam palestras num dos liceus mais antigos da capital, criado em 1902.

Pormenor de uma obra de arte

O primeiro número será divulgado na próxima segunda-feira, dia 3 de fevereiro. Inclui notícias, eventos, concursos, destaques e vídeos publicados no Portal da FCUL.

Kamil Feridun Turkman

O Conselho de Escola recomendou a todos os seus membros a organização de sessões de esclarecimento e auscultação pública dos seus pares, dentro dos departamentos, associações de estudantes e não docentes. Esse processo irá decorrer desde a publicação do edital até ao fim da audição pública prévia à eleição do diretor.

Lisete Sousa

Um pouco por todo o mundo há cada vez mais estatísticos a trabalharem exclusivamente em Bioinformática. Um dos pioneiros foi Terry Speed, que viu o seu vasto trabalho na área da Bioinformática reconhecido este ano com a atribuição do prémio australiano “Prime Minister's Prizes for Science”.

“Todas as oportunidades devem estar acessíveis a todas as crianças. Enquanto investigadores, apenas podemos mostrar-lhes o fascínio da ciência e provar-lhes que esta não é uma atividade 'para outros', que eles próprios podem sonhar com uma carreira na investigação ou noutras carreiras indispensáveis ao desenvolvimento do país”, declararam os cientistas da FCUL.

Na FCUL, só nas áreas da Biologia, Física e Química, existem mais de duzentos espaços laboratoriais, realizando-se, em cada um, dezenas de atividades diferentes e a cada novo projeto estão associadas outras tarefas diferentes das anteriores.

The doctoral programs in Mathematics of the Faculdade de Ciências (FCUL) and of Instituto Superior Técnico (IST) of the University of Lisbon are now partners under the LisMath Program, funded by the Portuguese Foundation for Science and Technology. The competition for scholarships under the LisMath will be officially announced on 18/1 and will be open 3/2 to 31/3.

Para melhor preparar a sua participação nas calls do Horizon 2020, deverá acompanhar e participar nos Info & Brokerage Events.

Os Work Programmes são a via para pré-selecionar calls do seu interesse.

Agora é Web of Science

“Tomar consciência da existência [de] necessidades e poder contribuir para satisfazer algumas delas é um privilégio que temos quando participamos neste tipo de projetos”, declarou o professor do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia, Jorge Maia Alves.

Campus da FCUL

Os programas doutorais em Matemática da Faculdade de Ciências e do Instituto Superior Técnico da nova Universidade de Lisboa são parceiros no âmbito do Programa LisMath, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Joana Almaça, Marisa Sousa, Inna Ulyiakina e Diana Faria não têm dúvidas em afirmar que foram “contaminadas pelo ‘bichinho da ciência’”, por isso, os planos futuros passam por “contribuir para o conhecimento dos mecanismos responsáveis por algumas patologias dos humanos”.

De 4 de janeiro a 1 de fevereiro de 2014,  a Biblioteca do C4 também está aberta aos sábados, das 9h00

A FCUL abriu as portas do Departamento de Física aos alunos da Escola Secundária Vergílio Ferreira, de Lisboa. Durante uma manhã, 26 alunos do 12.º ano exploraram os mistérios da Física.

O percurso académico e profissional da cientista é marcado pela experiência profissional além-fronteiras.

Prémio ANACOM URSI Portugal 2013

O estudo “Técnica multimodal inovadora baseada em PEM-UWB para deteção de cancro da mama e respetiva classificação” é da autoria da cientista Raquel Conceição.

O trabalho da jovem cientista também passa pela criação de uma rede de investigadores europeia, que colabore no desenvolvimento de aplicações médicas na frequência de micro-ondas e agilize processos de ensaios clínicos e de comercialização de novos equipamentos médicos.

Páginas