Sara Silva vence EvoStar Award 2018

Última Revisão —
Sara Silva

Sara Silva é a mais jovem investigadora a ser distinguida com este prémio, atribuído pelo EvoStar desde 2006

Marco Nobile

Sara Silva, investigadora do Departamento de Informática, do Agent and Systems Modelling Group do BioISI – Instituto de Biosistemas e Ciências Integrativas e investigadora convidada do grupo ECOS-CISUC da Universidade de Coimbra, ganhou o EvoStar Award 2018, um galardão que reconhece a qualidade e o impacto mundial do trabalho desenvolvido ao longo da sua carreira, na área da computação evolucionária.

Sara Silva é a mais jovem investigadora a ser distinguida com este prémio, atribuído pelo EvoStar, um acontecimento anual, iniciado em 1998 e que engloba diversas conferências internacionais na área da computação evolucionária. Os primeiros portugueses a serem distinguidos com este prémio foram Ernesto Costa, em 2009, e Penousal Machado, em 2016. O prémio existe desde 2006.

“A computação evolucionária é um conjunto de métodos de Inteligência Artificial que se inspiram nos princípios Darwinistas de seleção natural para encontrar soluções para problemas complexos que outros métodos não conseguem resolver.”
Sara Silva

Ficou surpreendida com o prémio?

Sara Silva (SS) - Bom, eu sabia que era possível recebê-lo um dia, mas não o esperava já este ano.

Porquê?

SS - Este prémio distingue o trabalho feito ao longo de todo o percurso científico, e os galardoados até recebem a designação informal de "EvoCrocs". Sinto-me demasiado nova para ser considerada um crocodilo!

O que significa para si esta distinção?

SS - Na verdade eu já sentia o reconhecimento dentro da comunidade, há muito tempo, mas devo confessar que o prémio sabe muito bem, pois é uma distinção mais "oficial" e mais visível para o exterior. Espero que este prémio me ajude a conseguir algum financiamento para continuar a fazer investigação.

Quais foram as reações dos pares?

SS - Foram boas, "muitos parabéns", "foi bem merecido", etc.. É normal de vez em quando alguém receber um prémio. Trabalho rodeada de pessoas muito competentes.

Que balanço faz do Evostar 2018?

SS - O EvoStar é sempre um evento muito agradável, todos os anos. O ambiente científico e social é excelente, e por isso esforço-me por ir todos os anos.

Quem é a Sara Silva?

SS - É daquelas pessoas que teve a sorte de saber desde muito cedo o que queria fazer na vida: Inteligência Artificial. Tenho conseguido ser investigadora, teimosamente, desde que me licenciei em 1995, sempre a saltar de bolsa em bolsa e de contrato em contrato. Tenho também a minha outra vida, a de mãe de três crianças, com 12, 6 e 2 anos. Não me posso queixar de monotonia!

Que planos tem para o futuro (curto prazo)?

SS - Continuar a submeter candidaturas, de projetos, e para contratos de investigação. O meu contrato de trabalho atual termina já no final de 2018, e isso preocupa-me muitíssimo. Este ano vou atirar-me também às bolsas ERC (European Research Council), tenho de tentar tudo. Adoraria ter recursos e estabilidade para formar uma equipa - ideias de trabalho não me faltam!

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Evolução Tecnológica e o Cadastro Territorial Multifinalitário no Brasil

VicenTuna anima Sessão de Boas-vindas

Receber os novos alunos numa sessão de boas-vindas é uma das tradições da FCUL. Agora, o espírito da cerimónia pode ser conhecido pela voz dos profissionais e alunos que fizeram parte da última sessão, através de uma reportagem multimédia presente na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Pormenor de obra de arte

Atualmente, o antigo aluno da FCUL é post-doc na Universidade Federal do Rio Grande - Fundação Universidade do Rio Grande, no Brasil, sendo responsável por projetos na área da Biologia Antártica – Biologia Polar.

Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Repórter e câmara de filmar

Após as palavras , chegam os sons e as imagens  do dia em que a FCUL voltou a fazer parte da “Rota das Vocações de Futuro” da associação EPIS. A reportagem está disponível na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

 

O histórico de aluno no Portal da FCUL foi atualizado e renovado.

Relembramos que pode utilizar os vários meios ao dispor para deixar comentários ou sugestões sobre os serviços da FCUL.

Bruno Almeida, doutorado em História das Ciências pela Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL e membro do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, ganha "Prémio Cultura 2012" atribuído pela Sociedade de Geografia de Lisboa.

Alunos informam-se sobre programas de mobilidade internacional

“É uma grande oportunidade que estou a ter, a Faculdade dá um grande apoio aos alunos. (…) Estou a gostar do convívio com os colegas, das aulas, das disciplinas e da cultura portuguesa”, sublinha Daniel Martins, aluno oriundo do Brasil a estudar Biologia na FCUL.

Pela 2.ª vez, o Dia Internacional proporcionou a divulgação de programas de mobilidade internacional junto dos alunos, esclarecendo dúvidas e curiosidades. Durante o acontecimento, trocaram-se experiências, conheceram-se hábitos e tradições de diferentes países e, acima de tudo, enalteceu-se o espírito de convívio em ambiente "além-fronteiras".

Candidaturas para Base de Recrutamento de Professores Auxiliares Convidados do DF

“MARAVILHAR-SE: reaproximar a criança da Natureza” 

Foi duplicado o espaço de armazenamento nas áreas de alunos. A nova quota é agora de 1 Gb.

 

Com o intuito de inovar e proporcionar os melhores temas aos alunos da Faculdade de Ciências no que diz respeito às novas tecnologias, a

David Luz e Pedro Machado, investigadores do Centro de Astronomia e Astrofísica da UL, fazem parte de uma equipa de investigadores que ao fim de dois anos conseguiu medir os ventos da atmosfera de Vénus a partir da Terra. Até então, só era possível fazê-lo recorrendo a sondas espaciais.

À semelhança dos anos anteriores o Departamento de Química e Bioquímica vai promover a realização de Ações de Formação para os professores do Ensino Básico e Secundário na modalidade oficina.

Encontram-se abertos concursos para recrutamento postos de trabalho de Professor Auxiliar, nas áreas disciplinares de Meteorologia, de Geofísica, de Engenharia Geográfica e de Oceanografia Física, Astronomia e Astrofísica, constantes do mapa de pessoal docente d

Empresa Outmind trabalha o conceito de marketing sensorial aliado à tecnologia

“Queremos dar a conhecer um novo espaço, uma nova marca, uma nova estratégia para o Tec Labs e também, claramente, incentivar as pessoas a terem uma atitude diferente face ao empreendedorismo”, sublinhou Luís Matos Martins, presidente do Conselho de Administração do Tec Labs.

Imagem alusiva à extração de óleos essenciais

Aquele que é hoje conhecido como o ISEO teve início em setembro de 1969, quando quatro cientistas da área da farmacognosia se reuniram, informalmente, em Leiden, na Holanda, para discutir problemas comuns, relacionados com a análise de óleos essenciais. Docentes/investigadores da FCUL participam, desde 1989, nesse congresso e já o organizaram por duas vezes.

Páginas