60 Minutos de Ciência

Será a ética determinante na sustentabilidade de uma sociedade de consumo?

MUHNAC, Lisboa
MUHNAC

O consumo caracteriza e define as sociedades ocidentais no último século: somos a sociedade de consumo. Nesta configuração o sistema económico assenta na produção e no consumo e no pressuposto que estes têm que crescer continuamente. Este crescimento económico tem possibilitado o acesso a melhores condições de vida, incluindo uma melhor nutrição, uma vida mais segura e mais saudável, uma maior longevidade, um maior acesso à educação e cultura, uma menor mortalidade infantil, a possibilidade de utilizarmos equipamentos que nos poupam trabalho, melhores condições para recreio e lazer, entre outros muitos benefícios. No entanto, este sistema também promove injustiças, iniquidades, desequilíbrios vários e a maior parte dos problemas ambientais que afetam o nosso planeta advém do sistema de produção e consumo e do estilo de vida que os países desenvolvidos têm e a que os países em via de desenvolvimento aspiram. 

A ética ajuda-nos a refletir, argumentar e fundamentar as nossas decisões, escolhas e ações. A ética é um guia que garante que as sociedades floresçam com respeito e justiça. Mas a ética não tem apenas um papel na estruturação da sociedade, contribui também a um nível individual na construção da identidade, em quem somos e em quem queremos ser. As discussões do tema do consumo podem ser enriquecidas com esta perspetiva ética. Como poderá a ética ajudar nas decisões rotineiras mas estruturais das vidas atuais de como, o quê, quando e porquê consumir?


Nota biográfica

Sofia Guedes Vaz tem trabalhado em diversos organismos, públicos e privados, nacionais e internacionais na área do ambiente. A sua formação académica, que começou em engenharia e acabou em filosofia do ambiente, deu-lhe uma perspetiva interdisciplinar e uma compreensão abrangente do tema. Como comunicar melhor sobre temas ambientais é uma das suas paixões e fez parte dos Cientistas de Pé, um grupo que comunica ciência através de stand up comedy. Consumo sustentável é o seu tema de eleição.


2.ª Edição do Ciclo de conversas "60 Minutos de Ciência"

Num formato informal e descontraído, 60 minutos de Ciência pretende ser um fórum de discussão entre especialistas e cidadãos sobre temas atuais de Ciência. Com a duração de uma hora, as suas sessões decorrem nas quartas quintas-feiras do mês, pelas 17h30.
Este ciclo é uma iniciativa do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, do Comité UNESCO Matemática do Planeta Terra e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

17h30

Hugo Miguel Gil Campaniço apresenta a tese "Ventilated Passive Cooling: Climating Cooling Potential and Cooling Demand Savings - Analysis at a large spatiotemporal scale".

Por Júlio Pereira (Department of Environmental Science, Federal University of São Carlos - Brasil).

Fernando Goulart da Silva apresenta a tese "Evolutionary online behaviour learning and adaptation in Robotics Systems".

Por Alain Haraux (Labo. J.-L. Lions and Univ. Pierre et Marie Curie).

Por Rui Alberto Pimenta Rodrigues (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa).

Por João Gouveia (Universidade de Coimbra).

A b-on disponibiliza aos seus membros, e até 30 de junho de 2017, um conjunto de trials que permitem aceder às seguintes bases de dados:

Um evento destinado especialmente a estudantes, jovens empreendedores e interessados em inovação e empreendedorismo nas áreas de medtech, biotech e digital health, possibilitando o contacto com programas de formação e financiamento para o empreen

Por Manuel Martins (Universidade de Aveiro).

O encontro, a decorrer nos dias 30 de junho e 01 de julho de 2017, contará com um núcleo de comunicações que incidirá sobre o tema "Os Militares e a Matemática".

Taking the opportunity of the “Aerosol and Cloud experiments in the Eastern North Atlantic (ACE_ENA)” campaign, which is bringing to the Azores a group of scientists to study processes in the maritime atmosphere, the University of the Azores (through IITAA at the Faculty of Agr

Phylogeography is one of the recent scientific areas emergent from the dissemination of highthrouput technologies of sequencing starting in the 90’s of the XXth century, with the consequent development of intra-specific genetic variance analysis and its geographic distribution.

Imagina que era possível experimentar um curso universitário antes de concorreres ao ensino superior?

A edição de 2017 da iniciativa 'Verão na ULisboa' irá decorrer nas semanas de 03 a 07 de julho (alunos do 10.º, 11.º e 12.º ano) e de 10 a 14 de julho (alunos do 7.º, 8.º e 9.º ano).

Pedro Miguel Ribeiro de Sousa apresenta a tese "Northern Hemisphere blockings and their impacts over the European continent - historical overview and associated mechanisms".

O workshop destina-se a dar uma visão de alguns tópicos de investigação em Física de Partículas e Astropartículas a alunos de licenciatura ou mestrado em Física ou Engenharia Física Tecnológica.

A iniciativa, a decorrer de 10 a 12 de julho de 2017, irá reunir professores interessados no ensino das Ciências (incluindo a Matemática e as Tecnologias da Informação) no ensino básico e secundário.

Programa de Formação Contínua de Professores do Ensino Básico (3.º ciclo) e Secundário, grupos 420 e 520.

During recent decades we have witnessed a great development of bioinformatics that has led to the accumulation of a huge amount of biological information.

With this course, we aim at providing the participants with the basics of lichen biology and ecology, biomonitoring and data analysis methods to allow the use of lichens for the interpretation of the environmental conditions and the development of a responsible scientific-based

O Mestrado em Biotecnologia para a Sustentabilidade prepara os alunos para lidar com os novos desafios societais em Bioeconomia e Sustentabilidade, com uma consciência das suas responsabilidades para com o planeta e para com as gerações futuras.

New application deadline: 09th June 2017!

Páginas