Seminário Ciência e Império

Caminhos de ferro, fotografia e paisagem tecnológica em Angola e Moçambique (c. 1880-c. 1910)

Instituto de Ciências Sociais da ULisboa (Sala 3)
Imagem ilustrativa do evento, sobre um fundo branco

Este seminário destina-se à apresentação de trabalhos em curso sobre as inter-relações entre conhecimento científico, tecnologia e formações imperiais. O seminário convoca historiadores, antropólogos e cientistas sociais em geral para uma reflexão conjunta e interdisciplinar sobre a ciência e o fenómeno colonial.

Realiza-se nas segundas quartas-feiras de cada mês, das 12h30 às 13h30, alternadamente na Faculdade de Ciências e no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

As sessões são abertas à comunidade académica e não académica, apelando à participação de investigadores nacionais e estrangeiros, de diferentes instituições.

Seminário Ciência e Império "Caminhos de ferro, fotografia e paisagem tecnológica em Angola e Moçambique (c. 1880-c. 1910)"

Na década de 1870, Portugal transferiu para os seus domínios ultramarinos o programa desenvolvimentista que vinha implementando no território continental desde 1850, no qual a ferrovia detinha natural protagonismo. Nas vésperas da Primeira Grande Guerra, o sistema ferroviário colonial contava cerca de 2,000 km de extensão. Este processo histórico ficou registado em centenas de fotografias que capturaram diversos momentos da construção e operação ferroviárias. Nesta comunicação, demonstro como estas imagens contribuíram para divulgar a mensagem de que Portugal cumpria a sua “missão civilizadora” e era uma nação moderna com vocação imperial. Adicionalmente, proponho que a fotografia ferroviária contribuiu para a construção duma paisagem tecnológica em Angola e Moçambique. Considerando ainda que, ao contrário do que diziam os tecnocratas oitocentistas, a fotografia é um objeto extremamente subjetivo, que passa uma ou mais mensagens específicas, complemento a análise com documentos escritos que permitam estabelecer com maior certeza o sentido das imagens selecionadas.

12h30
CIUHCT - Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia

André Filipe Teixeira Taborda defende a dissertação "Development of novel bacterial enzymes for medical diagnosis through directed evolution".

Henrique Martins Espada Niza defende a dissertação "African Marine Invertebrate Data Analysis and Imaging: a Dataset and Digital Platform for Research, Education and Outreach".

Júri das provas:

Teresa Sofia Ferreira Alexandre defende a dissertação "Iteractions of marine protected species with artisanal fisheries in the Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV) and adjacent classified areas (SPAs AND SACs)".

Imagem de um sinal representativo da intersecção entre a Ciência e a Política, sobre um fundo cinzento claro

O Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa (CFCUL), em colaboração com o Instituto de Ciências Sociais (ICS-UL), organiza o curso livre “Ciência e Decisão Política em Portugal”, a ter lugar na Fundação Calouste Gulbenkian.

Maria Inês Andrade Elias defende a dissertação "Avaliação da Segurança Alimentar de framboesas irradiadas por feixe de eletrões".

Speaker: Pedro Nascimento Alves (Department of Neurosciences and Mental Health, Neurology, Hospital de Santa Maria, CHULN, and Language Research Laboratory, Faculty of Medicine, Universidade de Lisboa).

João David Ferreira de Castro Albuquerque defende a dissertação "Classification methods applied to familial hypercholesterolemia diagnosis in pediatric age".

Com Fateme Banishoeib, consultora e mentora de startups e que cruza no seu percurso áreas tão distintas como as da química, comunicação, poesia e arte.

Daniel Salvador Lourenço defende a dissertação "Desenvolvimento Solução Microsoft para Instituição Financeira".

Leonor Fernanda Venceslau Azeredo Pontes defende a dissertação "Biodiversity informatics - Entomological data processing, analysis and visualization".

Júri das provas:

João Samuel Sebastião Silveira Ramos defende a dissertação "Coprocessamento de dados litogeoquímicos e pedogeoquímicos no sector da mina de Argozelo; modelação 2D e 3D e delimitação de domínios anómalos".

Júri:

Eveline Pereira Almeida defende a dissertação "Utilização de dados geofísicos para identificação de estruturas arqueológicas e manchas de empréstimo de areia em meio marinho: aquisição, processamento e interpretação de dados magnéticos e de sísmica de reflexão

Por Stephan Klaus (M. F. I. Oberwolfach).

Encontro internacional sobre a conservação da Águia-imperial e outras grandes águias e abutres, visando a divulgação dos resultados obtidos no âmbito do LIFE Imperial e a troca de conhecimentos e de experiências internacionais, relativas às diversas espécies, e que pe

Por Michael I. Goldstein, PhD (Mike) - US Forest Service, Juneau, Alaska.
Videoconferência

Fotografia de mamífero marinho

A iniciativa pretende juntar num mesmo local a comunidade científica e empresarial que trabalha, trabalhou e pretende trabalhar em mamíferos marinhos em Portugal.

Joana Guedes de Jesus defende a dissertação "Study of Bacteria involved in Acacia longifolia nodulation:influence of fire on symbiosis establishment".

Luis Henrique Cotrim Frois defende a dissertação "The Madeira tip-jet and variability of extratropical water vapor pumping in the Atlantic basin".

Membros do Júri:

Marco Alexandre Morgado Frade Ferreira defende a dissertação "European catfish (Silurus glanis) movements and diet ecology in a newly established population in the Tagus drainage".

Júri das provas:

Sílvia Alexandra dos Santos Cardoso defende a dissertação "Métodos fotométricos em cuvete para determinação de azoto e fósforo total nos efluentes da Caima - Validação e Controlo de Qualidade".

Membros do Júri:

Logótipo EIT Health, sobre um fundo branco

On November 15 2019, Prof.

Título, data e hora do evento, sobre um fundo branco

O exercício nacional de preparação para o risco sísmico A TERRA TREME realiza-se na próxima sexta-feira, dia 15 de novembro às 11h15.

Imagem ilustrativa do evento, acompanhada de várias informações (título, dia, hora, local e entidades participantes)

Oito investigadores conversam no CCB sobre como se projeta no futuro a caminhada lunar iniciada há 50 anos.

Carlos Eduardo Rodrigues Ferreira Mendes defende a dissertação "Transformação de Core Bancário".

Páginas