Catástrofes Naturais

Riscos Naturais

Informação sobre riscos naturais - página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC)

Informação sobre segurança em casa, na empresa e na comunidade - página da Câmara Municipal de Lisboa (CML)

Página do Centro Europeu de Riscos Urbanos (CERU)

 

Lisboa Cidade + Resiliente + Segura


(clique sobre a imagem para aceder à página dedicada à cidade de Lisboa)

 

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) assinalou em 2015 os 260 anos do terramoto que devastou a cidade com várias atividades, integradas no programa denominado “Lisboa Cidade + Resiliente + Segura – 260 Anos do Terramoto de 1755”.

A iniciativa integrou ainda o programa “100 Resilient Cities”, promovido pela Fundação Rockefeller, e que se dedica a ajudar as cidades a melhorarem a resposta a catástrofes naturais, às alterações climáticas ou a desafios sociais. A capital portuguesa foi uma das 35 cidades escolhidas em dezembro de 2014 para integrarem o grupo das 100 Cidades Resilientes que serão apoiadas pela Fundação Rockefeller. A rede, além de Lisboa, já inclui cidades como Barcelona, Londres, Paris; Milão, Boston, Chicago, Sidney, Singapura, Los Angeles, Nova Iorque, Rio de Janeiro e Roma.

 

A Terra Treme

O exercício nacional de preparação para o risco sísmico A TERRA TREME realiza-se na próxima sexta-feira, dia 13 de outubro (Dia Internacional para a Redução de Catástrofes), pelas 10h13. Esta iniciativa é promovida pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e procura chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas. Tem a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes são convidados a participar, em qualquer local onde se encontrem, executando os 3 gestos que salvam: BAIXAR, PROTEGERAGUARDAR.

Associando-se a esta iniciativa, o Instituto Dom Luiz e o Gabinete de Segurança, Saúde e Sustentabilidade convidam a comunidade académica a experimentar a plataforma sísmica e sentir um sismo na próxima sexta-feira, dia 13 de outubro, das 10h00 às 11h00, no 1.º piso do edifício C1, átrio poente.

Conheça ou relembre os procedimentos que deve adotar antes, durante e depois de um sismo, e organize-se, à sua casa e família em 7 passos essenciais.


MEDIDAS DE AUTOPROTEÇÃO EM CASO DE SISMO E RECOMENDAÇÕES GERAIS DO
Serviço Municipal de Proteção Civil de Lisboa

(folheto informativo disponível aqui)

  • Coloque os objetos pesados, de vidro ou de grande volume nas prateleiras mais baixas ou no chão;
  • Os locais mais seguros para se proteger durante um sismo são: vãos de portas; cantos das salas; debaixo de mesas, camas ou outras superfícies resistentes;
  • Os locais mais perigosos durante um sismo são: elevadores; junto a janelas, espelhos e chaminés; no meio das salas; saídas;
  • Nos laboratórios onde existam janelas com abertura para o exterior, o acesso a pelo menos uma delas deve ser mantido desobstruído e facilitado para poder ser utilizada por meios externos de socorro em caso de necessidade;
  • Não colocar objetos a obstruir ou dificultar o acesso a vias de evacuação, saídas de emergência.

 

Páginas do evento no portal de Ciências:  2017201620152014.

 

Artigos de Opinião Ciências

Como vibra o solo durante um sismo?

Lisboa Cidade + Resiliente + Segura