Opinião

Lisboa Cidade + Resiliente + Segura

260 anos do Terramoto de 1755

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) assinala em 2015 os 260 anos do Terramoto de 1755, organizando um conjunto de atividades integradas no programa “Lisboa Cidade + Resiliente + Segura”.

Os principais objetivos passam por sensibilizar para os riscos dos fenómenos sísmicos e mostrar aos cidadãos como agir antes, durante, e depois de situações de emergência causadas por sismos e outros desastres naturais. Ao longo de 2015, a CML vai organizar um conjunto de atividades alusivas à memória do Terramoto de 1755, desde simulacros, formação de equipas de segurança e de voluntários da proteção civil, conferências, palestras, workshops, exposições e percursos a zonas emblemáticas com referência ao terramoto.

Na apresentação do programa, que decorreu nos Paços do Concelho no dia 26 de janeiro, esteve presente também o presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Jorge Miranda, professor catedrático do DEGGE. Numa alusão à importância da preparação, quer a nível das infraestruturas, quer a nível da interiorização de procedimentos e comportamentos adequados em casos de emergência, focou a necessidade de "preparar infraestruturas para que haja informação a tempo e para que as pessoas consigam decidir ao último minuto".

logotipo
Resiliência numa cidade = Capacidade de resistir aos efeitos de uma catástrofe através do planeamento e da prevenção, propiciando bem-estar e segurança aos cidadãos
Fonte Cedida por DPC - CML

A iniciativa insere-se também no programa “100 Resilient Cities”, promovido pela Fundação Rockefeller, e que se dedica a ajudar as cidades a melhorarem a resposta a catástrofes naturais, às alterações climáticas ou a desafios sociais. A capital portuguesa foi uma das 35 cidades escolhidas em dezembro de 2014 para integrarem o grupo das “100 Cidades Resilientes”, que serão apoiadas pela Fundação Rockefeller. Segundo a fundação, os membros da rede – que estarão interligados com vista à troca de experiências e soluções – receberão apoio logístico, financeiro e técnico. No caso de Lisboa, os desafios centram-se nas temáticas da resistência sísmica, envelhecimento da população, envelhecimento das infraestruturas e capacidade de respostas a inundações, subida do nível do mar e derrocadas. Em 2013 foram escolhidas as primeiras 32 cidades. Em 2014 concorreram mais de 300 câmaras municipais, tendo sido escolhidas apenas 35, entre as quais a de Lisboa. Em 2015 serão conhecidas as restantes 33, que completam o grupo das “100 Resilient Cities”. A rede, além de Lisboa, já inclui cidades como Barcelona, Londres, Paris, Milão, Boston, Chicago, Sidney, Singapura, Los Angeles, Nova Iorque, Rio de Janeiro e Roma.

Ciências associa-se ao programa “Lisboa Cidade + Resiliente + Segura – 260 Anos do Terramoto de 1755”, apoiando várias atividades de formação e sensibilização do Departamento de Proteção Civil da CML. Os investigadores do grupo de Sismicidade, Vulcanismo e Processos Litosféricos do Instituto Dom Luiz marcaram presença no dia 14 de janeiro no 24.º aniversário do Tinoni. A casa do Tinoni , localizada nos serviços de proteção civil da capital, integra o projeto municipal Crescer (na) Segurança, criado em 1992 e tem como população-alvo crianças dos cinco aos dez anos. Neste espaço, cada criança aprende a identificar os riscos que corre no seu dia-a-dia e as regras mais ajustadas a cada situação.

O mesmo grupo de investigadores esteve também presente no dia 26 de janeiro na sessão de esclarecimento “Quando o chão nos falha” no Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva, onde se realizaram atividades de simulação de tremores de terra e tsunamis e o impacto dos abalos sísmicos em diferentes tipos de edifícios, e onde se debateu a sismicidade que afeta a cidade de Lisboa, a vulnerabilidade dos solos e dos diferentes tipos de construção, as medidas preventivas e os planos de intervenção em caso de sismo.

O Centro Europeu de Riscos Urbanos, que também integra docentes e investigadores de Ciências, está envolvido na sensibilização e divulgação do risco sísmico e de tsunamis. Com a colaboração da CML, apoia e participa estas atividades através do projeto INsPIREd, financiado pelo Conselho da Europa.

Laboratório da Faculdade
Visita ao C2
Fonte Cedida por DPC - CML

Importa reforçar que a melhoria das condições de segurança depende da melhoria dos comportamentos e atitudes de cada indivíduo, mas também da cultura institucional e das intervenções práticas que contribuem para a melhoria das respostas institucionais. Com base neste princípio, Ciências solicitou a ajuda do Departamento de Proteção Civil (DPC) da CML para dar início a um plano de intervenção para a redução do risco sísmico nos seus edifícios. Numa primeira fase, que decorrerá até setembro de 2015, os laboratórios de Ciências irão receber a visita de uma equipa do DPC-CML para diagnóstico e elaboração de recomendações e propostas de melhoria. A Assessoria para a Segurança do Trabalho e a Unidade de Infraestruturas e Apoio Técnico acompanharão essas visitas e a implementação das medidas recomendadas. A primeira destas visitas realizou-se no dia 5 de fevereiro nos laboratórios do edifício C2. A Faculdade conta ainda com a presença do DPC-CML nos simulacros e exercícios de evacuação dos edifícios a realizar durante o ano de 2015 e em ações de sensibilização que decorrerão no mês de setembro em Ciências.

Ao evocar o Terramoto de 1755, pretende-se ir construindo uma cultura de prevenção nos caminhos de Lisboa e, com isso, aumentar a resiliência e a segurança da capital face aos riscos de catástrofes. Ao passar pelo Campo Grande, o mote é o mesmo: “Ciências Faculdade + Resiliente + Segura”.

Júlia Alves, técnica superior da Assessoria para a Segurança do Trabalho da Faculdade de Ciências da ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Estão abertas inscrições para as seguintes acções de formação:

Conferência no GeoFCUL: Induced passive margin reactivation in the Gulf of Cadiz

Conferência no dia 9 de Setembro

Regina Bispo, professora do Departamento de Estatística e Investigação Operacional (DEIO) da FCUL integrou a equipa vencedora, composta também por Elisa Duarte e cuja coordenação esteve a cargo de Bruno Cecílio de Sousa e Dulce Gomes, ambos ex-alunos daquele Departamento.

A Exigo pretende recrutar candidatos com Licenciatura ou grau académico superior nas áreas de matemática ou informática, com experiência prévia em consultoria e/ou na indústria.

Imagem de uma criança

– Mas do que é que tu gostas, Ana Isabel!? Tirando o bife, o frango e as batatas fritas, de que é que tu gostas, rapariga? Não comes feijão porque enfarta e com o grão é a mesma desculpa.

O primeiro grupo do exame de Química deste ano incluiu um excerto do livro “Química 12.º ano”, editado em 2001 e da autoria de Alda Pereira e de Maria Filomena Camões.

3 de junho de 1949 - 15 de agosto de 2013

É com uma profunda tristeza e eterna gratidão que comunicamos a morte da bióloga Alexandra Escudeiro, associada da Liga dos Amigos do Jardim Botânico.

Rui Malhó

As palestras e as comunicações em forma de póster foram de elevadíssima qualidade (77), facto que foi atestado pelos 230 participantes que louvaram ainda a organização do evento.

A Plataforma Moodle encontra-se em manutenção nos dias 7 e 8 de agosto.

Pedimos desculpa pelo incómodo.

Agradecemos a sua compreensão.

 

Unidade de Informática

 

De entre as matérias que ensino, esta tem sido inspiradora, transformando discretos alunos em cientistas empenhados: “Professora, consegui a bolsa para as microalgas tóxicas, vou seguir o meu sonho…”. Este artigo foi publicado no jornal "Público" no passado dia 2 de agosto.

Estão abertos concursos da FCT para

 

Concurso para atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento, Doutoramento em Empresas e Pós-Doutoramento

A 3ª fase de candidaturas online decorre de 1 de Agosto até 28 de Agosto.

As Nações Unidas procuram candidatos qualificados que desejem ter uma carreira profissional como funcionários internacionais.

Programa jovens profissionais 2013

Paulo Semblano,antigFCUL

A literacia estatística é fundamental para o exercício de cargos públicos ou de gestão e é indispensável nas nossas vidas, na vida das nossas empresas e para o exercício da cidadania.

FCUL Raly Pro

Everybody in this country should learn how to program a computer… Because it teaches you how to think”, citação de Steve Jobs, fundador da Apple, mencionada na sessão de abertura do evento FCUL Rally Pro.

A empresa Grupo Actuarial encontra-se a oferecer estágios remunerados a estatísticos, matemáticos e engenheiros informáticos .

A qualidade da formação será tão mais diferenciada quanto mais os seus graduados forem capazes de integrar habilmente as diversas competências que assimilaram no seu percurso académico.

Fernando Pessoa em destaque nas Redes Sociais

“[Pretendemos] identificar quais os versos e frases de Fernando Pessoa que mais inspiram os seus leitores de todo o mundo e, ao mesmo tempo, conduzir todos aqueles que usam as palavras de Pessoa aos seus textos originais”, explica Francisco Couto, professor do DI-FCUL e coordenador do projeto.

foto de Microsonda

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) conta com 3 infraestruturas de investigação registadas na base de dados do projecto MERIL - Mapping of the European Research Infrastructures Landscape.

Dupla Titulação em Geologia - Ano lectivo 2013-2014

Convénio de Cooperação Académica entre o Instituto de Geociências da USP e o GeoFCUL

FCUL promove sessão de informação sobre oportunidades de financiamento no âmbito dos Desafios Societais 2 e 5.

“O principal objetivo é precisamente mostrar o que o EMBL tem para oferecer aos investigadores portugueses (e aos da FCUL, muito em particular) e também demonstrar o que pode ser feito em cooperação com o [laboratório].”, declara Margarida Amaral, docente da FCUL e membro do conselho de organização do evento.

Estão abertas as candidaturas à edição de 2013 do Prémio Academia Lx, destinado a trabalhos de investigação e estudos sobre temas com relevância prática para a cidade de Lisboa.  

Aceitam-se candidaturas de docentes para inclusão numa  Bolsa de Recrutamento, para a Área de Finanças e Economia - Secção Autónoma de Estatística, d

Pages