Alisu: A Algoteca da Universidade de Lisboa

Emiliania huxleyi
Ana Amorim

A Algoteca é uma infraestrutura científica que alberga uma coleção de microalgas em cultura: espécies de fitoplâncton marinho, algumas espécies de água doce e estuarinas que colonizam as zonas entre marés (microfitobentos).

O acrónimo Alisu – coleção de Algas da Universidade de Lisboa (UL) - reflete a sua ligação à coleção botânica da Universidade, internacionalmente referenciada como LISU, onde se inclui o herbário e banco de sementes, sediados no Museu Nacional de História Natural e da Ciência. Pela sua especificidade e requisitos de manutenção, esta coleção foi iniciada e mantida na Faculdade de Ciências da UL pelo grupo de botânica marinha do Centro de Oceanografia (CO) e localiza-se atualmente no C2, piso cinco.

Iniciada há 16 anos, a Algoteca é uma coleção única, por incluir maioritariamente espécies de algas marinhas e estuarinas da costa portuguesa, sendo por isso um verdadeiro repositório de património genético nacional.

“As espécies foram todas recolhidas por nós, representa a diversidade presente nas nossas costas e é fruto do esforço de uma equipa dedicada”, explica a responsável pela Algoteca, Ana Amorim, professora auxiliar do Departamento de Biologia Vegetal e investigadora do CO-FCUL.
Algoteca UL
Fonte: Ana Amorim
Legenda: Cultura de algas em crescimento

A coleção centra-se em espécies que podem afetar negativamente o ecossistema marinho, a exploração de recursos e o próprio Homem (HABs, sigla internacionalmente usada para referir harmful algae), ou de particular relevância ecológica. Uma das espécies, o coccolitóforo Emiliania huxleyi, responsável por um dos blooms algais mais conhecidos em todo o mundo, “é atualmente um dos modelos mais usados para melhor se compreender o funcionamento e papel regulador do oceano no ciclo do carbono”, afirma a investigadora. A compreensão deste mecanismo regulador só tem sido possível estudando a espécie em cultura.

Muitas espécies são mantidas em cultura pelo seu interesse didático e científico. Outras, encontram-se ainda em fase de estudo. A coleção estará inscrita no nó português do Global Biodiversity Information Facility (GBIF) onde se encontra registada a biodiversidade nacional.

Sem financiamento próprio, dependente de projetos de investigação nacionais e europeus, esta infraestrutura científica é um reduto de valor para a UL. Permite e potencia o desenvolvimento de parcerias transversais intra e inter universidades, nacionais e estrangeiras, disponibiliza material didático de qualidade e oferece condições para manutenção de estirpes pertencentes a outras instituições.

Maria Amélia Martins-Loução, Departamento de Biologia Vegetal da FCUL
Pormenor da capa do livro

O livro está à venda pelo valor de €18,40, no Atendimento Geral, sito no edifício C5, piso 3.

Anfiteatro

"As Jornadas tiveram um balanço bastante positivo (...) elucidaram e esclareceram algumas dúvidas importantes para os estudantes (...) ", conclui a Comissão de Curso de Engenharia Geográfica.

Museu do Quartzo é inaugurado e recebe o nome de Galopim de Carvalho, professor jubilado do Departamento de Geologia.

Céu com nuvens escuras

As candidaturas à oficina de formação terminam a 21 de maio. As sessões realizam-se às terças e quintas-feiras, entre as 17h30 e as 20h30.

A exposição “O Cálculo de ontem e de hoje”, elaborada pelo Departamento de Matemática em colabora&

Lâmpada

Estudantes de Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL promovem reunião especializada. O Ne2b2 existe desde outubro de 2008.

Luzes

Pela primeira vez a Reitoria da UL abre as suas portas aos estudantes da cidade, organizando um evento noturno para alunos dos ensinos universitário e secundário.

A exposição está a partir de 26 de Abril no Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

As provas de doutoramento em Biologia, especialidade de Microbiologia, da Mestre Egídia Maria Valente de Azevedo realizam-se no próximo dia 26 de Abril, pelas 10h:30 na Sala de Actos da

O grande momento do dia é a sessão solene, que inclui este ano o lançamento do segundo volume dos Professores Cientistas e a inauguração do Quadro de Honra.

Sobre Namoros e Casamentos

Jorge Buescu

Quinta-feira, dia 12 de Abril de 2012, às 18h30, na sala 6.1.36

Vela

Ricardo Leandro é o vencedor da Competição Europeia. O estudante da FCUL apresentou a melhor ideia: um coletor solar térmico de baixo custo, acoplável a um módulo fotovoltaico.

A palestra "O Princípio do Tempo" proferida por Pedro Gil Ferreira é uma das iniciativas do “VII Encontro Ibérico de Cosmologia”, que decorre em abril nas instalações da FCUL.

Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

Pages