Permalab

Logótipo do projeto

ODS 2, 4, 11 e 12

Em outubro de 2009, por iniciativa de um grupo de alunos de Ciências, foi criado o projeto Horta FCUL, que viria mais tarde, em colaboração com o Centro de Investigação cE3c, a dar início ao Laboratório Vivo de Permacultura. O Permalab concentra a sua atividade num espaço do campus cedido para testar soluções inovadoras propostas pela permacultura, onde múltiplas partes interessadas colaboram no desenvolvimento de projetos, pensados e concebidos de forma sistémica, com aplicação em contexto real, com identidade local e tendo por base princípios ecológicos.

O PermaLab é assim um ecossistema aberto à inovação, centrado nos seus utilizadores, integrando processos de investigação e inovação propostos pela permacultura num ambiente de investigação-ação transdisciplinar e transformador com parcerias público-privada-pessoais. Sendo a permacultura um sistema de planeamento baseado na ciência que mimetiza padrões e relações ecológicas, o PermaLab pretende avaliar e criar evidências científicas de soluções baseadas na natureza, contribuindo para a regeneração do campus universitário e mobilizando a comunidade de Ciências.

Permalab

  • Permacultura Urbana e HortaFCUL - Neste vídeo o David Avelar fala sobre o que é a Permacultura em geral e o projeto de permacultura urbana HortaFCUL em particular.
  • Permaculture Living Lab - Neste vídeo o Florian Ulm fala sobre o que é o Permaculture Living Lab (Permalab), como foi desenhado para ser um espaço de investigação e aprendizagem.

Zonas do Permalab

O Permalab está pensado e planeado na perspetiva de diferentes zonas, cada uma com finalidades e intensidades de utilização específicas, e de diferentes ciclos de matéria e energia.

Design do zonamento do PermaLab

Ciclos do Permalab

Outra forma de olhar o PermaLab é através dos seus vários ciclos. Os ciclos têm várias escalas temporais e geográficas e estão interligados.

Ilustração dos ciclos de uma horta

Ilustração dos ciclos de uma horta da exposição "Hortas de Lisboa, da Idade Média ao Século XXI”, EGEAC

Ciclo Água - A água da atmosfera chega ao PermaLab através da chuva ou nevoeiro, ou por infiltração no solo, facilitada por charcas, valas ou árvores. No solo, fica armazenada nos espaços livres entre as partículas de solo e da matéria orgânica, e é distribuída pelas raízes das plantas e micorrizas. Quando há falta de água, a horta é regada com a água entretanto armazenada em contentores ou com água canalizada, neste caso, através de rega gota-a-gota.

Ciclo da Vida - Depois das sementes germinarem no viveiro, as pequenas plantas passam para as hortas do PermaLab. Já crescidas, produzirão novas sementes que serão colhidas e conservadas no banco de sementes. Estas podem ser utilizadas na estação seguinte e partilhadas com a comunidade. Os animais selvagens ajudam a dispersar sementes, os insectos polinizam as flores e regulam as pragas, tal como os morcegos e aves.

Ciclo Nutrientes - Os resíduos orgânicos não cozinhados são muito ricos em macro e micronutrientes e por isso são canalizados para os vermicompostores do PermaLab onde microrganismos e minhocas os decompõem e transformam em composto. Este vai nutrir a horta onde se produzem alimentos. Os animais também podem trazer nutrientes para a horta. As micorrizas instaladas no solo pouco perturbado distribuem os nutrientes de locais onde abundam com composto ou com troncos em decomposição para as raízes das plantas.

Ciclo Orgânico - O campus abunda em resíduos orgânicos de jardins ou alimentares que são recolhidos e decompostos no compostor e vermicompostores. Mais tarde são usados para nutrir as hortas e jardins do campus e produzir mais matéria orgânica. Este ciclo interliga-se com os outros, pois a matéria orgânica resulta da absorção de dióxido de carbono da atmosfera e ajuda a armazenar água e nutrientes.

Ciclo do Conhecimento - Através dos livros, da internet, da comunidade que se envolve, de formações facilitadas e de experiências científicas realizadas no PermaLab, partilha-se e expande-se o conhecimento e tenta-se aplicá-lo para tornar o PermaLab mais diverso, produtivo e resiliente. Por sua vez, registando as nossas observações, gera-se novo conhecimento e promove-se a melhoria contínua do espaço e de outros espaços e projetos da rede colaborativa. O PermaLab pretende ser um local e exemplo da importância da troca de saberes entre a comunidade.

 

O potencial de demonstração e inovação desta iniciativa, e o acompanhamento técnico-científico da mesma, é divulgado cientificamente, como no caso da publicação de um estudo liderado por um aluno de doutoramento de Ciências, que teve por objetivo cultivar uma variedade híbrida comercial e uma variedade de polinização aberta de milho, exclusivamente com base no composto de lixo municipal e de resíduos verdes como fontes de nutrientes e, subsequentemente, medir o rendimento e a nutrição mineral como contributo para uma agricultura urbana sustentável.

 

Links do Permalab:

https://hortafcul.wixsite.com/home/publicacoes

https://www.facebook.com/hortafcul

 

Coordenadores: David Avelar e Florian Ulm

 

Para mais informações, contactar sustentabilidade@ciencias.ulisboa.pt.