Novos dados sobre a formação do sistema solar

Última Revisão —
Pormenor da Lua

Pormenor da Lua obtida pela câmera LROC que orbita a Lua na sonda Lunar Reconnaissance Orbiter da NASA

NASA/GSFC/Arizona State University

Vera Assis Fernandes colabora com o grupo de Copenhaga há mais de 10 anos, inclusive, um dos coautores foi seu colega universitário nos Estados Unidos da América. Vera Assis Fernandes espera que se encontrem novos meteoritos interessantes, com mais informação sobre outros corpos planetários, para continuar a história contada no presente artigo.

Martin Schilller e Martin Bizzarro, investigadores da Universidade de Copenhaga, na Dinamarca e Vera Assis Fernandes, investigadora do Museu de História Natural de Berlim, na Alemanha e colaboradora do Instituto Dom Luiz, desafiam a teoria dominante sobre a formação dos corpos planetários do sistema solar e a própria origem do sistema Terra - Lua.

No artigo “Isotopic evolution of the protoplanetary disk and the building blocks of Earth and the Moon”, publicado recentemente na Nature, os autores contestam os modelos existentes que atribuem a diferente dimensão dos corpos planetários (incluindo a Terra) às diferentes taxas de crescimento/acreção dos materiais nesse disco. “Os diferentes corpos tiveram taxas de crescimento semelhantes, mas pararam de crescer em alturas diferentes”, dizem sugerindo que a proto terra se formou mais cedo do que indicado por estudos anteriores.

A nova teoria surge após os cientistas  demonstrarem que a composição isotópica de Ca (48Ca/44Ca) dos corpos planetários entre o Sol e a cintura de asteroides localizada entre Marte e Júpiter (o interior do sistema solar) se correlaciona com a sua massa.

Os autores revelam também a semelhança das assinaturas isotópicas de cálcio entre a Terra e a Lua e a sua clara diferença relativamente a Marte, contestando a teoria segundo a qual a Lua se formou na sequência de um impacto na Terra de um corpo com a massa e a composição isotópica semelhante à de Marte.

Os planetas são formados a partir da acreção de gases e materiais sólidos do disco protoplanetário, disco que rodeia as estrelas recém formadas.

Scripta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Calcium signals in planetary embryos

 

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências com IDL
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Páginas