Novos dados sobre a formação do sistema solar

Última Revisão —

Pormenor da Lua obtida pela câmera LROC que orbita a Lua na sonda Lunar Reconnaissance Orbiter da NASA

NASA/GSFC/Arizona State University

Vera Assis Fernandes colabora com o grupo de Copenhaga há mais de 10 anos, inclusive, um dos coautores foi seu colega universitário nos Estados Unidos da América. Vera Assis Fernandes espera que se encontrem novos meteoritos interessantes, com mais informação sobre outros corpos planetários, para continuar a história contada no presente artigo.

Martin Schilller e Martin Bizzarro, investigadores da Universidade de Copenhaga, na Dinamarca e Vera Assis Fernandes, investigadora do Museu de História Natural de Berlim, na Alemanha e colaboradora do Instituto Dom Luiz, desafiam a teoria dominante sobre a formação dos corpos planetários do sistema solar e a própria origem do sistema Terra - Lua.

No artigo “Isotopic evolution of the protoplanetary disk and the building blocks of Earth and the Moon”, publicado recentemente na Nature, os autores contestam os modelos existentes que atribuem a diferente dimensão dos corpos planetários (incluindo a Terra) às diferentes taxas de crescimento/acreção dos materiais nesse disco. “Os diferentes corpos tiveram taxas de crescimento semelhantes, mas pararam de crescer em alturas diferentes”, dizem sugerindo que a proto terra se formou mais cedo do que indicado por estudos anteriores.

A nova teoria surge após os cientistas  demonstrarem que a composição isotópica de Ca (48Ca/44Ca) dos corpos planetários entre o Sol e a cintura de asteroides localizada entre Marte e Júpiter (o interior do sistema solar) se correlaciona com a sua massa.

Os autores revelam também a semelhança das assinaturas isotópicas de cálcio entre a Terra e a Lua e a sua clara diferença relativamente a Marte, contestando a teoria segundo a qual a Lua se formou na sequência de um impacto na Terra de um corpo com a massa e a composição isotópica semelhante à de Marte.

Os planetas são formados a partir da acreção de gases e materiais sólidos do disco protoplanetário, disco que rodeia as estrelas recém formadas.

Scripta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Calcium signals in planetary embryos

 

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências com IDL
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt