Dia Internacional do Microrganismo

O primeiro Dia Internacional do Microrganismo foi celebrado no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa

cE3c - Marta Daniela Santos

"O estudo dos microrganismos é essencial para a compreensão dos mecanismos fundamentais da vida e sua evolução, bem como para a explicação do aparecimento e manutenção da vida no planeta Terra. Os microrganismos, pela sua simplicidade morfológica e complexidade/plasticidade fisiológica, são verdadeiros suportes de vida na Terra. O seu conhecimento científico contribui ainda para novos desenvolvimentos e aplicações na indústria biotecnológica, na reabilitação ambiental, na produção de energia e nos sectores da saúde e alimentação, humana e animal. Como verdadeiras fábricas celulares que são, podem constituir verdadeiras ferramentas para a resolução dos problemas mais prementes da sociedade em direção a uma Bioeconomia, considerada prioritária para a Europa. Esta atividade económica assenta no uso de recursos renováveis para a produção dos produtos do nosso dia-a-dia (alimentos, compostos químicos, materiais, energia), através da Biotecnologia. É, por essência, uma economia circular pois, idealmente, todos os elementos usados na criação de um produto são reutilizados ou reciclados. Permite ainda reduzir o consumo de combustíveis fósseis.”

Cristina Cruz, Rogério Tenreiro e Maria Amélia Martins-Loução

O primeiro Dia Internacional do Microrganismo foi celebrado a 17 de setembro, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, numa iniciativa conjunta da Sociedade Portuguesa de Microbiologia, Ordem dos Biólogos, Ciência Viva e Comissão Nacional da UNESCO.

Segundo notícia publicada no site do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (cE3c), a proposta de criação desta efeméride surgiu de Cristina Cruz e de Maria Amélia-Martins-Loução, docentes do Departamento de Biologia Vegetal (DBV) de Ciências e investigadoras do cE3c.

O dia escolhido corresponde à data - 17 de setembro de 1683 -  em que o holandês Anton van Leeuwenhoek enviou uma carta à Royal Society of London com a primeira observação de bactérias vivas presentes na placa dentária, ilustradas com desenhos, 

Para Maria Amélia Martins-Loução, Cristina Cruz e Rogério Tenreiro, docente do DBV e investigador do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI)  "é útil mostrar que a base da vida são estes microrganismos, que estabelecem interações complexas com diferentes organismos vivos, desde plantas a animais, Homem incluído, contribuindo para a sustentabilidade da vida na Terra".

Apenas 1% dos microrganismos são maus e patogénicos.

 

ACI Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas