Entrevista com… Raquel Conceição

Fique a par dos pormenores da investigação premiada pela ANACOM URSI Portugal 2013 na entrevista a seguir apresentada. Complete a leitura consultando o perfil da cientista Raquel Conceição.

De que trata o trabalho distinguido pelo prémio o prémio ANACOM – URSI Portugal 2013?

Raquel Conceição (RC) - No meu trabalho proponho uma utilização multimodal de duas técnicas de diagnóstico médico que se complementam: a Mamografia por Emissão de Positrões (PEM) – uma técnica de imagem de medicina nuclear -, e a imagem por radar de banda ultralarga na frequência de micro-ondas – uma técnica nova, ainda com poucos ensaios clínicos, que usa radiação não ionizantes. Enquanto a PEM dá resultados bastante fidedignos relativamente à deteção e localização de um tumor na mama, não é possível obter informação sobre a natureza desse tumor (benigno ou maligno). Alguns estudos anteriores indicaram que a imagem por micro-ondas poderá permitir a classificação de tumores na mama em termos do seu tamanho e forma, podendo-se indicar com algum grau de certeza qual a natureza do tumor. Neste trabalho faz-se um estudo em termos de simulação numérica e experimental num cenário simples em que é simulada uma mama com um tumor, [sendo] depois feita a classificação de tumores.

Que técnicas e métodos de trabalho foram utilizados?

RC - Para as simulações do PEM foi utilizada uma plataforma de simulação Monte Carlo. Para as simulações de imagem por micro-ondas foi utilizado um programa de simulação eletromagnética.

A simulação experimental foi feita com um protótipo pré-clínico. Nestas simulações, foram criados fantomas da mama com glicerina e fantomas de tumores feitos com uma proporção de pó TX151 e água (que de aspeto parece plasticina).

Quem está, para além da Raquel, envolvido nele? Há professores das FCUL a prestar-lhe apoio? Há outros centros/empresas/institutos ligados a ele?

RC - O trabalho apresentado foi fruto de cerca de 18 meses de trabalho e houve suporte de vários professores da FCUL em diversas fases deste período, a destacar os professores Pedro Almeida e Nuno Matela.
Porém, os resultados obtidos em concreto neste trabalho foram resultado de uma colaboração mais próxima com investigadores do IBEB-FCUL, o Ricardo Capote e a Bárbara Oliveira, o meu colega de trabalho, Martin O’Halloran, da National University of Ireland – Galway (onde a Bárbara entretanto começou o doutoramento dela), e três colaboradores da University of Manitoba, em Winnipeg, Canadá, Daniel Flores-Tapia, Diego Rodriguez-Herrera e o professor Stephen Pistorius.
 


Protótipo de radar micro-ondas mamário da Universidade de Manitoba, no Canadá
Fonte Raquel Conceição

Que papel e importância assumem neste trabalho?

RC - O Ricardo e a Bárbara ajudaram-me bastante nas simulações do PEM, o Martin ajudou-me essencialmente com a reconstrução de imagem UWB, e o Daniel, Diego e Stephen acolheram-nos (a mim e ao Martin) no laboratório deles no Canadá, há pouco mais de um ano, por forma a ficarmos a conhecer o protótipo desenvolvido por eles e onde fizemos as primeiras medições com modelos físicos para modelar formas de tumores benignos e malignos.

Que importância tem este prémio para si e para o Instituto onde está inserida?

RC - É o primeiro prémio que recebi e que distingue o meu trabalho científico realizado durante o pós-doutoramento – logo é de extrema importância pessoal. Em concreto, a URSI é uma entidade muito importante na minha área de investigação, logo a importância deste trabalho a nível profissional é também [relevante].

Que importância considera que este estudo tem para a área científica da Biofísica e da Engenharia Biomédica?

RC - A área da Biofísica e da Engenharia Biomédica é bastante vasta. Considero o meu trabalho de grande importância no contexto de diagnóstico precoce e de rastreio do cancro da mama. Em termos gerais, são necessárias alternativas viáveis e de baixo custo às mamografias (raio X) e ultrassonografias, pois é necessário melhorar a sensibilidade e especificidade dos exames médicos feitos à mama. É importante detetar esta patologia o mais cedo possível para que as terapêuticas a indicar sejam as mais adequadas e eficazes a cada paciente. Em termos mais específicos, considero muito importante um diagnóstico o mais completo possível da deteção de um tumor da mama – ou seja, uma avaliação sobre se o tumor tem mais probabilidade de ser benigno ou maligno, e portanto evitar exames adicionais que inevitavelmente irão incorrer em custos adicionais para a paciente e para o Serviço Nacional de Saúde.
 


 Subconjunto de modelos de tumor, malignos (em cima) e benignos (em baixo), utilizados neste estudo
Fonte Raquel Conceição

O que valoriza e distingue este estudo?

RC - É importante investigar e investir em técnicas de diagnóstico médico que sejam portáteis (ou de pequena dimensão) e que não impliquem que os pacientes recebam radiação ionizante durante um exame médico.

A investigação terá outras aplicações futuras?

RC - Certamente, a classificação de tumores da mama poderá ser conjugada com outros tipos de diagnóstico médico. Ou o mesmo tipo de algoritmos pode ser adaptado para diagnosticar outro tipo de doenças ou condições médicas.

Já tem outros projetos profissionais futuros definidos?

RC - O meu contrato como investigadora termina em dezembro de 2014 e o de professora em Agosto do mesmo ano. Tenho um projeto europeu - uma Ação COST para a qual fui [recentemente] nomeada chair– que visa criar uma rede de investigadores europeia que colaborará para desenvolver aplicações médicas na frequência de micro-ondas, assim como para agilizar processos de ensaios clínicos e de comercialização de novos equipamentos médicos. Este projeto europeu irá estender-se até novembro de 2017, portanto terei que durante o próximo ano procurar alternativas em termos de financiamento/instituição para poder continuar as minhas atividades como investigadora a partir de 2015.

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

Concurso Externo - Estágios Profissionais Remunerados de Recém-Licenciados para Técnico Administrativo
REQUISITOS

Rita Zilhão

A participação interessada e com sucesso dos alunos, é um incentivo para a mobilidade académica de estudantes entre as duas universidades.

É já no próximo sábado mais uma Feira no Botânico. Não perca!

 

Para mais informações:

A principal missão do Departamento de Matemática é a da promoção do ensino e da investigação da Matemática, contribuindo para a criação e transmissão do conhecimento nesta área, bem como

Capa da Agenda FCUL 2012/2013

- Qual é coisa, qual é ela? É retangular e a cor varia normalmente todos os anos. Tem argolas e mais de 200 páginas. Pode-se usar todos os dias ou só em determinadas ocasiões. Sim, é fácil adivinhar! É a Agenda FCUL 2013/2014 e já “anda de mão em mão”…

Fórum Bolsas UL/FAD

“Numa época de crise e com falta de emprego, a solução por vezes é mais simples do que emigrar: criar o próprio emprego e gerar emprego. Este projeto "lançou-me" não só a nível académico (…) como profissional, estando neste momento a desenvolver uma empresa”, informou o antigo aluno do mestrado integrado em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, Ricardo Santos.

 Mestrados do DEIO 2013-14

“Com um simples azulejo” é uma iniciativa do Departamento de Matemática da FCUL dirigida a alunos do 1ºciclo e 2ºciclo do Ensino Básico e destinada a explorar transformações geométricas no plano.

A experiência profissional da cientista iniciou-se na casa que a formou, a FCUL, em 1999, enquanto doutoranda. Nessa altura, exercia funções de investigadora e supervisora de projetos de alunos de licenciatura. Atualmente, o percurso profissional, “continua dentro de casa”.

Trial do Journal of Visualized Experiments

“ (…) Pretendo fazer investigação aplicada, em particular na área da Biotecnologia Vegetal, que possa contribuir para a sociedade e para a economia do país”, refere a investigadora da FCUL que acaba de lançar um artigo na “Food Chemistry, Ana Margarida Fortes.

Isabel Fraga Alves

A Teoria dos Valores Extremos e a Inferência Estatística daí decorrente, têm vindo a invadir de forma transversal um largo espectro de áreas aplicadas e que vão desde ciências ambientais às financeiras, numa interface din&aci

Livros e giz

Um programa alicerçado na preocupação do axiomatizar, que valoriza o “formalismo pelo formalismo”, que rejeita a possibilidade de compreensão de conceitos e procedimentos, dificulta a tarefa do professor, para além de se distanciar das orientações dos programas do Reino Unido, de Singapura e dos EUA.

No seguimento da nomeação de Carlos Nieto de Castro como delegado nacional no Domínio da Química e Ciências Moleculares, em março deste ano, esta é a primeira reunião a ter lugar no campus da FCUL, em Lisboa.

FCUL desenvolve inquérito a antigos alunos

Conhecer o percurso académico e profissional dos alunos alumni é um dos interesses de Ciências. Para isso, a Faculdade desenvolveu um inquérito que permanece ativo no portal.

Em 2012, a Universidade de Lisboa, através do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), participou pela primeira vez na Noite

A extraordinária comunhão entre a Geometria e a Arquitectura… volta a ser este o mote de mais um Diálogo na Exposição Formas & Fórmulas, patente no Museu de História Natural e da Ciência (MUHNAC).

Na manhã de 16 de Setembro a partir das 8h45 vai realizar-se a Sessão de Boas Vindas aos novos alunos do Departamento de Informática.

Técnicas Geoquímicas aplicadas à Exploração de Petróleo e a Problemas Ambientais

Cooperação FCUL/Univ. Federal do Rio de Janeiro. Convite à participação!

Curso de verão a realizar de 16 a 27 de Setembro de 2013 das 17H00 às 20H00.

Convénio de Cooperação Académica entre o Instituto de Geociências da USP e o GeoFCUL.

Na sexta-feira, a Direção-Geral do Ensino Superior do Ministério da Educação e Ciência anunciava que, este ano, concorreram à 1.ª Fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior Público 40419 estudantes, sendo que 37415 alunos foram admitidos.

Ivette Gomes

 A sessão especial proferida por Ivette Gomes ocorre no último dia do evento, a 11 de setembro e intitula-se “Penultimate Approximations: Past, Present . . . and Future?”.

Estão abertas inscrições para as seguintes acções de formação:

Conferência no GeoFCUL: Induced passive margin reactivation in the Gulf of Cadiz

Conferência no dia 9 de Setembro

Páginas