Tec Labs e a COVID-19

“Na linha da frente ao apoio ao combate”

Soluções da Maxdata, Delox, Nevaro, UpHill, Lean Health Portugal, Thereus Health e Delta Soluções

Tec Labs - Centro de Inovação Ciências ULisboa

No Tec Labs são várias as empresas, spin-off, proto-company e startups a trabalhar para encontrar soluções

Tec Labs Ciências ULisboa

O assunto do momento é inevitável e dá pelo nome COVID-19. Já é conhecido o envolvimento da Faculdade, através de vários grupos de investigação, “na linha da frente ao apoio ao combate” a esta pandemia em estreita colaboração com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e com o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, tal como foi divulgado pelo professor de Epidemiologia da Faculdade, Manuel Carmo Gomes, no seu artigo, mas este contributo não se esgota aqui, como anunciado pela Faculdade em comunicado de imprensa.

No Tec Labs – Centro de Inovação e incubadora da Ciências ULisboa são várias as empresas, spin-off, proto-company e startups a trabalhar para encontrar soluções que ajudem doentes, profissionais, unidades hospitalares e autoridades governamentais nesta “luta”, que só poderá ser vencida pelo esforço conjunto.

Investigadora a trabalhar num laboratório
As adaptações ao seu software Clinidata® têm como objetivo permitir novas parametrizações e integrações, bem como automatismos que acelerem a deteção do vírus e a identificação de pessoas com COVID-19
Fonte Tec Labs Ciências ULisboa

A Maxdata, empresa já estabelecida há vários anos em Portugal e que tem uma unidade de I&D nesta incubadora, nas últimas semanas, teve a sua equipa a trabalhar nas devidas adaptações ao seu software Clinidata®, presente nos principais hospitais públicos e privados portugueses e em laboratórios de referência nacionais e internacionais. Estas adaptações têm como objetivo permitir novas parametrizações e integrações, bem como automatismos que acelerem a deteção do vírus e a identificação de pessoas com COVID-19, e respetiva comunicação atempada à DGS. O Centro Hospitalar Universitário de São João do Porto, o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte (CHULN) ou o Hospital de Ovar são apenas algumas das mais de dez unidades hospitalares que estão a beneficiar desta solução adaptada à realidade atual.

Já a spin-off Delox, que desenvolveu uma tecnologia proprietária de biodescontaminação, está, neste momento, a desenvolver um sistema de biodescontaminação de máscaras hospitalares descartáveis e de equipamentos de proteção individual utilizados pelos profissionais de saúde. “Como se sabe, estes são equipamentos escassos um pouco por toda a Europa e em caso de carência grave durante o atual combate ao surto, a implementação deste sistema de reutilização segura pode ser crucial”, refere a Delox.

A proto-company Nevaro desenvolveu uma plataforma online gratuita de tracking remoto dirigida a todos os que queiram acompanhar a evolução temporal dos potenciais indicadores do novo coronavírus, sejam ou não portadores do mesmo ou doentes de risco. Também a startup UpHill uniu esforços com a Evidentia Médica e a Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública a fim de proporcionar a melhor evidência científica sobre a COVID-19. “Nesse sentido, a empresa disponibiliza agora soluções e informações dirigidas às necessidades imediatas do surto pandémico, tais como artigos e cursos práticos de abordagem para apoiar os profissionais de saúde nas suas tomadas de decisão, facilitar o acesso rápido e sistematizado a protocolos de atuação e à informação científica disponível, tal como testar as competências práticas na abordagem diagnóstica e terapêutica à COVID-19”, explica a UpHill.

Tubos de ensaio
A Lean Health Portugal em parceria com a Vodafone IoT irá disponibilizar esta semana 10 kits que irão permitir a monitorização dos sinais vitais de forma remota de pessoas diagnosticadas com casos menos graves da COVID-19
Fonte Tec Labs ACI Ciências

Outra destas startups a trabalhar “na linha da frente do apoio ao combate” a esta pandemia é a Lean Health Portugal, que está no terreno a ajudar o CHULN a redesenhar circuitos de doentes para aqueles que, não tendo COVID-19 mas com necessidade de continuar a receber cuidados pelo seu estado de saúde, tenham o mais eficiente acompanhamento adaptado à realidade atual. Através das suas soluções, baseadas em metodologias lean aplicadas à saúde, têm também dado apoio de back-office na análise de processos e recursos que permita a realocação de recursos humanos em tarefas aliviadas devido à suspensão de consultas e meios complementares de diagnóstico e terapêutica. “Esta crucial tarefa de realocação permite apoiar as funções em sobrecarga de trabalho, quer na parte laboratorial, quer na parte de apoio da linha da frente, permitindo revezar colegas exaustos ou doentes”, conclui a startup acrescentando ainda que em parceria com a Vodafone IoT irá disponibilizar esta semana 10 kits que irão permitir a monitorização dos sinais vitais de forma remota de pessoas diagnosticadas com casos menos graves da COVID-19, que estejam em regime de internamento domiciliário. “Serão dez internamentos com um melhor nível de cuidados assegurados e que, ao mesmo tempo, aliviarão a pressão da sobrecarga de trabalho dos profissionais de saúde”, assegura a Lean Health Portugal.

A Thereus Health, uma plataforma de literacia em saúde que neste momento está focada em doentes de Alzheimer, também publicou, na semana passada, artigos especiais dedicados à COVID-19. As informações foram baseadas em instruções da DGS e da Alzheimer Portugal e têm como objetivo diversificar as fontes de informação credíveis e fiáveis que chegam a esta população vulnerável, consciencializando-os para os cuidados e precauções que devem ter nesta altura tão atípica e inesperada que se está a viver.

Por último, a Delta Soluções, outra das empresas sediadas nesta incubadora e que se dedica ao desenvolvimento de soluções web, mobile e software, foi outra das empresas que decidiu ativamente dar o seu contributo e juntar-se a esta “luta”. Depois de decretado o estado de emergência e do encerramento de muitos estabelecimentos comerciais, a empresa meteu mãos à obra e em 48 horas construiu o #EntregaEmCasa, uma plataforma online e gratuita que permite encontrar empresas que façam entregas em casa ou serviços ao domicilio em todo país, ajudando assim todos aqueles que estão em quarentena voluntária e que querem evitar ao máximo sair de casa nesta fase ou todos aqueles que têm dificuldade em deslocar-se a grandes superfícies comerciais, como a população mais idosa.

Tec labs com ACI Ciência ULisboa

Information dissemination in unknown radio networks with large labels

Professor Shailesh Vaya,
Xerox Research Centre, India,

July 20 at 10h00 on room 6.3.38

Estudantes sentados, junto a uma mesa

O pedido de apoio à formação pós-graduada na área da Geologia do Petróleo deve ser apresentado até 15 dias úteis, após o último dia do prazo de inscrição no respetivo curso.

Já é possível solicitar a criação de Unidades Curriculares na plataforma Moodle para o ano letivo 2012/2013.

Os pedidos podem ser realizados no Portal da FCUL, após inicio de sessão.

O Centro de Informática terminou, no passado dia 12 de Julho, a migração de um equipamento central na rede da FCUL.

A excelência de sempre na construção do futuro. Escolhe um dos nossos cursos de Física, Astronomia e Astrofísica, Engenharia Física, ou Engenharia Biomédica e Biofísica. [ + ]

Alunos da FCUL no pátio do C6

O “6th SPJ-OCS” realiza-se pela primeira vez em Portugal. Os organizadores do evento acreditam que “este congresso contribui para dar uma imagem do potencial científico de Portugal” nesta área.

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Pormenor de obra artística

Os promotores do FP7 acreditam que “centenas de instituições científicas de toda a União Europeia irão apresentar propostas” e esperam captar novos participantes, nomeadamente pequenas e médias empresas, incrementando dessa forma a competitividade europeia.

Carlos Miguel Farinha, bioquímico docente do DQB e investigador do BioFIG , foi premiado em Junho com o Romain Pauwels Research Award, atribuído pela European Respiratory Society.

 

2ª fase de candidaturas:  15 a 22 de Julho.

O mestrado em Matemática para Professores é uma excelente oportunidade para consolidar,  recordar e aprender muitos temas relacionados com a matemática escolar.

No dia 12 de Julho foram feitas as apresentações de quatro trabalhos feitos no âmbito da disciplina de Projecto em Matemática para o Ensino do Mestrado em Matemática para Professores.

A Universidade de Lisboa e a Fundação Amadeu Dias estão a atribuir bolsas aos alunos de 1º Ciclo de qualquer área do saber, leccionado na Universidade de Lisboa e que já tenham concluído o 1.º ano curricular, ou alunos que frequentem&n

Em 18 anos, o Programa de Estímulo à Investigação premiou 34 jovens investigadores e 19 instituições da Universidade de Lisboa. Na última edição, dos oito premiados, três são jovens cientistas da FCUL. As candidaturas à próxima edição decorrem até 21 de setembro.

Cartaz do Seminário

No dia dia 16 de Julho, pelas 11H00, na sala 6.4.30, realizar-se-á um Seminário organizado pelo Centro de Investigação Operacional com o título 'Lagrangian-Based Branch-and-Bound for Two-Echelon Uncapacitated Facility Location with Single Assignment Cons

Os resultados das experiências ATLAS e CMS divulgados recentemente pelo CERN, também foram apresentados publicamente na FCUL, numa sessão organizada pela professora do Departamento de Física Amélia Maio, a responsável pela participação portuguesa na experiência ATLAS.

Apresentações dos Projectos de Física dia 19 de Julho, às 10h, na sala 8.2.17:

O que faz o profissional que passa os seus dias no laboratório? E quem se dedica a resolver equações ou a estudar animais e plantas? Cinquenta alunos da associação EPIS descobriram as respostas a estas e a outras questões.

Servidor da FCUL

O projeto de reestruturação do Centro de Dados da FCUL, iniciado em junho, deverá estar concluído no próximo mês de setembro.

Duas pessoas fazem uma experiência no laboratório

A Faculdade de Ciências abre as portas dos seus laboratórios a 50 jovens, vindos de diferentes pontos do País, para mais uma edição da “Rota das Vocações de Futuro” da EPIS.

Apesar de ser uma das áreas mais recentes da FCUL, atualmente é uma vertente da ciência portuguesa em franca expansão.

“Um trabalho que reflita sobre o passado de uma instituição, ou o passado da ciência em Lisboa ou em Portugal, é sempre algo de muito importante para repensarmos o nosso trajeto”. A afirmação feita pela historiadora das ciências, Ana Simões, a propósito de um dos muitos projetos em curso é reveladora da importância, que a preservação do património científico tem na sua vida.

Kostas Gavroglu e Ana Simões assinam o primeiro livro “Neither Physics nor Chemistry: A History of Quantum Chemistry” sobre a emergência da disciplina Química Quântica, o pretexto ideal para conversar com a autora portuguesa.

Páginas