Best Early Career Scientist Presentation Award no ICES ASC 2018

Catarina Frazão Santos coordena OCEANPLAN

Catarina Frazão Santos

Nas instalações do Laboratório Marítimo da Guia de Ciências ULisboa, em Cascais, onde desenvolve o seu trabalho

Imagem cedida por CFS

O Museu do Mar Rei D. Carlos I, em Cascais, inaugura a 9 de fevereiro, pelas 17h30, a exposição “Alterações Climáticas e os Oceanos do Futuro”. A mostra fica patente ao público até 31 de julho de 2019. O OCEANPLAN é um dos parceiros da exposição, com um painel sobre os impactos das mudanças climáticas nos principais usos do oceano.

Catarina Frazão Santos, investigadora do Departamento de Biologia Animal e do polo de Ciências ULisboa do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) trabalha na área do planeamento, gestão e governança do espaço marítimo, procurando contribuir para a proteção dos ecossistemas marinhos e o seu uso sustentável.

O ano passado participou no International Council for the Exploration of the Sea (ICES) Annual Science Conference (ASC) 2018 - uma oportunidade para discutir ideias, atualizar conhecimentos e divulgar resultados - e foi distinguida com o Best Early Career Scientist Presentation Award. Em 2019 espera voltar a estar presente no acontecimento, que se realiza em setembro, em Gotemburgo, na Suécia. O prazo para a submissão de resumos já abriu e termina a 11 de março.

Na ICES ASC 2018 estiveram presentes cerca de 650 especialistas, de 34 países, entre eles investigadores do MARE, IPMA, universidades dos Açores, Aveiro e Coimbra, do ISPA, da Nova School of Business and Economics e do IMAR. Para Catarina Frazão Santos esta distinção “representa um reconhecimento relativamente à qualidade científica do trabalho apresentado, o que é extremamente gratificante e motivador para continuar o desenvolvimento do mesmo”, diz.

Catarina Frazão Santos
Além do Best Early Career Scientist Presentation Award recebeu em 2007 e 2011 dois prémios FLAD/IMAR, no âmbito dos quais estagiou em instituições científicas nos EUA
Imagem cedida por CFS

A apresentação de Catarina Frazão Santos – “Impacts of global environmental change in ocean planning and the Blue Economy”, durante a sessão temática “Assessing and analysing marine spatial planning”, focou-se no desafio que as alterações climáticas representam para o ordenamento do espaço marítimo, bem como na necessidade de garantir mecanismos de adaptação a essas alterações, apresentando um índice para avaliar a vulnerabilidade do ordenamento do espaço marítimo às alterações climáticas, na qual está a trabalhar, juntamente com outros investigadores, há já algum tempo, bem como os resultados preliminares da sua aplicação a nível europeu.

“Foi a primeira vez que estive presente no ICES ASC e foi uma experiência muito positiva. Foi um encontro com uma grande variedade de sessões temáticas - 18 sessões abordando temas muito relevantes e atuais -, bem organizado e com a presença de especialistas reconhecidos nas diferentes áreas. Foi muito bom para discutir resultados e estabelecer novas contactos.”
Catarina Frazão Santos

O tema da apresentação de Catarina Frazão Santos corresponde ao projeto de investigação “Marine Spatial Planning under a Changing Climate” (OCEANPLAN), iniciado em outubro de 2018 e que decorrerá nos próximos três anos. A Fundação para a Ciência e a Tecnologia financia esta investigação, que tem como parceiros a Fundação Gaspar Frutuoso e a Universidade dos Açores. “Durante este período iremos investigar os mecanismos através dos quais o ordenamento do espaço marítimo pode ser afetado pelas alterações climáticas, bem como mecanismos através dos quais este se pode adaptar a essas alterações, utilizando um conjunto de casos de estudo”, conta Catarina Frazão Santos, a investigadora principal do projeto, cuja equipa inclui investigadores de várias instituições nacionais e internacionais, especialistas tanto em ordenamento e gestão do mar como em alterações climáticas.

“Esperamos obter resultados interessantes e, acima de tudo, úteis.”
Catarina Frazão Santos

Catarina Frazão Santos estudou em Ciências ULisboa. Concluiu o doutoramento em Ciências do Mar em 2016, tendo desenvolvido o projeto de doutoramento em ordenamento do espaço marítimo em colaboração com o Duke University Marine Laboratory, nos EUA. Durante esse período foi convidada para apoiar a Agência de Execução para a Investigação da Comissão Europeia na avaliação de projetos submetidos ao programa H2020, tendo desde então desempenhado papeis de vice-presidente, avaliadora e relatora. A licenciatura em Biologia Ambiental variante Marinha foi concluída em 2006 e o mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental, em 2008, ano em que integrou uma equipa de investigação responsável pela avaliação ambiental e monitorização de diversos projetos e planos nacionais.

Além do Best Early Career Scientist Presentation Award recebeu em 2007 e 2011 dois prémios FLAD/IMAR, no âmbito dos quais estagiou em instituições científicas nos EUA. É autora de várias publicações científicas, algumas das quais em revistas da especialidade de topo, como é o caso da Nature Geoscience, sendo ainda revisora convidada em várias revistas científicas internacionais, como por exemplo a Conservation Biology, Ecological Indicators, Ecosphere.

 Katherine Mills, Jörn Schmidt e Catarina Frazão Santos
Catarina Frazão Santos com os investigadores Katherine Mills, da Gulf of Maine Research Institute, nos EUA e Jörn Schmidt, da Kiel University, na Alemanha, com quem coorganizou a sessão sobre vulnerabilidade e adaptação a alterações climáticas, durante a conferência internacional The Effects of Climate Change in the World’s Oceans, ocorrida o ano passado em Washington
Imagem cedida por CFS

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

"Antigamente, ligavam-se fios para programar; Hoje, a tecnologia da inteligência artificial inspira-se no funcionamento do organismo humano". O Prof.

A matrícula e inscrição dos alunos colocados no âmbito dos regimes especiais de acesso e ingresso em Ciências ocorreram nos dias 11 e 12 de setembro.

Alunos de Ciências

A 2.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público termina a 19 de setembro. Os resultados são divulgados a 25 de setembro.

Encontram-se abertos vários concursos para atribuição de bolsas de gestão de ciência e tecnologia para o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Acesso a texto integral de artigos

Campus de Ciências

Pedro Lencastre é do Porto e agora estuda em Lisboa. A mudança proporcionou-lhe novos conhecimentos. “As pessoas com as quais trabalho neste momento são para mim um importante modelo como cientistas e pessoas”, conta.

Encontram-se abertas as candidaturas para o Programa Trainee Volkswagen Autoeuropa.

Pedro Lencastre

Pedro Lencastre estuda método matemático que possa aferir objetivamente a fiabilidade das avaliações de rating.

O Évoa - Espaço de Visitação e Observação de Aves encontra-se a recrutar guias para o seu projeto de turismo da natureza e de educação ambiental.

Entrevista de Paulo Veríssimo em destaque na edição de dia 8 do jornal diário Público.

A Randstad Professionals procura Fixed Income Quantitative Analyst. Para mais informações contactar 

A LPN encontra-se a recrutar técnicos para vários cargos.

Para consultar os editais, aceda a www.lpn.pt

Data limite de candidatura: 10 de setembro de 2014

Desejamos as boas vindas aos novos alunos do Departamento de Informática.

As candidaturas ao programa de doutoramento em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade estão abertas até ao dia 12 de setembro de 2014.

Alunos de Ciências

Na primeira semana em Ciências os novos alunos enquanto aguardam pela inscrição podem assistir a palestras.

A relevância do estudo publicado na “Astronomy & Astrophysics” está na quantidade e qualidade da informação obtida por aquela infraestrutura astronómica internacional, tanto a nível químico como dinâmico.

Prémio Jovem Investigador da Sociedade Europeia de Aterosclerose

“A comunidade científica presente no evento congratulou-me, e a toda a equipa, pela qualidade do trabalho desenvolvido. Disseram que Portugal estava de parabéns!”, explicou a vencedora do Prémio Jovem Investigador da Sociedade Europeia de Aterosclerose, Catarina Alves.

Os resultados da 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior são divulgados a 8 de setembro.

A actividade científica é colectiva e cumulativa. Newton disse: “Se vi um pouco mais longe do que os outros, é porque pude subir aos ombros de alguns gigantes”.

Gestos que salvam 2014

A partir do mês de setembro, entre outras iniciativas, está prevista uma ação de sensibilização em avaliação e prevenção de riscos.

Convento da Arrábida

“No limite do (im)possível” organizado pelo Instituto de Ciências da Complexidade ocorreu no Convento da Arrábida, entre 30 de junho e 1 de julho passado.

“Nós oferecemos muitas oportunidades sobretudo para pós-doutorados, pessoas bem treinadas”, disse Jorge Almeida Guimarães, referindo que em Portugal existem mais de cinco mil bolseiros brasileiros, enquanto o número de portugueses no Brasil é ainda reduzido.

Uma reflexão sobre o ano lectivo 2013/2014.

Páginas