Challenge4you

Jovens com “respostas na ponta da língua"

Challenge4you desafiou estudantes dos cinco aos vinte anos
GCIC-FCUL

Jovens entre os cinco e os 20 anos de idade foram desafiados a aprender com divertimento à mistura, o resultado: respostas na ponta da língua no que à temática da União Europeia diz respeito. A sabedoria dos 114 candidatos foi avaliada durante a final nacional do Challenge4you, no Tec Labs - Centro de Inovação, sediado no campus da FCUL.

A iniciativa, ocorrida a 17 de maio e levada a cabo pela Science4you, insere-se no plano estratégico de comunicação da União Europeia e tem como principal objetivo a divulgação de conhecimento relativo à União junto de escolas de todo o país e também de instituições sénior. Desta forma, durante um ano, a Science4you fez chegar de forma gratuita a turmas do 1.º, 2.º, 3.º ciclos, ensino secundário e instituições sénior, materiais didáticos assentes num formato de pergunta resposta (quizzes) centrados no lema “União Europeia Cultura e Cidadania”.

O desafio seguiu um esquema de atividades piramidal, inicialmente com a participação dos alunos por turma, após a apuração dos vencedores, a nível concelhio e, por fim, a final nacional.

Para Fernando Alves, coordenador do desafio, este tipo de iniciativas é importante porque “permite ensinar a temática de uma forma apelativa a crianças e jovens. Os conteúdos são apreendidos enquanto os alunos se divertem, não há melhor forma de o fazer. Isto é especialmente importante neste caso, pois a União Europeia não é propriamente o tema mais apelativo para o público jovem. Julgo que no final podemos afirmar que a União Europeia se tornou num tema menos árido”.

O projeto alcançou diretamente 127000 participantes, entre eles 4281 turmas de todo o país, bem como 21 entidades seniores.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: Para além dos conteúdos estruturais, os quizzes tiveram um grande enfoque nas dimensões cultural e de cidadania

“Não só é um estímulo à participação dos alunos em atividades que os obrigam a desenvolver diferentes destrezas, entre elas a participação oral, como os obriga a raciocinar rapidamente. E, para mim em particular, tem especial importância já que vejo que os conteúdos aqui abordados fazem parte do currículo da disciplina de Geografia e, por conseguinte, do exame nacional”, declarou na ocasião Margarida Silva, professora de Geografia do Centro de Estudos de Fátima.

A atividade, onde estiveram representadas 32 escolas e agrupamentos escolares de todo o país, foi assinalada num dia envolvido em interesse e entusiasmo por parte dos alunos e professores pertencentes ao projeto.

Adriana Pereira de 17 anos, a frequentar o 11.º ano no Centro de Estudos de Fátima, deu conta da sua envolvência no projeto: “Toda a experiência foi divertida, gostei de passar pelas várias etapas com os meus colegas e serviu para aprendermos bastantes coisas novas. Aquilo que aqui aprendemos faz parte da cultura geral e todos nós devemos ter algumas ideias sobre o local onde estamos inseridos e sobre esta União de que todos fazemos parte e que tanto nos ajuda”.

O evento contou ainda com a presença do secretário de estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho.

Quanto aos vencedores, destacaram-se os alunos das escolas Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão, Vila Real e Agrupamento de Escolas de Sátão e EsproMinho, Braga/Viana do Castelo.

Maria Pereira, uma das vencedoras de 11 anos, da Escola Ferreira Lapa, pertencente ao Agrupamento de Escolas de Sátão, revelou, no final do desafio, a preparação do grupo para o alcance da vitória: “A estratégia foi ter calma e não nos precipitarmos na resposta. Ficámos muito felizes! E, para além de aprendermos mais sobre a União Europeia, aprendemos também mais sobre o nosso País”.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: José Ferreira, Tomás Vieira e Maria Pereira com 12 anos e pertencentes ao Agrupamento de Escolas de Sátão, foram um dos grupos vencedores

Para além dos conteúdos estruturais, os quizzes tiveram um grande enfoque nas dimensões cultural e de cidadania o que permitiu “[abrir] novos horizontes aos alunos promovendo o papel cívico mais ativo de cada um”, explicou Fernando Alves.

No culminar da ação, os alunos de “resposta na ponta da língua” confessaram levar consigo na viagem de regresso “conhecimentos importantes” e, sobretudo, um “fortalecimento do sentido de cooperação entre colegas”, fomentado pela constante interação e convívio que a atividade exigiu.
 

Listagem de vencedores do Challenge4you

1.º ciclo

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão

Inês João Guimarães Pires- 6 anos
Rafael Rego Costa- 6 anos

2.º ciclo

Agrupamento de Escolas de Sátão

José Miguel Figueiredo Ferreira, 12 anos
Maria Leonor Monteiro Pereira, 12 anos
Tomás Diogo da Silva Vieira, 12 anos

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão

Carlos Miguel Costa Rebelo Silva-12 anos
Rui Pedro Pinto Alves-13 anos
José Carlos Ribeiro Teixeira- 12 anos

3.º ciclo

EsproMinho – Escola Profissional do Minho

Ana Sofia Gomes - 20 anos
Ana Catarina Silva - 17 anos
Kimberly Soraia Rodrigues

+ Challenge4you

“Acho que na situação atual em que vivemos, é bom sabermos mais sobre a realidade dos outros países”, Pedro Faísca, 11.º ano, Escola Secundária José Belchior Viegas - São Brás de Alportel

“Este projeto que envolve cidadania, cultura e União Europeia é muito relevante para os jovens destas idades. Todos eles aderiram muito bem à iniciativa!”, Maria Salomé Rocha, professora de Economia do Colégio Maria Amália Vaz de Carvalho – Lisboa

“Foi interessante, eles ficam desde cedo com um noção do que é a União Europeia, o que será importante para o seu futuro”, Maria José Ferreira, professora do 3.º ano da Escola EB1 de Miramar - Vila Nova de Gaia

“Foi bastante produtivo, ficámos preparados para todas as questões. Conseguimos criar laços entre nós e com os adversários”, Vânia Reis, 11.º ano, Centro de Estudos de Fátima

“Gostei de tudo, aprendemos, interagimos com outras pessoas e conhecemos aquilo que nos rodeia. A União Europeia é algo que está sempre em transformação e devemos conhecer bem”, Damião Frazão, 11.º ano, Centro de Estudos de Fátima

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Rosto de Vera Carvalho

As inscrições para o programa Erasmus terminam a 10 de fevereiro. Se tens interesse neste programa de mobilidade conhece a história de Vera Carvalho, aluna Erasmus na Dinamarca.

Pormenor de obra de arte

Para os fundadores do AppEEL, este laboratório pode ser considerado o primeiro centro no mundo a reunir investigadores que estudam a evolução sociocultural a partir das teorias que formam parte da Síntese Expandida.

 

O Departamento de Matemática recebeu ontem, dia  4 de Fevereiro, cerca de 70 alunos (9º ano) do  Agrupamento de Escolas D. Miguel de Almeida - Abrantes.

Entre os empregos mais bem pagos contam-se os que estão ligados às engenharias.

Capa

Esta coleção de Livros Brancos foi organizada pela META-NET, uma rede de excelência parcialmente financiada pela Comissão Europeia, que levou a cabo uma análise dos recursos e tecnologias da linguagem atualmente disponíveis. A análise abordou as 23 línguas oficiais europeias assim como outras línguas importantes na Europa a nível nacional e regional. 

O Prémio João Branco é uma iniciativa conjunta da Universidade de Aveiro e da família do designer Jo

Dia 4 Fevereiro 2013 – 14:00h às 19:30h (Sala 2.2.15)

Primeiro plenário do IPBES

Grupo liderado por Henrique Miguel Pereira, investigador do Centro de Biologia Ambiental da FCUL, submete à apreciação da comunidade científica o desenvolvimento de um sistema de monitorização da biodiversidade baseado num conjunto de variáveis essenciais.

Rosto de Maria Antónia Amaral Turkman

“Ao longo dos últimos dois séculos a Estatística foi indispensável em confirmar muitas das maiores descobertas científicas e inovações da humanidade, tais como a partícula bosão de Higgs e a Revolução Verde na agricultura”, declaram Daniel Paulino, presidente da Sociedade Portuguesa de Estatística e Maria Antónia Amaral Turkman, coordenadora do CEAUL.

Dois artigos -- contando com docentes e investigadores do GeoFCUL no seu elenco de autores -- assinalados no “TOP 25 Hottest Papers” de Abril-Junho de 2011 da revista Journal of South American Earth Studies (Sciencedirect / Elsevier).

Henrique Leitão foi eleito membro efetivo da Académie International d'Histoire des Sciences, pela relevância da sua carreira e produção intelectual. Para o historiador das ciências foi uma “honra enorme” receber a distinção, “a maior ambição de qualquer estudioso ou cientista”.

Proposal for a REGULATION OF THE EUROPEAN PARLIAMENT AND OF THE COUNCIL.

Laying down the rules for the participation and dissemination in 'Horizon 2020 – the Framework Programme for Research and Innovation (2014-2020).

EUA represents over 850 universities and university associations across 47 European countries. Its highly diverse membership covers the full spectrum of universities participating in European research programmes.

Vai realizar-se de 18 a 20 de Março de 2013, em honra do Professor Ross Leadbetter, o "Symposium on Recent Advances in Extreme Value Theory ".

Face de Maria Amélia Martins-Loução

O Flora-On sistematiza informação fotográfica, geográfica, morfológica e ecológica de todas as espécies de plantas vasculares autóctones ou naturalizadas listadas para a flora de Portugal. Atualmente, através deste portal acede a 164 famílias, 836 géneros e 2991 espécies.

Cortejo académico na Aula Magna

A cerimónia de abertura do ano letivo de 2012/2013 marca uma nova etapa do ensino superior público.
Exegi monumentum aere perennius - Ergui um monumento mais duradouro que o bronze.
Da nova Universidade de Lisboa vê-se o mundo...

Crianças dos 5 aos 9 anos descobrem as Ciências na FCUL

A FCUL abriu as portas do conhecimento aos alunos do Colégio Infantes de Portugal, de Palmela. Durante uma manhã, os laboratórios de Biologia e de Química e Bioquímica foram explorados por cerca de 20 crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 9 anos.

Encontra-se aberto concurso externo para o Banco de Portugal - Departamento de Supervisão Prudencial, com vista ao preenchimento de vagas de Técnico Superior para a área de supervisão

“A inovação é tipo ‘ovo de Colombo’, depois de se saber, parece fácil. Só que ‘saber’ significa um longo caminho de amadurecimento do conhecimento”, declara Maria Filomena Camões, docente do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, a propósito da atribuição da Bolsa Europeia de Excelência de Investigação.

Páginas