Palestra

Causas remotas da pandemia de Covid-19

Sala 6.2.45, Ciências ULisboa

Por Ricardo Waizbort (Instituto Oswaldo Cruz - FIOCRUZ).

A causa próxima ou eficiente da pandemia de Covid-19 é obviamente o coronavírus SARS CoV-2. Entretanto, as causas remotas ou evolutivas são múltiplas, e embora não seja impossível indicá-las individualmente, é bastante tortuoso elaborar um modelo de explicação causal baseado nelas. Há uma longeva discussão na filosofia das ciências sobre o que contaria como uma explicação causal de fenômenos biológicos, tendo em conta as dificuldades de emular o modelo monológico-dedutivo, que demanda em sua estrutura uma lei causal, de caráter universal, problemática dado o âmbito singular que envolvem os processos relacionados às espécies vivas e extintas. A presente apresentação procurará mobilizar a conceção experimentalista de causalidade traduzida por filósofos, como James Woodward e Gustavo Caponi, em uma perspetiva intervencionista ou manipulacionista de causalidade. Nesse sentido, explicar causalmente a pandemia exigiria encontrar circunstancias (ontológicas) ou sentenças (epistemológicos) contrafactuais, baseadas em invariáveis, que uma vez atendidas resultam ou resultariam em desfechos distintos daqueles em que tais circunstancias ou sentenças não fossem atendidas. Do ponto de vista das causas remotas, entre as invariáveis mais importantes, estariam as pressões seletivas exercidas pelos comportamentos e ações humanas, intencionais ou não.  As referidas invariáveis funcionariam como a cobertura que no MND exerce a função de lei causal, sem, no entanto, ser molestada pela exigência de universalidade. Assim, para ficar em um exemplo, pode-se pensar que um maior controle na comercialização legal e ilegal de animais selvagens (Bernstein et al. 2022), diminuiria a chance da ocorrência de novas pandemias. Nesse sentido uma invariável poderia se inscrever como algo como: “Toda vez que se diminui o comércio de animais diminui-se a chance de spillovers”, uma vez que tal comportamento muda as pressões de seleção natural principalmente sobre as populações de eventuais patógenos com potencial pandêmico. Assim, o comércio de animais contaria como uma das causas remotas da pandemia. Isso valeria também para explicações causais mais ordinárias, no sentido do controle da pandemia, como o uso de máscaras, o isolamento social e a aplicação massiva e completa de esquemas vacinais, todas essas ações indicando como podemos manipular e intervir na transmissão e reprodução do SARS CoV-2 e consequentemente tendo acesso a causas remotas da pandemia, aperfeiçoando a explicação causal. Ainda que com essa abordagem não se possa derivar um esquema completo ou mesmo satisfatório do que seria a explicação causal da Covid-19, ela pode indicar um caminho promissor não só para explicar por que tal fenômeno recente ocorreu, mas também iluminar parcialmente caminhos para evitar futuras tragédias sanitárias de natureza análoga.

Cartaz do evento

11h00-13h00
João Luís Cordovil (DHFC, CFCUL/GI2) e Francisco Dionísio (DBV, CE3C)

Mathematical Logic Seminar, por Luís Cruz-Filipe (University of Southern Denmark).

Seminário Doutoral em Ciências do Mar, por Pedro Nunes.

Designação dos prémios, sobre uma imagem abstrata em tons cor de laranja

As candidaturas decorrem até 23 de fevereiro, com uma nova metodologia de avaliação.

Título/data/local do evento, logótipo da RedeMov e fotografia de torniquete de acesso a meio de transporte

Evento no âmbito do Ciclo de Conferências "Conversas à 6.ª", promovido pela redeMOV da Universidade de Lisboa.

Fauna e flora, investigação e educação, pela lente de cientistas e jovens biólogos.

Um convite à descoberta da vida na Serra de Grândola.

Pormenor de homem a folhear um livro

M50 - Programa de Formação Universitária para Maiores de 50 anos.

Seminário do Centro de Física Teórica e Computacional, por Pedro Jorge (Departamento de Física, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto, and Centro de Fotónica Aplicada do INESC TEC, Portugal).

Seminário do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e do Centro de Matemática Computacional e Estocástica, por Bruno Santos (Stockholm University, Sweden).

Seminário Doutoral II (Doutoramento em Biologia), por Ana Sofia Lopes.

Fotografia de árvores sem folhas e de bancos de jardim

Estudantes de pós-graduação em Matemática da Faculdade de Ciências da ULisboa falam, de forma descontraída e informal, sobre o seu trabalho.

Fotografia de sinal identificativo de vinha

Apresentação de candidaturas até 28 de fevereiro.

Hi-Phi Seminar, por Ana Simões (CIUHCT/Ciências) e Ana Matilde Sousa (CIEBA/FBAUL).

Conferência do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, por Luís Campos Ribeiro (CIUHCT, Ciências ULisboa).

Título/data/local do evento, logótipo do projeto e fotografia da oradora

Seminário TWIN2PIPSA, por Sophie Jackson (Yusuf Hamied Department of Chemistry, University of Cambridge).

Título do evento, sobre uma fotografia do Large Hadron Collider

The objective of the course is to introduce the physics, analysis methods and results on the physics areas covered by the LHC experiments.

Theory of Computing Seminar, por Mateusz Skomra (LAAS/CNRS).

Colóquio de Matemática, por José Francisco Rodrigues (DM-Ciências ULisboa).

Título/data/local do evento e logótipos dos organizadores

O Departamento de Matemática e o Núcleo de Estudantes de Matemática e Matemática Aplicada associam-se às celebrações do Dia Internacional da Matemática.

Logótipo do Dia Internacional da Matemática, sobre um fundo branco

Atividades a decorrer em Ciências ULisboa nos dias 13 e 14 de março.

Seminário do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e do Centro de Matemática Computacional e Estocástica, por Gustavo Soutinho (Faculdade de Economia da Universidade do Porto - FEP e Instituto Superior de Saúde Pública da Universidade do Porto - ISPUP).

Mão humana a interagir com um ecrã virtual

Novos prazos de submissão de candidaturas a projetos IC&DT e PeX.

Fotografia de participantes numa anterior edição da Jobshop Ciências

O maior evento de empregabilidade de Ciências, a decorrer nos dias 09 e 10 de abril.

23 de abril de 2024 assinalamos o 113.º aniversário da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Título e data do evento, inseridos em fotografia de cinco jovens em contexto de investigação

Pré-inscrições já disponíveis!

Páginas