IAstro Júnior

Mistérios das Galáxias

Planetário Calouste Gulbenkian, Lisboa
IA / Visão Júnior

Qual a maior galáxia do Universo? Como se formaram as primeiras galáxias? E a primeira geração de estrelas? Como nascem as estrelas e os planetas que constituem as galáxias? Por que razão os grandes telescópios são instalados no topo de grandes montanhas?

Será em Lisboa a próxima sessão IAstro Júnior, uma iniciativa do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço e da revista Visão Júnior especialmente concebida para jovens dos 7 aos 12 anos.

Os investigadores Iris Breda, Fernando Buitrago e Alexandre Cabral, do Instituto de Astrofisica e Ciências do Espaço (IA), da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e da Universidade do Porto, vão falar do conhecimento atual sobre galáxias, partilhar com os jovens as perguntas para as quais ainda procuram resposta, e revelar quais os instrumentos que vão ajudar a desvendar estes mistérios.

São três intervenções muito curtas, simples e interativas, seguidas de um espaço de perguntas e respostas, numa viagem pelo Universo para ser desfrutada em família.

Os participantes podem igualmente deixar perguntas, em folhas cedidas para o efeito, que serão posteriormente respondidas pelos investigadores do IA e publicadas na revista Visão Júnior ou no seu website.

Entrada gratuita, mediante inscrição prévia.


Os investigadores:

Iris Breda
O meu nome é Iris Breda. Estudei Engenharia do Ambiente em Aveiro e fiz o Mestrado em Astronomia na Universidade do Porto. Estou agora no meu último ano de doutoramento a trabalhar como investigadora no Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço. A minha área de investigação é, especialmente, o estudo do bojo das galáxias espirais. Em criança adorava olhar o céu e ler ficção científica. As imagens do telescópio Hubble davam-me arrepios! Hoje estudo-as e não podia ser mais feliz por isso!

Fernando Buitrago
O meu nome é Fernando Buitrago. Sou espanhol e estudo as maiores galáxias do Universo. Estudei nos telescópios das Ilhas Canárias, e depois estive vários anos no Reino Unido antes vir para Lisboa, para o IA. A minha primeira lembrança da Astronomia é de quando tinha nove anos, e descobri o verdadeiro tamanho dos planetas, e quão pequena é a nossa Terra. Não conseguia parar de ler livros sobre isto! E também sobre dinossauros!

Alexandre Cabral
Chamo-me Alexandre Cabral e estudei Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde tirei a Licenciatura, o Mestrado e o Doutoramento. Durante os estudos apaixonei-me pela luz e por todos os fenómenos que a rodeiam. Hoje, para além de ensinar, faço investigação e ajudo a construir instrumentos astronómicos. Estes instrumentos permitem-nos olhar para o céu, analisar a luz que nos chega e perceber melhor este Universo que habitamos. Construir sempre foi o meu passatempo favorito … Quando era pequeno os LEGOS … Agora, mais crescido, os instrumentos astronómicos.

17h30

Por Marigo Stavridi (Department of Medicine, University of Patras, Greece).

O que são as estrelas e os planetas? Para dar resposta ao problema foram introduzidos os novos ramos de conhecimento da Astrofísica e das Ciências Planetárias.

Por Bernardo San Martin (Universidad Católica del Norte).

Sessão de apresentação do EDP Trainee Program

Entrada livre, mediante inscrição prévia até ao dia 26 de setembro de 2018.

Por Anupam Sengupta (Physics and Materials Science Research Unit, University of Luxembourg).

As Adaptações da Agricultura às Mudanças Climáticas: França, Portugal e Mediterrâneo

Estes encontros visam aproximar as equipas de investigação de ambos os países assim como dos países parceiros, com o objetivo de desenvolver a cooperação científica, sobretudo no que respeita à iniciativa PRIMA (Partnership for Research and Innovation in the M

Sessão de abertura do ano letivo 2018/2019 do PD-FCTAS, na qual será proferida uma conferência por Viriato Soromenho-Marques (Faculdade de Letras da ULisboa) s

A Associação Ludus e o Departamento de História e Filosofia das Ciências da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa tomaram a iniciativa de organizar regularmente um conjunto de conferências de alto nível.

Tiago Filipe Miranda Mota defende a dissertação "Digital Workplace - Office 365 Solution".

Pedro Alexandre Pacheco Pinto Maia defende a dissertação "Resilient Communication in Smart Grids".

Noite Europeia dos Investigadores 2018

Ciência na cidade é o tema da Noite Europeia dos Investigadores do biénio 2018-2019, o qual pretende aproximar investigadores e sociedade em atividades preparatórias e durante as noites da última sexta-feira de setembro.

Fabiano Mota da Silva defende a tese "Aplicação de métodos geofísicos, geológicos e deteção remota, na investigação da sismicidade induzida na barragem do Castanhão, região nordeste do Brasil".

Noites no Observatório - Mais perto do inatingível

Por José Afonso (IA - Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço / Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa).

Orçamento Participativo Portugal

O Orçamento Participativo Portugal é um processo democrático deliberativo, direto e universal, através do qual as pessoas apresentam propostas de investimento e que escolhem, através do voto, quais os projetos q

Bolsas de Doutoramento da ULisboa

A ULisboa lançou, em 2015, um Programa de Bolsas de Doutoramento. Reconhecendo a importância que o financiamento dos estudantes tem para o desenvolvimento dos sistemas económico e científico, procurou-se assim criar condições para que os jovens investigadores concretizem o

Alunos de Ciências

Candidaturas online de 01 a 30 de setembro de 2018.

Ricardo João Viegas Ressurreição defende a tese "Evolução tectono-estratigráfica cenozóica do litoral alentejano (sector Melides-Odemira) e enquadramento no regime geodinâmico atual".

Por Pedro Pinto (Universidade de Lisboa).

David Manuel da Costa Berto defende a dissertação "Universal Windows Application - Apoio à Inspeção".

SPINON Workshop 2018

A platform that brings together renowned scientists and young researchers in the field of molecular magnetism.

Tiago Alexandre Orrico Moucho defende a dissertação "VisuaLeague II - Animated Maps for Performance Analysis in Games".

Rui Pedro Cascalheira Calado defende a dissertação "Auditoria Contínua e os Incidentes de Segurança".

Paulo David Ferreira Antunes defende a dissertação "Monitoring Web Applications for Vulnerability Discovery and Removal Under Attack".

Por André Vizinho (PhD student and project coordinator at CCIAM - cE3c).

O CNADS - Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, presidido por Filipe Duarte Santos (professor catedrático jubilado do Departamento de Física de Ciências ULisboa), promove a conferência "Recursos Hídricos e Agricultura em cenários

Páginas