CILPE - Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola

Brasília (com transmissão via YouTube)

António Branco (Ciências ULisboa) é o coordenador do eixo sobre Línguas, Tecnologia e Inovação, moderando as respetivas mesas redondas:

  • Tecnologias das línguas: oportunidades (17 fevereiro)
  • Tecnologias das línguas: desafios (18 fevereiro)

A conferência, a decorrrer de 16 a 18 de fevereiro de 2022, é transmitida remotamente em https://www.youtube.com/user/oeibrasil/videos.


Eixo 2: Línguas, Tecnologia e Inovação

Ao longo da história, as línguas têm sofrido diversos choques tecnológicos (e.g.advento da escrita, da imprensa mecânica, etc) com impactos decisivos na sua evolução. Estes choques têm sido determinantes para o destino das línguas, ditando a extinção de algumas ou reforçando a proeminência de outras, consoante as condições históricas em que umas e outras se encontravam para acomodar essas mudanças profundas nos modos como as línguas passaram a poder ser usadas e difundidas.

Com a era digital, as línguas enfrentam agora mais um choque tecnológico, este porém com um impacto sem precedentes. Tirando partido das tecnologias da informação e da Inteligência Artificial, as novas tecnologias da língua possibilitam tradução automática, agentes conversacionais, transcrição de fala, legendagem automática, análise de sentimentos, etc. Tal como em choques do passado, esta revolução na forma como podemos usar a linguagem está a provocar efeitos assimétricos nas condições de promoção e sobrevivência de cada uma das cerca de 7 000 línguas do planeta. Esses efeitos assimétricos são função das diferentes circunstâncias de utilização e circulação em que cada uma delas se encontra. E, tal como no passado, vão ditar a extinção de algumas e o reforço da proeminência de outras.

As línguas espanhola e portuguesa têm uma origem comum e têm ambas uma projeção global. Também acerca delas cabe inquirir: quais são as circunstâncias em que atualmente enfrentam o impacto desta revolução científica e tecnológica?

Sessão 1 - Tecnologias das línguas: oportunidades

Esta Sessão irá focar as oportunidades que se abrem com as novas tecnologias da linguagem , procurando abordar questões como as seguintes: Quais as promessas e os estados de concretização para um ensino mais alargado das línguas apoiado pelas novas tecnologias? Em que medida está a tradução automática a abrir o acesso a acervos de conhecimento e a alargar o leque de línguas francas para a ciência? Como podem as interfaces em linguagem natural com serviços e dispositivos digitais remover barreiras para um acesso mais amplo aos serviços públicos e à cidadania digital? Em que medida poderá a tradução simultânea alterar a mobilidade dos estudantes alargando o leque de países e línguas em que podem estudar? Ao remover a necessidade de especialização tecnológica para lidar com dispositivos computacionais, como podem as novas tecnologias da linguagem favorecer uma sociedade de informação mais inclusiva?

Sessão 2 - Tecnologias das Línguas: desafios

Nesta segunda sessão, pretende-se debater os desafios, os riscos e as ameaças com que nos confrontamos com as novas tecnologias da linguagem, procurando responder às questões: Como recuperar de atrasos e assegurar a preparação tecnológica atempada das línguas espanhola e portuguesa para a era digital? Como garantir a soberania linguística e tecnológica ao serviço do interesse comum face às contribuições e interesses de grandes empresas multinacionais e outros atores privados? O que fazer para se induzir o desenvolvimento de uma Inteligência Artificial responsável e garantir um acesso inclusivo aos benefícios da tecnologia da linguagem? Como proceder para mitigar os riscos de uso da tecnologia da linguagem para propósitos criminosos, de sabotagem ou de
desinformação? Estes serão alguns assuntos, entre vários outros, que se procurará trabalhar nesta segunda sessão.

Apresentação dos trabalhos desenvolvidos no âmbito do programa Estágios de Verão CEAUL - Sê Investigador.

Logótipo do EVM 2024

Por Giosuè Muratore (DM Ciências ULisboa e CMAFcIO).

Título do programa, sobre mosaico de fotografias de jovens cientistas

As candidaturas encontram-se encerradas. Obrigada aos quase 80 candidatos/as!

Logótipo do EVM 2024

Por Pedro Duarte (DM Ciências ULisboa, CMAFcIO).

Seminário do Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional, por Baptiste Claustre (aluno ENS Lyon, estagiário CMAFcIO).

Fotografia de ilha

Seminários Doutorais no âmbito da disciplina de Projeto de Investigação (Doutoramento em Ciências do Mar).

Logótipo do EVM 2024

Por Maria Manuel Torres (DM Ciências ULisboa e CMAFcIO).

Titulo e data do evento, com imagem de ponte sobre o tejo

Um evento organizado no âmbito da Ação COST EURO-MIC, de cujo Comitê de Gestão Elisabete Silva, líder do Bioactive and Multifunctional Materials Lab do BioISI, faz parte.

Logótipo do EVM 2024

Por: Jorge Buescu (DM Ciências ULisboa e CMAFcIO).

Logótipo do EVM 2024

Por Jean-Baptiste Casteras (DM Ciências ULisboa e CMAFcIO).

Chegou a hora: os participantes do Programa Ser Cientista vão apresentar os projetos que desenvolveram ao longo de uma semana, acompanhados por docentes e investigadores de CIÊNCIAS. E todos podem assistir!

Imagem do evento

Extended enrolement date until July 12th.

Logótipo do evento, sobre um fundo branco

Um evento de reunião da comunidade nacional nas diversas vertentes da informática, com a ambição de ser o fórum de eleição para a divulgação, discussão e reconhecimento de trabalhos científicos.

Are you ready for this year's edition?

Imagem do evento - título, local e data do evento

Investigação Ecológica ao Serviço da Conservação

A leading venue for presenting and discussing the latest research, industrial practice and innovations in dependable and secure computing.