Seminário Ciência e Império

Folclore colonial e Resistências: canções Cokwe gravadas pelo Museu do Dundo, Angola (década de 1950)

Cristina Sá Valentim, CES (Portugal)

Sala 8.2.19, FCUL, Lisboa

Este seminário destina-se à apresentação de trabalhos em curso sobre as inter-relações entre conhecimento científico, tecnologia e formações imperiais. O seminário convoca historiadores, antropólogos e cientistas sociais em geral para uma reflexão conjunta e interdisciplinar sobre a ciência e o fenómeno colonial.

Realiza-se nas segundas quartas-feiras de cada mês, das 12h30 às 13h30, alternadamente na Faculdade de Ciências e no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

As sessões são abertas à comunidade académica e não académica, apelando à participação de investigadores nacionais e estrangeiros, de diferentes instituições.

Resumo: Entre 1950 e 1960, a Companhia de Diamantes de Angola - Diamang - organizou no leste angolano, com o apoio do Museu do Dundo, campanhas sistematizadas de recolha etnomusical em aldeias dos distritos do Moxico e da Lunda. Essas canções, cantadas pelos trabalhadores contratados e seus familiares, iam circulando no leste angolano e, em formato de disco e bobine, passaram a viajar também entre África, América e Europa como Folclore Musical Indígena. Idealmente concebido como impermeável aos efeitos da modernidade ocidental colonial capitalista, a pesquisa que efetuei sobre esse Folclore veio Constatar que parte do repertório `tradicional' e 'autêntico' revela atitudes de denúncia e de consciencialização da subalternização vivida; processos de manutenção de emoções e de desejos; apropriações e colaborações perante o sistema colonial; e negociações entre interesses, identidades e posicionamentos diferentes no seio de um contexto opressor, violento e racista, Tendo como referência canções Cokwe gravadas na década de 1950, neste seminário pretendo discutir até que ponto essas canções possibilitaram aos "indígenas" a criação de espaços de autonomia de ação e de resistência. A interpretação das canções é textual e contextual. fundamentada em trabalho de terreno etnográfico em Portugal e em Angola, combinando fontes arquivísticas com fontes de memória oral.

12h30
CIUHCT - Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia
CIUHCT

A Escola de Verão de Matemática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa é dedicada a todos os alunos do primeiro ciclo, ou início do segundo, que têm um gosto especial pela matemática e que pretendem decidir a continuação dos seus estudos.

Francisco Ferreira Cunha defende a dissertação "Desenvolvimento de um Software para Alinhamento Virtual de Lâminas Integralmente Digitalizadas de Anatomia Patológica".

Por Luísa Canto e Castro Loura (Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, Portugal).

Por Giovanni de Lellis (University of Naples Federico II).

Candidaturas ao Programa de Estágios de Verão FCUL

A Faculdade de Ciências vai implementar este ano, pela primeira vez, um programa de estágios de verão.

A iniciativa conta com a participação de vários membros da Faculdade de Ciências da ULisboa: Ana Cristina Figueiredo, José Barroso, Elsa Gonçalves e Catarina Leal.

Por Ana Cristina Reis (PhD student, cE3c).

Conferências CIUHCT "Um museu dos plásticos? Para quem?"

No âmbito do projeto “O Triunfo da Baquelite - Contribuições para uma História dos Plásticos em Portugal” (Ref .: PTDC / IVC-HFC / 5174/2014), desenvolvido no Centro Interuniversitário de História das Ciê

Seminário Permanente de Astronomia Antiga - 21 junho 2018

Este novo seminário, organizado pelo CIUHCT e pelo Departamento de História e Filosofia das Ciências (FCUL), é dedicado à história da astronomia antiga, estendendo o conceito aos aspectos históricos da disciplina, ou de outras que com ela se relacionaram, até ao século XIX.

The Workshop in Integrative Approaches in Neurodegeneration is organized in the frame of the FlySMALS consortium, funded by the 2013 JPND Transnational call for “European research projects for Cross-Disease Analysis of Pathways related to Neurodegenerative Diseases”, which come

Gestão e Ecologia do Fogo: uma solução Contra os Incêndios?

O Fogo é apresentado nas suas vertentes menos conhecidas. As espécies florestais portuguesas e as suas adaptações ecológicas ao fogo. Será o Fogo uma surpresa para os nossos ecossistemas? O Pinheiro, o Eucalipto e o Sobreiro. O que conhecemos da sua ecologia?

A sessão final da mais recente edição da cadeira Projeto Empresarial terá lugar no dia 22 de junho.

Ângela Duarte Henriques apresenta o trabalho de projeto "Cash Back Program".

Logótipo da redeAGRO

As alterações climáticas são um dos maiores desafios que a humanidade enfrenta.

Oficina Ciência e Império na Era da Descolonização

O Ciência e Império de 2017-2018 irá concluir com um dia inteiro de conferências e debates, no ICS. Para participar, inscreva-se através do e-mail cienciaimperio@gmail.com.

Cursos Avançados cE3c 2017/2018

This course offers an overview of the different ways to measure biodiversity, and provides tips for the stratification of primary biodiversity data and the construction of variables that describe its various facets.

Por Aymeric Baradat (École Polytechnique, Paris).

Diogo Loureiro Caetano defende a dissertação "Linear stability for differential equations with infinite delay via semigroup theory".

Encontro dirigido a profissionais e utilizadores de Estatística, académicos, investigadores e estudantes. 
 

Por Vinicius Bastazini (Post doctoral research fellow at CNRS Theoretical and Experimental Ecology Station, Moulis, France).

Por Luisa Fiorot (Università degli Studi di Padova).

Ciência 2018 - Encontro com a Ciência e Tecnologia em Portugal

A iniciativa procura debater os principais temas e desafios da agenda científica, estimulando a participação e a interação entre investigadores, setor empresarial e público em geral.

Verão na ULisboa 2018

A edição de 2018 da iniciativa Verão na ULisboa decorre nas semanas de 02 a 06 de julho (alunos do 10.º,11.º e 12.º ano) e de 9 a 13 de julho (alunos do 7.º, 8.º e 9.º ano).

Por Marco Masoero (Université Paris-Dauphine).

Páginas