Física

Bem-vindos ao Departamento de Física

O Departamento de Física (DF) de Ciências forma Físicos, com diferentes sensibilidades. Procura dotar os seus graduados com conhecimentos e, sobretudo, com competências que lhes permitam ser activos na investigação científica, na aplicação de conhecimentos, na transposição de modelos e conceitos para os diversos domínios da vida, da sociedade e da economia.

Fá-lo recorrendo aos formatos normais de formação, uns mais orientados para os modelos e conceitos físicos, outros procurando polarizar os estudantes para abordagens de engenharia de base física, que podem ser aplicadas em inúmeros domínios - e que quase sempre têm em comum sensores, sistemas e processos, por um lado, e informação, ciência de dados e conceitos emergentes, por outro.

O DF é responsável por oito cursos, incluindo dois Mestrados Integrados nas engenharias. Tem formação de 1.º, 2.º e 3.º ciclos nas áreas de Física, Engenharia Física e Engenharia Biomédica e Biofísica e um 3.º ciclo em Astronomia e Astrofísica.

O DF realiza investigação nos domínios das ciências do espaço (a partir da Terra e do espaço, em instrumentação e em astronomia e astrofísica), da biofísica, biomédica e sistemas biológicos, da matéria condensada (nomeadamente matéria mole e nano partículas) e das radiações ionizantes e partículas. Nalguns destes domínios, a ligação a organizações internacionais (em particular, à ESA, ESO e ao CERN) é intensa, criando condições para contextos formativos riquíssimos e níveis de exigência e de profissionalismo ímpares, de que muitos mestrandos e doutorandos beneficiam.

Ao longo do tempo, os nossos graduados transformaram-se em cientistas, tipicamente na Universidade, em Portugal e fora, assumiram responsabilidades em hospitais, empresas, institutos e consultoras, ou criaram as suas próprias empresas. Na maior parte dos casos, continuam ainda hoje a lidar com conceitos, modelos e sistemas físicos, noutros aprenderam a usar bem a capacidade analítica, de abstracção, de modelação e de apreensão da complexidade de sistemas com que a formação que receberam os dotou e que souberam ampliar e explorar.

As interfaces e as transposições conceptuais e disciplinares foram sempre desafios irrecusáveis para a curiosidade dos Físicos, em todos os tempos. É deste o ambiente que gostaríamos de vos fazer usufruir, durante os melhores anos da vossa vida, numa Faculdade de Ciências que é um verdadeiro caldo de ciências e culturas científicas distintas, mas que se reforçam mutuamente.

7 de setembro de 2018

José Manuel Rebordão
Presidente