Estudante de doutoramento da Ciências ULisboa distinguida com Prémio Frederico Machado

Distinção destaca investigação no arquipélago dos Açores

vista de uma ilha para outra (Açores)

Esta é a primeira edição do prémio, que pretende ajudar a promover a investigação científica nos Açores

Karim Sakhibgareev [Unsplash]

O Prémio Frederico Machado 2022-2023, o primeiro de índole científica a ser atribuído nos Açores, foi ganho pelas equipas lideradas por Mariana Andrade, aluna da Ciências ULisboa e investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), na área das Geociências, e por Pedro Afonso, investigador do Instituto de Investigação em Ciências do Mar da Universidade dos Açores (OKEANOS), na área das Ciências do Mar.

O prémio, que surgiu no âmbito nas comemorações do centenário do nascimento do cientista e humanista açoriano Frederico Machado, tem como objetivo promover a investigação científica que contribua para aprofundar o conhecimento e o desenvolvimento sustentável dos Açores, bem como a implementação dos objetivos da Agenda 2030 das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável.

A iniciativa partiu do desafio lançado pela Associação dos Antigos Alunos do Liceu da Horta ao OKEANOS, para liderar a componente científica do prémio, e contou com o apoio da Presidência do Governo dos Açores e da Câmara Municipal da Horta.

Mariana Andrade
Mariana Andrade liderou uma das equipas premiadas
Imagem cedida por MA

Mariana Andrade, aluna de doutoramento em Geologia, liderou a equipa responsável pelo artigo “Unraveling the Holocene Eruptive History of Flores Island (Azores) Through the Analysis of Lacustrine Sedimentary Records”, que se debruçou sobre a história eruptiva da ilha das Flores durante o Holocénico, com o objetivo de avaliar os principais fatores que controlam a interação magma/água, e consequentemente a explosividade de erupções vulcânicas em ilhas oceânicas com elevada disponibilidade hídrica.

“Os resultados obtidos mostram que o vulcanismo Holocénico na Ilha das Flores foi mais longo e mais recorrente do que se pensava. O risco vulcânico desta ilha tem sido muitas vezes subvalorizado, dada a sua localização num ambiente tectónico relativamente estável, e tendo em conta a ausência de erupções no registo histórico. Estes novos dados, no entanto, mostram que a Ilha das Flores sofreu diversas erupções num período relativamente recente e, portanto, ao contrário do que é tipicamente assumido, a possibilidade de futuras erupções deve ser devidamente considerada.” – explica a investigadora.

Da equipa de nove investigadores fazem parte Ricardo Ramalho e Armand Hernández, também investigadores do IDL.

Pedro Afonso, investigador do OKEANOS, liderou uma equipa de seis investigadores na elaboração do artigo “The Multi-Annual Residency of Juvenile Smooth Hammerhead Shark in an Oceanic Island Nursery” sobre tubarões-martelo juvenis ao largo das ilhas do Faial e Pico.

O assunto teve destaque numa reportagem da RTP Açores.

A distinção tem um valor pecuniário de 2 500€ para cada uma das equipas.

Nesta primeira edição, foram submetidas a concurso 18 publicações científicas: 8 em Geociências e 10 em Ciências do Mar. No total, estas contribuições foram publicadas em 15 revistas científicas internacionais de elevado impacto, e tiveram como autores 204 investigadores, pertencentes a dezenas de instituições de investigação regionais, nacionais e internacionais.

Marta Tavares, GJ Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Visita de Estudo à nova Universidade de Lisboa

“[Viveu-se um ambiente] muito propício ao debate onde o intercâmbio de ideias e de boas práticas foram muito gratificantes e uma mais-valia para os participantes e oradores do evento”, declarou Luísa Cerdeira, pró-reitora da Universidade de Lisboa e presidente do FORGES.

Álvaro de Campos

TABACARIA

O Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (DI-FCUL) vai organizar a 3 de julho deste ano a primeira edição do 

“Eu sempre gostei de fazer desenho geométrico e sempre me interessei pelos azulejos e seus painéis e pela calçada portuguesa pela sua beleza, pela arte, e porque têm potencialidades científicas, estéticas e didáticas praticamente ilimitadas”, conta o investigador do Grupo de Física-Matemática, distinguido recentemente com o Prémio Abordagem Inovadora “SOS Azulejo 2012”.

As bibliotecas do C4 e C8 têm horários alargados durante a época de exames de 1 a 29 de Junho.

Mestrados DBA 2013-2014

Investigadores do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour”

A equipa do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour” esteve reunida na FCUL, nos dias 21 e 22 de maio. Os investigadores avaliaram as ações em curso e discutiram alguns assuntos com a comunidade de end-users.

Jorge Manuel Ribeiro Rezende galardoado com o prémio “Abordagem Inovadora”

Intervenção na cerimónia de entrega dos Prémios 'SOS Azulejo' 2012:

Sessões dias 24 e 25 de junho 2013

"Gás de Xisto"?! Sim? Não? Porquê? Como? Onde?

Cerimónia de escritura do Instituto do Petróleo e do Gás

A transferência de conhecimento e tecnologia para a sociedade faz-se mediante o reforço das relações entre as comunidades científica e empresarial. Para J. M. Pinto Paixão, diretor da FCUL, esta é a oportunidade ideal para constituir parcerias suportadas no conhecimento e no exercício de uma cidadania plena.

Acções de Formação em Geologia na FCUL / 2013

Departamento de Geologia da FCUL

Informações sobre o procedimentos de escolha de ramo na Licenciatura em Geologia, 2013-14, do Departamento de Geologia da FCUL.

Alunos de Estatística Aplicada da FCUL

Atualmente, o uso e a aplicação da estatística têm a sua razão de ser não apenas na legitimação da indução, mas também na possibilidade de incorporar a incerteza nas suas conclusões: outro testemunho da sua proximidade ao real.

 

O Departamento de Informática (DI), da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), convida as empresas e instituições para o estabelecimento de Parcerias e a submeter propostas de trabalhos na área de Engenharia Informática e da Seguranç

Sessão de esclarecimento dia 31 de maio 2013, 11h, anfiteatro 2.4.16

Colocação por unidade curricular- informação atualizada

 

Conhece as reais causas das expulsões de 1947? Como eram as relações da Faculdade de Ciências com o Instituto Superior Técnico? Uma das últimas edições da FCUL procura responder a estas e a outras questões.

Alexandre Ribeiro, criador do jogo Fangz destacado recentemente na App Store dos EUA, voltou àquela que foi a sua instituição de ensino superior, a FCUL, para partilhar experiências, curiosidades e dificuldades vivenciadas ao longo da conceção do jogo, aproveitando para responder às dúvidas dos interessados.

Conferência por Isabel Sacramento Grilo, Department of Geological Sciences SDSU, San Diego, California. EUA.

No âmbito do Ano Internacional de Estatística, a Sociedade Portuguesa de Estatística (SPE)  e o Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL)  promovem uma

Visitantes e colaboradores do Dia Aberto em Ciências comentam a iniciativa que em 2013 reuniu cerca de 1400 pessoas, entre alunos do básico e secundário e seus professores.

Inquéritos Pedagógicos. 2.º Semestre de 2012-13

Os Inquéritos Pedagógicos são uma ferramenta fundamental para a avaliação da qualidade do ensino na FCUL

Fangz, jogo criado por aluno da FCUL que conquistou a Apple

Alexandre Ribeiro, antigo aluno do Departamento de Informática da FCUL, é o primeiro português a conseguir destacar uma aplicação nacional na App Store dos EUA. Para além deste destaque, foi eleito jogo da semana no fórum da Touch Arcade, “o site de maior reputação no mundo dos jogos para plataformas móveis”.

Páginas