Visita à FCUL

Experimentar a Física

+ Sobre esta passagem pela FCUL

“Achei interessante porque é uma aplicação daquilo que aprendemos nas aulas e é uma maneira diferente de ver a teoria”, David Alexandre, aluno do 12.º ano da Escola Secundária Vergílio Ferreira

“Este tipo de iniciativas é importante, antes de mais, para que a sociedade encare as instituições de ensino - sejam universitárias, escolas, infantários, -, como entidades importantes e que estão ao seu serviço. O facto de abrirmos as portas para fazer esse tipo de atividades, é chamar a sociedade para dentro das instituições e perceber o que é que nós aqui fazemos e de que maneira é que estamos ao seu serviço. Por outro lado, tem a componente formativa e informativa: formativa para os alunos, informativa para os pais”, Teresa Amorim, professora do Departamento de Física

“Achei bastante interessante, mostram-nos como se utiliza aquilo que aprendemos nas aulas na vida prático e para nós é muito importante aprender isso mesmo. Queria seguir Engenharia Mecânica. Gostei de ver tudo!”, Daniel Fernandes, aluno do 12.º ano da Escola Secundária Vergílio Ferreira

“Em alguns laboratórios, eles vão ver coisas que são bastante mais avançadas do que aquilo que conseguem ver na escola secundária. Pensamos que é sempre um atrativo para eles, é um incentivo, e nós esperamos que pelo menos uma parte deles sejam cativados para as ciências”, Luís Peralta, professor do Departamento de Física

Experiências realizadas, curiosidades satisfeitas, dúvidas esclarecidas. Assim se faz o balanço da manhã de 11 de dezembro, passada na FCUL, com professores e investigadores da Faculdade e os alunos da Escola Secundária Vergílio Ferreira, à descoberta da Física.

No Departamento de Física, a “Sala dos Porquês” fez jus ao nome e foi um dos locais escolhidos para a difusão de conhecimento. Nela, os alunos foram divididos em três grupos para observar e aprender experiências relacionadas com propriedades elétricas e magnéticas da matéria e com ondas sonoras.

“No início, os alunos não quiseram fazer muitas perguntas mas depois quiseram mexer nas coisas. Isso é importante! Não devem ter uma atitude estática mas devem interagir. É esse o objetivo, [todas estas atividades] são para isso mesmo: mexer”, declarou a professora do Departamento de Física, a prestar apoio na visita, Teresa Amorim.

Para além desta sala, no laboratório de Física Nuclear e Radiações também se desmistificaram “porquês” em experiências ligadas ao tema das radiações e radioatividade.

André Aves, aluno do 12.º ano da Escola Secundária Vergílio Ferreira, já conhecia a FCUL. No ano passado, visitou um dos departamentos de Biologia e ficou satisfeito com o que aí viu e aprendeu. Este ano, aceitou o convite e veio descobrir o Departamento de Física. André não tem dúvidas quanto à relevância destas atividades para a tomada de decisões futuras: “estas experiências, não só por serem a aplicação prática daquilo que damos nas aulas, mas também por nos mostrarem mais opções para o futuro, são bastante boas pois ajudam-nos a esclarecer alguns assuntos [e, assim, ajudam-nos] a construir as nossas decisões”.

Para André Vitorino esta experiência aproximou-o da área: “gostei mais da atividade dos ímanes. Acho que é importante participar porque eu, por exemplo, não sou muito bom a Física nem gosto muito da disciplina mas assim acho que fico a gostar mais, fico mais interessado”.

A FCUL abre as portas aos alunos, professores e pais com interesse ou curiosidade pela ciência, para mostrar como funcionam os laboratórios, quem são os cientistas, que materiais estão à disposição de quem aqui estuda e investiga.

Neste ano letivo, contabilizam-se cinco visitas de escolas à FCUL, sob a coordenação do Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL (GCIC-FCUL). No ano anterior, registaram-se 14 visitas. Em nenhuma destas contabilizações entra o número de escolas que visitam a FCUL através do Dia Aberto - dia dedicado exclusivamente à receção e ao acompanhamento de escolas às instalações da Faculdade -,e das visitas organizadas diretamente pelos professores dos departamentos da Faculdade.


Na "Sala dos Porquês" os alunos observaram e realizaram experiências relacionadas com propriedades elétricas e magnéticas da matéria e com ondas sonoras
Fonte GCIC-FCUL

“Os professores e alunos mais velhos da Faculdade têm um papel fundamental, pois para além das aulas e da investigação, são eles que dão a cara, explicam, tiram dúvidas, mostram a casa, falam sobre os seus sonhos como cientistas e sobre a realidade da ciência em Portugal e lá fora”. A declaração é de Miguel Gonçalves, coordenador do GCIC-FCUL, que salienta a importância destes contactos diretos.

Depois da manhã rica em conhecimento científico, na despedida, em jeito de convite, o professor do Departamento de Física, Luís Peralta, informou: “existem vários laboratórios [para os alunos visitarem], de acordo com a disponibilidade dos docentes. Entre as diversas temáticas abordadas temos, por exemplo, a Física da Matéria Condensada onde é mostrado o SQUID e os laboratórios de Engenharia Biomédica onde se podem ver robots. O Departamento tem sempre disponibilidade para receber estes alunos!”

Para ver alguns dos momentos da passagem destes alunos pela FCUL, consulte o álbum de fotografias no Facebook da Faculdade.


 A FCUL abre as portas aos alunos, professores e pais com interesse ou curiosidade pela ciência, para mostrar como funcionam os laboratórios
Fonte GCIC-FCUL

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

“A inovação é tipo ‘ovo de Colombo’, depois de se saber, parece fácil. Só que ‘saber’ significa um longo caminho de amadurecimento do conhecimento”, declara Maria Filomena Camões, docente do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, a propósito da atribuição da Bolsa Europeia de Excelência de Investigação.

A. M. Galopim de Carvalho num dos geoparques

O pioneiro da Geoconservação em Portugal sente-se agradado pelo reconhecimento dos mais de 20 anos de serviço em prol da preservação e salvaguarda dos geoparques, considerando o tributo um importante incentivo para a defesa territorial, para a promoção da geodiversidade e para o desenvolvimento sustentável baseado no património geológico.

Isaac Carrêlo e Rita Almeida, alunos do curso de Engenharia e Energia do Ambiente e Eva Barrocas, do curso de Biologia, viajaram até Cabo Verde para fazer parte da equipa Turtle Foundation. Durante um mês de experiências intensas, protegeram tartarugas e levaram os ensinamentos apreendidos na FCUL até à comunidade local.

Mapa

O Memorando de Entendimento celebrado com Portugal estabelece oito áreas programáticas para a respetiva alocação de verbas para 2009/2014. A abertura de concursos para Portugal deve acontecer ainda este ano.

Palestra por Jennifer de Jonge

Centro de Biotecnologia Vegetal/IBB

Evolução Tecnológica e o Cadastro Territorial Multifinalitário no Brasil

VicenTuna anima Sessão de Boas-vindas

Receber os novos alunos numa sessão de boas-vindas é uma das tradições da FCUL. Agora, o espírito da cerimónia pode ser conhecido pela voz dos profissionais e alunos que fizeram parte da última sessão, através de uma reportagem multimédia presente na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Pormenor de obra de arte

Atualmente, o antigo aluno da FCUL é post-doc na Universidade Federal do Rio Grande - Fundação Universidade do Rio Grande, no Brasil, sendo responsável por projetos na área da Biologia Antártica – Biologia Polar.

Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Repórter e câmara de filmar

Após as palavras , chegam os sons e as imagens  do dia em que a FCUL voltou a fazer parte da “Rota das Vocações de Futuro” da associação EPIS. A reportagem está disponível na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

 

O histórico de aluno no Portal da FCUL foi atualizado e renovado.

Relembramos que pode utilizar os vários meios ao dispor para deixar comentários ou sugestões sobre os serviços da FCUL.

Bruno Almeida, doutorado em História das Ciências pela Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL e membro do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, ganha "Prémio Cultura 2012" atribuído pela Sociedade de Geografia de Lisboa.

Alunos informam-se sobre programas de mobilidade internacional

“É uma grande oportunidade que estou a ter, a Faculdade dá um grande apoio aos alunos. (…) Estou a gostar do convívio com os colegas, das aulas, das disciplinas e da cultura portuguesa”, sublinha Daniel Martins, aluno oriundo do Brasil a estudar Biologia na FCUL.

Pela 2.ª vez, o Dia Internacional proporcionou a divulgação de programas de mobilidade internacional junto dos alunos, esclarecendo dúvidas e curiosidades. Durante o acontecimento, trocaram-se experiências, conheceram-se hábitos e tradições de diferentes países e, acima de tudo, enalteceu-se o espírito de convívio em ambiente "além-fronteiras".

Candidaturas para Base de Recrutamento de Professores Auxiliares Convidados do DF

“MARAVILHAR-SE: reaproximar a criança da Natureza” 

Foi duplicado o espaço de armazenamento nas áreas de alunos. A nova quota é agora de 1 Gb.

 

Com o intuito de inovar e proporcionar os melhores temas aos alunos da Faculdade de Ciências no que diz respeito às novas tecnologias, a

Páginas