Seminários de Doutoramento do Programa de Doutoramento Internacional em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade

O Labirinto

Sala 6.2.50, FCUL, Lisboa

Apresentação por José Félix Costa, no âmbito dos Seminários de Doutoramento do Programa de Doutoramento Internacional em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade.

Neste seminário confronta-se o devaneio do labirinto, tal como descrito por Bachelard, com a solução científica do passeio labiríntico dada no século XIX, solução que foi, no entanto, ignorada pela obra literária dos séculos XIX, XX e pela já produzida no século XXI. Presente na literatura desde a Antiguidade, o conceito de labirinto preocupou filósofos, teólogos e matemáticos ao longo de 2500 anos. Do labirinto multicursal de Dédalo (da Eneida de Virgílio e das Metamorfoses de Ovídio, possivelmente da Ilíade de Homero e da Teogonia de Hesíodo) ao labirinto unicursal da Catedral de Chartres, da Divina Comédia de Dante e do Auto da Alma de Gil Vicente, do labirinto multicursal da Queste del Saint Graal de Albert Pauphilet (século XIII) ao labirinto de La biblioteca de Babel de Jorge Luis Borges e labirinto da consciência de Inception de Christopher Nolan, estabeleceram-se processos de crescimento individual que se desenrolam (que se desdobram) enquanto se caminha pelos meandros dos diversos labirintos enfrentando-se o si-mesmo – o verdadeiro Minotauro de Cnossos. (Teseu terá vencido a batalha no plano material, mas não a verdadeira batalha no plano psíquico.) Outro exemplos paradigmáticos de labirintos podem encontrar-se na literatura, inter alia nos romances The Woman in White de Wilkie Collins, Jane Eyre de Charlotte Brontë, Moby Dick de Herman Melville, Il Nome Della Rosa de Humberto Eco. Diz Bachelard que o labirinto é não mais que «Um sofrimento primário, um sofrimento da infância. Será um traumatismo de nascimento? Será, ao contrário, como acreditamos, um dos traços mais nítidos de um arcaísmo psíquico?»
Porém, damo-nos conta de que o labirinto que nos é familiar tem solução matemática simples, ignorada pelos autores. Mais, tem solução numa linguagem nova na Matemática do século XVIII, inesperadamente introduzida ad hoc por Leonhard Euler. Como é que um problema que tem solução matemática simples continua, na forma de problema insolúvel, a decorar o mundo da arte, da literatura e do cinema? É que atravessar o labirinto tornou-se uma metáfora de processos mentais e de aprendizagem dialética já descrita no Euthydemus de Platão, mas que não tem linguagem adequada na ciência contemporânea. A contradição é realçada por Bachelard quando diz que «… caminhar no bosque escuro ou na gruta tenebrosa, perder-se, estar perdido são situações típicas.

15h00
CFCUL - Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa

Mathematical Logic Seminar, por Luís Cruz-Filipe (University of Southern Denmark).

Seminário Doutoral em Ciências do Mar, por Pedro Nunes.

Título/data/local do evento, logótipo da RedeMov e fotografia de torniquete de acesso a meio de transporte

Evento no âmbito do Ciclo de Conferências "Conversas à 6.ª", promovido pela redeMOV da Universidade de Lisboa.

Designação dos prémios, sobre uma imagem abstrata em tons cor de laranja

As candidaturas decorrem até 23 de fevereiro, com uma nova metodologia de avaliação.

Um convite à descoberta da vida na Serra de Grândola.

Fauna e flora, investigação e educação, pela lente de cientistas e jovens biólogos.

Seminário do Centro de Física Teórica e Computacional, por Pedro Jorge (Departamento de Física, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto, and Centro de Fotónica Aplicada do INESC TEC, Portugal).

Pormenor de homem a folhear um livro

M50 - Programa de Formação Universitária para Maiores de 50 anos.

Fotografia de árvores sem folhas e de bancos de jardim

Estudantes de pós-graduação em Matemática da Faculdade de Ciências da ULisboa falam, de forma descontraída e informal, sobre o seu trabalho.

Fotografia de sinal identificativo de vinha

Apresentação de candidaturas até 28 de fevereiro.

Seminário Doutoral II (Doutoramento em Biologia), por Ana Sofia Lopes.

Seminário do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e do Centro de Matemática Computacional e Estocástica, por Bruno Santos (Stockholm University, Sweden).

Hi-Phi Seminar, por Ana Simões (CIUHCT/Ciências) e Ana Matilde Sousa (CIEBA/FBAUL).

Conferência do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, por Luís Campos Ribeiro (CIUHCT, Ciências ULisboa).

Título/data/local do evento, logótipo do projeto e fotografia da oradora

Seminário TWIN2PIPSA, por Sophie Jackson (Yusuf Hamied Department of Chemistry, University of Cambridge).

Theory of Computing Seminar, por Mateusz Skomra (LAAS/CNRS).

Título do evento, sobre uma fotografia do Large Hadron Collider

The objective of the course is to introduce the physics, analysis methods and results on the physics areas covered by the LHC experiments.

Seminário Doutoral II (Doutoramento em Biologia), por Susana Martins.

Colóquio de Matemática, por José Francisco Rodrigues (DM-Ciências ULisboa).

Título/data/local do evento e logótipos dos organizadores

O Departamento de Matemática e o Núcleo de Estudantes de Matemática e Matemática Aplicada associam-se às celebrações do Dia Internacional da Matemática.

Seminário do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e do Centro de Matemática Computacional e Estocástica, por Gustavo Soutinho (Faculdade de Economia da Universidade do Porto - FEP e Instituto Superior de Saúde Pública da Universidade do Porto - ISPUP).

Logótipo do Dia Internacional da Matemática, sobre um fundo branco

Atividades a decorrer em Ciências ULisboa nos dias 13 e 14 de março.

Mão humana a interagir com um ecrã virtual

Novos prazos de submissão de candidaturas a projetos IC&DT e PeX.

Fotografia de participantes numa anterior edição da Jobshop Ciências

O maior evento de empregabilidade de Ciências, a decorrer nos dias 09 e 10 de abril.

23 de abril de 2024 assinalamos o 113.º aniversário da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Páginas