Bolsa de Iniciativas PRR: Transição Agroenergética

Fotografia de campo agrícola e parque eólico
Photo by Karsten Würth on Unsplash

O Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) define um conjunto de investimentos e reformas que devem contribuir para as seguintes dimensões: resiliência, transição climática e transição digital. Neste contexto, a Componente 5 - Capitalização e Inovação Empresarial, integrada na Dimensão Resiliência, visa aumentar a competitividade e a resiliência da economia com base em I&D, inovação, diversificação e especialização da estrutura produtiva. Da referida Componente faz parte a Agenda de Inovação para a Agricultura 20|30.

Logótipos Terra Futura e PRR

Nesse contexto pretende-se dinamizar programas e projetos de investigação e inovação centrados nas 15 iniciativas emblemáticas preconizadas por esta Agenda, concretizando a estratégia aprovada em Resolução de Conselho de Ministros (n.º 86/2020, de 13 de outubro).

A Bolsa de Iniciativas PRR encontra-se disponível e tem os seguintes objetivos:

  • Promover o encontro entre interessados em desenvolver iniciativas de inovação no setor, bem como a aglomeração destas iniciativas em torno de objetivos semelhantes;
  • Promover a apresentação de propostas de projetos para o apoio previsto no PRR, componente 5 - Investimento RE-C05-i032 - Agenda de investigação e inovação para a sustentabilidade da agricultura, alimentação e agroindústria (Terra Futura).

Nesta fase da bolsa de iniciativas, a decorrer, serão aceites iniciativas enquadradas na:

  • Iniciativa emblemática 11 "Transição Agroenergética".

As atividades de investigação e inovação a desenvolver nos planos de ação devem enquadrar-se numa ou em várias das seguintes linhas de ação:

  • LA 11.1. Redes colaborativas: apoiar a inovação e as redes colaborativas de agricultores para a transição energética e descarbonização do setor, nomeadamente através do fomento ao estabelecimento de Comunidades de Energia Renovável e de autoconsumos coletivos;
  • LA 11.2. Produção e consumo de energia: fomentar a eficiência energética e instalação de unidades de produção para o autoconsumo, individual, coletivo ou em contexto de comunidades de energia renovável.

As iniciativas a apresentar, enquadram projetos de I&D, de inovação, de testagem e adaptação de tecnologia e processos existentes, em novos contextos, visando o desenvolvimento de conhecimento.

O investimento total a propor deverá ser até 1 milhão de euros.

O projeto deverá ser desenvolvido por uma parceria que integre obrigatoriamente a participação de PME ligadas ao setor, instituição do ensino superior e ou tecnológico ou de investigação, Organização de agricultores/organização de produtores e Centro de Competências, podendo incluir outras entidades relevantes para o projeto.

Os projetos deverão estar concluídos e com resultados concretizados até 31.12.2025, com uma duração máxima de 4 anos.

Todos os intervenientes nas iniciativas têm de ser membros da Rede Rural nacional.

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Ciências) só poderá ser coordenadora de uma iniciativa em cada concurso. O número de iniciativas em que pode participar como parceira não tem limitação.

Caso existam vários investigadores de Ciências interessados em coordenar iniciativas, será feita uma pré-seleção das mesmas pela Direção de Ciências.

Nesse sentido, todos os investigadores que pretendam submeter uma iniciativa à Bolsa de Iniciativas têm obrigatoriamente de comunicar essa intenção à Direção de I&D através do email projectos@fc.ul.pt, indicando se pretendem ser coordenadores ou parceiros da iniciativa a submeter, até ao dia 30 de agosto de 2022.

As iniciativas devem ser submetidas na Bolsa de Iniciativas até ao dia 30 de setembro 2022.

Os projetos devem ser submetidos no Balcão de Candidaturas até ao dia 31 de outubro 2022.

 

Mais informações:

The LASIGE Forum is an event, to be hosted four times a year, organized by the  PhD Student Commission of LASIGE.

Título do evento e indicação dos oradores

Encontro de Comunicação de Ciência(s), por Diogo Veríssimo (Universidade de Oxford), Maria Vicente (Plataforma de Ciência Aberta) e Milene Matos (BioLiving; Município de Lousada).

Fotografia de documentos antigos

As perspetivas epistemológicas acerca do arquivo, entendido enquanto realidade mas também como metáfora, sofreram transformações assinaláveis nos últimos anos.

Banner do evento

Sessão de apresentação de e-book no âmbito do projeto HOUSE (Hábitos e AlimentaçãO dos Universitários na SaúdE).

Geometry Seminar, por Daniel Barlet (Institut Elie Cartan, Géométrie, Université de Lorraine, Nancy).

Luís Saraiva (Ciências ULisboa) é o coordenador nacional do Seminário Nacional de História da Matemática.

Banner do evento

A Summer School dedicated to enhance skills on blue entrepreneurship, held just before the Lisbon United Nations Ocean Conference 2022.

This is a mostly practical course offering an overview on different community ecology and macroecological methods and software. These will include all steps of a research project, from the optimal sampling of communities to process inference from large-scale patterns of taxon, phylogenetic and functional diversity.

Fotografia de documentos antigos

As perspetivas epistemológicas acerca do arquivo, entendido enquanto realidade mas também como metáfora, sofreram transformações assinaláveis nos últimos anos.

Banner do evento

The Hi-Phi International Conference aims at fostering the debate between the History of Science and the Philosophy of Science communities by integrating not only independent studies of both disciplines, but also those that stand at the interface of History and Philosophy of Science.

Logótipo do evento e fotografia da cidade de Lisboa

Na conferência serão abordados temas relacionados com a gestão, avaliação e mitigação de riscos naturais e tecnológicos, assim como o seu impacto na saúde e nas sociedades.

Banner do evento

The purpose of this Workshop-School to bring together researchers working on different mirror symmetry phenomena occuring in moduli spaces.

This course aims to walk through the grounds of modern botany studies, covering subjects that have been excluded from most academic curricula.

Logótipo dos prémios

Muitos parabéns aos docentes e investigadores de Ciências premiados!

Logótipo do evento

A primeira edição das jornadas será dedicada ao tema “The 2030 Agenda for Sustainable Development: Embracing Societal, Technological and Environmental Challenges at ULisboa”.

Silhueta de ser humano em plena harmonia com a natureza

Submissão de iniciativas até 30 de junho de 2022.

Fotografia de banca de vegetais

Submissão de iniciativas até 30 de junho de 2022.

Inscrições até 24 de junho de 2022.

Logótipo da iniciativa e respetivas datas

As candidaturas para a 1.ª semana do Verão na ULisboa já estão abertas!

O CEAUL promove, mais uma vez, a investigação na área da Estatística através do programa "Sê Investigador por três semanas! - Edição 2022", dirigido aos alunos de Licenciatura e de 1.º ano de Mestrado! 

O evento visa reunir investigadores interessados na aplicação de isótopos estáveis em estudos ecológicos e na utilização de dados históricos de biodiversidade disponíveis em coleções museológicas.

The course aims at enabling the participants to use different methods to measure the impacts of pollutants on ecosystems. Basic knowledge will be provided through theoretical and practical lessons on how to select and use the most suitable metrics based on the analysis of multiple compartments of the ecosystems.

Banner do evento

The program will consist of plenary lectures, oral, flash and poster communications, and a round table about Science Communication.

This course offers an overview of the different ways to measure biodiversity, and provides tips for the stratification of primary biodiversity data and the construction of variables that describe its various facets. It also includes an in-depth review of the different types of data used to measure biodiversity and their problems and limitations.

Banner do evento

Estaremos hoje habilitados a prever o impacto da atividade humana no clima e a inferir daí a insustentabilidade do nosso modo de vida?

Páginas