Opinião

Algumas considerações sobre os Inquéritos Pedagógicos

A experiência destes anos mostra que as avaliações feitas pelos estudantes são um bom indicador da qualidade do ensino e que são úteis para a sua melhoria

ACI Ciências

Helena Iglésias Pereira
Fonte ACI Ciências

“Ao Conselho Pedagógico (CP) compete promover a realização de inquéritos regulares ao desempenho pedagógico da Faculdade e a sua análise e divulgação”, in Novos Estatutos da FCUL, Art.º. 63º, alínea c).

A experiência destes anos mostra que as avaliações feitas pelos estudantes são um bom indicador da qualidade do ensino e que são úteis para a sua melhoria.

Para desenvolver nos estudantes a cultura de avaliação, o CP fez algumas alterações ao inquérito, nomeadamente no que diz respeito à componente de auto-avaliação do aluno relativamente à sua participação e empenho na unidade curricular (UC). Para o efeito foram introduzidas questões sobre a assiduidade, o tempo de estudo dedicado à UC e o grau de satisfação com o respectivo desempenho.

De modo a permitir que o aluno tenha mais tempo para reflectir nas perguntas do formulário, tem-se vindo a tentar tornar o inquérito menos extenso.

A qualidade das respostas é um aspecto muito importante para o qual os estudantes precisam ainda de ser melhor sensibilizados, e nesse sentido a colaboração dos docentes é fundamental.

Ao longo de 2016/2017 o CP, representado pelo seu presidente e vice-presidente, visitou os departamentos e reuniu com os presidentes e respectivas Comissões Pedagógicas. Nestas reuniões foi referida por todos a importância dos Inquéritos e a necessidade dos estudantes os preencherem com consciência e sentido de responsabilidade, pois só deste modo podem dar aos seus docentes um feedback credível.

Nota da redação: a autora não segue o atual Acordo Ortográfico.

Helena Iglésias Pereira, presidente do Conselho Pedagógico de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt