Scientific Achievement Award e SET Panel Excellence Award

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho distinguidos pela NATO

Investigadores do DF e LOLS Ciências ULisboa dedicam-se a atividades no domínio geral da ótica e da fotónica

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho integram o grupo de trabalho dedicado ao encandeamento por laser no visível, efeitos e proteção

Imagem cedida por JCF e JPC

Um ponteiro laser não é um brinquedo!

Existe uma preocupação crescente com a ameaça que representam as fontes de radiação laser disponíveis comercialmente e facilmente adquiridas. Estas fontes, mais conhecidas por ‘ponteiros laser’ são muitas vezes mais intensas do que o permitido por lei. Se o perigo principal recai em situações críticas como a sua utilização na aterragem de aeronaves, não deixa de ser verdade que a visão de cada um de nós também pode ser afetada pelo mau uso desses dispositivos. É, portanto, importante que todos estejamos conscientes do seu poder e sejamos responsáveis no seu uso, não só por nós próprios, mas pelas crianças a nosso cargo. Um ponteiro laser não é um brinquedo!

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho

encadeamento por laser
Encadeamento por laser
Imagem cedida por JCF e JPC

 

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho, investigadores do Departamento de Física (DF) e do Laboratory of Optics, Lasers and Systems (LOLS) da Ciências ULisboa, foram distinguidos com o Scientific Achievement Award e com o SET Panel Excellence Award, pelo Conselho de Ciência e Tecnologia da NATO.

O Scientific Achievement Award foi atribuído pelo mérito das atividades desenvolvidas na sequência do trabalho realizado no grupo de trabalho dedicado ao encandeamento por laser no visível, efeitos e proteção. O prémio foi entregue a 20 de setembro do ano passado, durante uma reunião do Conselho de Ciência e Tecnologia da NATO, em Bucareste, na Roménia, ao Chairman do SET-198 - Sensors & Electronics Technologies, em que se insere este grupo de trabalho e que esteve presente, em representação do grupo.

“A componente nacional releva a avaliação do impacto do efeito do encandeamento por laser no olho humano usando modelos computacionais”, explicam os investigadores da Faculdade que em 2018, juntamente com o mesmo grupo de trabalho, também foram agraciados com o SET Panel Excellence Award, um diploma atribuído por aquela organização da NATO e que visa avaliar os resultados dos vários programas em curso.

Os diplomas entregues a José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho derivam das atividades realizadas entre 2013 e 2016. Os cientistas continuam a colaborar com a NATO. “Foi aprovado pelo STO um novo programa - o SET-RTG-249 “Laser Eye Dazzle – Threat Evaluation and Impact on Human Performance” -, cujo objetivo mais específico tem sido o de evoluir o trabalho feito anteriormente e avaliar a capacidade humana para continuar a fazer uma determinada tarefa sob o efeito do encandeamento por laser”, concluem.

Esta atividade da NATO tem sido realizada por um grupo de 19 cientistas de nove países da Aliança. Em Portugal decorre em articulação com o Ministério da Defesa.

Não são muito frequentes na Faculdade as atividades de I&D orientadas para a defesa mas durante muitos anos constituíram uma das principais atividades dos investigadores que trabalhavam no ex-INETI, integrado em 2009 na Faculdade.

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho dedicam-se a atividades no domínio geral da ótica e da fotónica sobretudo no Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço e no Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica da Ciências ULisboa.

ACI com DF Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt