Avaliação das Unidades de I&D 2017/2018

Ciências ULisboa acima da média nacional

Última Revisão —

As classificações excelente e muito bom destacaram-se na avaliação feita aos centros de investigação de Ciências ULisboa

Resultados da Avaliação de Unidades I&D 2017/2018 afetas a Ciências ULisboa

Excelente

Centro de Astrofísica e Gravitação (CENTRA)
Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE)
Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (cE3c)
Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM)
Centro de Química Estrutural (CQE)
Centro Interuniversitario de Historia das Ciencias e da Tecnologia (CIUHCT)
Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA)
Instituto Dom Luiz (IDL)
Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP)
LASIGE - Extreme Computing (LASIGE)

Muito Bom

Centro de Estatística e Aplicações (CEAUL)
Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa (CFCUL)
Centro de Física Teórica e Computacional da Universidade de Lisboa (CFTC)
Centro de Matemática Computacional e Estocástica (CEMAT)
Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional (CMAFCIO)
Grupo de Física-Matemática da Universidade de Lisboa (GFMUL)
Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica (IBEB)

Bom

Centro de Análise Funcional, Estruturas Lineares e Aplicações (CEAFEL)
Instituto de Biosistemas & Ciências Integrativas (BioISI)

“Este resultado constitui um reconhecimento claro da investigação feita pelos docentes e investigadores afetos a Ciências ULisboa, consolidando também a avaliação que a própria Universidade faz da investigação feita nas suas escolas e que apontam, também, Ciências ULisboa com os melhores indicadores de investigação per capita da ULisboa.”
Luís Carriço, diretor Ciências ULisboa

A avaliação aos centros de investigação científica feita pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) foi divulgada esta terça-feira, dia 25 de junho.

As unidades afetas a Ciências ULisboa conseguiram superar largamente o número elevado de centros com classificação excelente (31%) e muito bom (33%) do panorama nacional. Das 19 unidades de investigação da Faculdade que foram avaliadas, dez foram classificadas como excelente (52,6%), sete com muito bom (36,8%) e duas com bom (10,5%), resultando no total de cerca de 90% das unidades nas duas primeiras categorias, bem acima dos 64% registados a nível nacional.

Os resultados da avaliação definem o financiamento atribuído a cada centro para as suas atividades entre 2020 e 2023. De acordo com a FCT, no total serão atribuídos 420 milhões de euros de financiamento para este período.

Para os próximos quatro anos e de acordo com o comunicado de imprensa emitido recentemente, Ciências ULisboa pretende continuar a sua aposta na investigação de excelência, agora com um pouco mais de fundos (um acréscimo de mais de quatro milhões de euros). Estes fundos permitirão “impulsionar ainda mais quer a investigação, fundamental ou aplicada, que as suas unidades desenvolvem, quer a colaboração com empresas em projetos de inovação e na transferência de tecnologia, quer a sua realimentação ao ensino que, querendo-se superior e de qualidade, tem sempre que se enraizar na investigação”, refere Luís Carriço.

Scripta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Consulte alguns recortes de imprensa publicados sobre a temática.

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt