Inovação e colaboração entre academia, indústria, administração pública e sociedade civil

Turismo de saúde

Ciências ULisboa coordena HEALx-LAB

Lisboa

O projeto ALHTour visa potenciar a capacidade de inovação e de desenvolvimento de tecnologias de vida assistida para o sector do turismo de saúde na região de Lisboa

Octávio Pinto
Carlos Duarte
Carlos Duarte
Imagem cedida por CD

O HEALx-Lab - living lab para o desenvolvimento de tecnologias de vida assistida aplicadas ao sector do turismo de saúde irá permitir o desenvolvimento de tecnologias num ambiente colaborativo envolvendo investigadores, empreendedores e utilizadores ou clientes finais; e a qualificação, por via do incremento da componente tecnológica e de inovação, da oferta do sector do turismo de saúde na região de Lisboa.

Num primeiro nível, qualquer empreendedor pode ter acesso aos serviços do HEALx-LAB para desenvolver e validar ideias ou produtos. A este nível, gostaria que os empreendedores baseados na ULisboa e em Ciências em particular, pudessem beneficiar dos nossos serviços. Aqui refiro-me aos nossos alunos, professores e investigadores que atuem em qualquer área relacionada com saúde ou turismo, e que tenham vontade de passar uma ideia à prática. O HEALx-LAB oferece valências em todas as etapas do processo de geração do conceito, criação de protótipos e validação de soluções, estabelecendo depois a ponte para incubadoras da ULisboa e em particular para o Tec Labs – Centro de Inovação de Ciências ULisboa.

A outro nível, gosto de pensar que a sociedade civil no geral beneficiará desta iniciativa, pois poderá mais facilmente fazer chegar as suas necessidades aos empreendedores e contribuir assim para a criação de soluções para problemas reais.

Carlos Duarte

Ciências é uma das cinco instituições da ULisboa que integra o projeto ALHTOUR, financiado pela Comissão Europeia no âmbito do programa H2020 — Twinning of research institutions, no valor de €1.175.205,00. O principal resultado deste projeto é a criação do HEALx-LAB, um living lab para potenciar a inovação e a colaboração entre a academia, a indústria, a administração pública e a sociedade civil na área do turismo de saúde na região de Lisboa.

O HEALx-LAB é coordenado por Carlos Duarte, professor do Departamento de Informática, investigador do Laboratório de Sistemas Informáticos de Grande Escala de Ciências ULisboa e um dos membros do projeto ALHTOUR, cuja conferência final ocorreu no final de novembro, no Instituto de Ciências Sociais (ICS) da ULisboa.

Além de Ciências, o HEALx-LAB é constituído ainda pela Faculdade de Medicina, Faculdade de Motricidade Humana, ICS e Instituto Superior Técnico da ULisboa; e pela José de Mello Residências e Serviços, grupo Vila Galé e PLUX.

“Um espaço apropriado para um living lab na área do turismo de saúde deverá facilitar o acesso a uma população representativa dos futuros beneficiários da tecnologia que aí venha a ser desenvolvida. Nesse sentido, parceiros do HEALx-LAB, como a José de Mello Residências e Serviços, ou o Grupo Vila Galé, poderão facilitar acesso a espaços adequados às características dos diferentes projetos que se venham a desenvolver. Adicionalmente, estamos a avaliar a possibilidade de termos um espaço de carácter mais permanente no contexto dos parceiros ULisboa”, conta Carlos Duarte, cuja investigação se tem focado sobretudo na procura de alternativas que facilitem às pessoas com necessidades especiais, permanentes ou temporárias, o acesso a sistemas interativos.

O projeto ALHTour - iniciado em 2016 e que agora chega ao fim - é coordenado pela ULisboa e inclui ainda a colaboração das universidades de Maastricht, na Holanda, Católica de Leuven, na Bélgica e de Macerata, em Itália. Este projeto visa potenciar a capacidade de inovação e de desenvolvimento de tecnologias de vida assistida para o sector do turismo de saúde na região de Lisboa.

“Na Faculdade, o Departamento de Informática foi o mais ativo no âmbito do ALHTOUR. Daí a participação da Faculdade ter-se focado mais na componente associada às tecnologias de informação quando consideramos 'tecnologias de vida assistida'”, contextualiza Carlos Duarte adiantando que o balanço do projeto é positivo, já que os objetivos foram atingidos: “Para além da colaboração científica que se estabeleceu entre todos os parceiros, o principal resultado, a criação de um living lab na área do turismo de saúde, está em vias de concretização”.

Durante o projeto, investigadores de Ciências ULisboa realizaram visitas à Universidade Católica de Leuven para partilha de resultados da investigação realizados na área das tecnologias de vida assistida, assim como à Universidade de Macerata, cujo foco da visita visou a compreensão do processo de inovação usado nessa universidade, tendo em vista a sua disseminação na sociedade.

A área do turismo de saúde em Portugal tem uma implantação quase inexistente, apesar do potencial do País e em particular da região de Lisboa.

ICS ULisboa
A conferência final do projeto ALHTOUR ocorreu no final de novembro, no ICS ULisboa. Para Carlos Duarte o balanço do projeto é positivo, já que os objetivos foram atingidos, destaque para a criação do HEALx-LAB
Fonte ALHTOUR

 

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt