Entrevista com atleta e aluno de Química

Samuel Barata

“Quando se tem excelentes professores no curso, o trabalho do aluno é mais fácil”

"Para mim, pertencer a esta casa é um orgulho", declara Samuel Barata

Cedida por Samuel Barata

Samuel Barata, de 25 anos, é aluno do mestrado em Química de Ciências ULisboa e pratica atletismo desde os 12 anos. A carreira de atleta já o fez ganhar diferentes distinções, entre elas o 5.º lugar na Universíadas 2017 das Bolsas Educação Jogos Santa Casa.

Conheça mais pormenores do percurso do estudante e atleta, na entrevista a seguir apresentada.

“Sempre encontrei um bom ambiente entre alunos e professores o que me fez estar sempre motivado no estudo.”

Principais Feitos desportivos de Samuel Barata:

- Campeão nacional de 5000m em 2018

- Campeão nacional de estrada 2018

- 1.º lugar da São Silvestre de Lisboa 2017

- 20.º lugar no corta-mato europeu em Samorin, Eslováquia 2017

- 5.º lugar nas Universíadas em Taipei 2017

- Campeão nacional de corta-mato curto e de 5000m 2017

- Campeão nacional de 10.000m em 2015

Onde treina? A que clube está associado?

Samuel Barata (SB) - O meu treino é praticamente feito sempre no estádio nacional no Jamor. Neste momento estou associado ao clube Sport Lisboa e Benfica.

Como concilia o estudo e a atividade desportiva?

SB - Não é fácil conciliar os estudos com a atividade desportiva. Nos dois primeiros anos do curso foi mesmo complicado, isto porque o curso é exigente e tinha que estudar muito ao mesmo tempo. Nessa altura foi a minha transição de escalão de júnior para sénior no desporto, e aqui as exigências também aumentaram. Mas ao longo do tempo consegui encontrar o equilíbrio, aprendi que podia estudar fora da faculdade. Felizmente consegui fazer as cadeiras da licenciatura como de mestrado.

O que é o melhor de estudar em Ciências ULisboa?

SB - Estudar em Ciências é ótimo. É uma faculdade que oferece boas condições para tirar uma formação superior. Sempre encontrei um bom ambiente entre alunos e professores o que me fez estar sempre motivado no estudo.

O que é o melhor do curso em que se encontra?

SB - O melhor do curso de Química são as pessoas. Este curso é muito exigente, mas quando se tem excelentes professores no curso, o trabalho do aluno é mais fácil.

O que significa pertencer a esta casa, a Ciências ULisboa?

SB - Para mim, pertencer a esta casa é um orgulho. É uma casa que todos os anos forma excelentes profissionais nas diferentes áreas científicas. Este é o resultado do trabalho dos excelentes docentes e não docentes que a faculdade felizmente possui.

Quais são as principais dificuldades?

SB - A principal dificuldade que encontro é sobretudo conciliar a ida às aulas com os treinos. Para ser excelente a nível desportivo tem-se muitas vezes que treinar duas vezes por dia, e assim o tempo de aulas e estudo torna-se muito limitado. Acho que podia haver uma parceria com as federações, clubes e universidades para que houvesse mais facilidades, por exemplo na escolha de horários ou de turmas e grupos nas aulas práticas.

Samuel Barata nas redes sociais

A RUNning e o Programa Nacional de Marcha e Corrida promoveram um treino para desejar boa sorte ao atleta Samuel Barata, que representou a seleção nacional nos 10 000 metros do Campeonato da Europa de Atletismo, este mês em Berlim, na Alemanha. Veja as imagens no Facebook desse evento marcado pela boa disposição e pela partilha. A prova não correu da melhor forma para Samuel Barata, mas o jovem promete “continuar a trabalhar para voltar a estes palcos novamente com mais força e com mais experiência”. Siga o seu percurso desportivo também no Instagram.

Quais são os planos futuros a nível desportivo e académico?

SB - O meu plano a nível desportivo é ficar cada vez mais consistente a nível nacional e estar competitivo a nível internacional. Tenho um sonho de ganhar uma medalha internacional e é para isso que treino todos os dias. Outro grande objetivo é estar presente nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. O meu plano a nível académico é finalizar o mestrado em Química, falta-me a dissertação.

Por fim, peço que deixe uma mensagem de motivação para os estudantes de Ciências ULisboa.

SB - Temos de acreditar no trabalho que fazemos. Independente da área, se trabalharmos no duro todos os dias, os resultados mais tarde ou mais cedo vão aparecer, e por vezes pode acontecer o que pensamos que é impossível.

Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem de Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt