Estudar em Ciências

Estudar em Ciências - Concurso Nacional de Acesso 2018/2019

A 1.ª fase de candidatura ao ensino superior (Concurso Nacional de Acesso) decorre de 18 de julho a 07 de agosto.

 

O que os nossos ex-alunos dizem sobre nós

 

Camila Ramos
Camila Ramos
Investigadora
Instituto Gulbenkian de Ciência

Escolhi Ciências como ponto de partida do meu percurso académico devido ao seu prestígio e ao leque de escolhas existente, que se adequam aos meus interesses científicos. Ao entrar para o mestrado tive a possibilidade de contactar com docentes, membros da comunidade académica e colegas que contribuíram grandemente para a minha experiência, de tal modo que a integração de várias áreas das ciências se deu de forma altamente dinâmica, e tornou qualquer desafio um processo de aprendizagem estimulante.

Considero que o meu curso abriu portas para inúmeras oportunidades no mundo da investigação e no campo empresarial, não apenas pela sua multidisciplinaridade e aplicação, mas principalmente pelo interesse comum de todos os envolvidos em manter o espírito crítico e a vontade de aprender, cruciais para o meu desenvolvimento pessoal e profissional.

 

 

João Fonseca
João Fonseca
Analista de Sistemas
EDP - Energias de Portugal

Quando decidi estudar engenharia quis escolher um curso em que pudesse desenvolver conhecimentos no sector energético. Hoje posso afirmar que a escolha por Ciências foi decisiva.

Estudar em Ciências exige dedicação, principalmente para quem estuda a área de energia cujo estado da arte está em constante mudança. Além da qualidade do ensino, são mais-valias a proximidade com os professores, os programas a nível internacional, as iniciativas extracurriculares, o bom ambiente académico e as pessoas extraordinárias com que nos cruzamos que fazem de Ciências uma faculdade ímpar e que prepara bons profissionais capazes de resolver os desafios científicos e tecnológicos da sociedade.

 

 

Pedro Raposo
Pedro Raposo
Curador
Planetário Adler, Chicago

Frequentei o mestrado em Ciências, no âmbito do qual recebi uma excelente formação em história das ciências. Os conhecimentos e competências que adquiri no mestrado foram essenciais para prosseguir estudos pós-graduados na Universidade de Oxford, e para vir a desempenhar as minhas atuais funções enquanto curador de uma das melhores coleções de instrumentos e livros científicos do mundo, a do Planetário Adler em Chicago.

 

 

 

Vem conhecer-nos